20 de agosto de 2007

Meme(sa) Redonda - Parte Final

(Você encontra aqui a introdução, a primeira e a segunda partes; e aqui, aqui e aqui os intervalos comerciais.)

Entrevistadora: Finalmente, estamos de volta com o último bloco da entrevista.

Rob Gordon: Desculpem a demora.

Championship Vinyl: A gente entende seu receio em voltar, Rob.

Rob Gordon: Receio? Eu estava fumando!

Championship Vinyl: Nada. Está mais do que claro aqui que estou ganhando mais simpatizantes que você ao longo dessa entrevista, e você não está sabendo lidar com isso.

Rob Gordon: Champ, isso aqui não é um debate político.

Championship Vinyl: Você diz isso apenas porque sabe que está perdendo leitores a cada frase minha. Todos estão percebendo que eu sou a grande força criativa aqui, e você é nada mais que um embuste!

Rob Gordon: [suspiro] Ok, ok. Podemos continuar a entrevista?

Entrevistadora: Rob, um dos memes que ficaram ainda em aberto é proposto pelo blog Cinema & Afins. O título é “Não ao apelo pornográfico, sim a criatividade”.

Rob Gordon: Concordo plenamente com essa idéia.

Championship Vinyl: Mesmo porque você não saberia reconhecer o que é pornografia nem se ela começasse a dançar nua na sua frente.

Entrevistadora: Como assim, Championship?

Championship Vinyl: Claro. O que uma mulher iria querer com um cara que escreve mal e ouve música de criança? [fazendo voz de mongo] Six, six, six! The Number of the Beast!

Rob Gordon: Champ, posso continuar?

Championship Vinyl: Você não quer que eu responda essa? Eu acho melhor, acho que você vai piorar cada vez mais sua imagem nessa pergunta.

Rob Gordon: Não, obrigado. Deixe que eu resolvo aqui, ok? Mas, voltando ao tema, sim, concordo. Primeiro, porque eu sempre disse isso, para se ter... Quer dizer... Para escrever num blog, é necessário criatividade e não as fotos da Playboy do mês, ainda mais porque todo mundo recebe isso por e-mail, hoje em dia.

Entrevistadora: Entendo...

Rob Gordon: E o pior é que essas pessoas se gabam das visitas no blog. De que adianta você ter centenas ou milhares de visitantes no seu blog, se eles foram até ali procurar algo que não é seu? É a mesma coisa com os sites de downloads de filmes e séries. Além de ser pirataria, já vi donos de blogs desse tipo se gabando que tem não sei quantos acessos por dia. E daí? Isso torna o seu blog bom? Claro que não. É a série ou o filme que faz sucesso, não o seu blog. A qualidade de um blog se mede pela sua criatividade, e não pelo número de visitantes.

Championship Vinyl: O MEU número de visitantes tem aumentado bastante.

Rob Gordon: Sim, mas por causa dos textos. Eu não fico colocando foto de mulher pelada em você.

Championship Vinyl: Bem, se você não gosta da coisa, azar o seu, porque, eu, por outro lado...

Entrevistadora: Desculpe interromper, mas podemos passar para o último meme? Por que o tempo está correndo aqui....

Championship Vinyl: Ok, doçura. Continuaremos esse papo sobre pornografia depois, nos bastidores.

Rob Gordon: Ô fase... olha, desculpe por isso, também.

Entrevistadora: Rob, o último meme é proposto pelo blog O Avesso da Vida. Se você deixasse de existir, que falta faria ao mundo?

Championship Vinyl: Nenhuma.

Entrevistadora: Championship, por favor, deixe que o Rob...

Rob Gordon: Não, mas ele tem razão. Não faria falta nenhuma.

Entrevistadora: Como assim?

Rob Gordon: Claro que algumas pessoas sentiriam minha falta. Mas, nessa pergunta, não estamos falando exatamente sobre mim, certo? Estamos falando do Rob Gordon blogueiro. E ele não faria falta nenhuma. As pessoas entram no blog porque ele é atualizado. Se eu deixar de existir e ficar parado, os leitores aos poucos vão deixar de entrar, encontrar outros blogs e, com o tempo, se esquecer totalmente do Championship Vinyl.

Championship Vinyl: De mim, não. De você.

Rob Gordon: É a mesma coisa, acredite. E caia na real, estou concordando com você.

Championship Vinyl: Está?

Rob Gordon: Sim. Se eu deixar de existir, você deixa de existir também. E, com o tempo, nenhum leitor lembraria mais da gente. Existem dezenas de outros Championship Vinyl por aí. As pessoas iriam acabar achando um deles.

Championship Vinyl: Não fala assim...

Rob Gordon: É verdade, Champ. Talvez você ainda fizesse mais falta que eu. Porque, não sei se você sabe disso, as pessoas referem-se a você como Championship Vinyl, e não como “o blog do Rob”. Tem gente que entra ali que nem sabe quem sou.

Championship Vinyl [com os olhos marejados]: Não fala assim, não é verdade. As pessoas gostam de você...

Rob Gordon: Mas elas gostam mais de você do que de mim. Acredite. Eu não faria falta para eles. Você, sim.

Championship Vinyl [chorando]: VOCÊ FARIA TAMBÉM! EU SENTIRIA SUA FALTA!

Rob Gordon: Obrigado...

Championship Vinyl [levanta-se, ainda chorando] Que puta sacanagem! As pessoas têm que sentir sua falta! O que seria de mim sem você?

Rob Gordon: Nada. Mas aí que está. As pessoas sentiriam a sua falta, e não a minha!

Championship Vinyl [abraça Rob Gordon, soluçando]: Não! Não! Você não pode deixar de existir!

Rob Gordon: Mas eu não vou. É apenas uma pergunta. Um meme.

Championship Vinyl [assoando o nariz]: ...Promete?

Rob Gordon: Prometo. Champ, você não quer ir aos bastidores tomar uma água com açúcar e lavar o rosto? Já acabamos por aqui, mesmo.

Championship Vinyl: ...Tá...

[Championship Vinyl levanta-se e vai embora. Ao mesmo tempo, entra um rapaz correndo e entrega um papel para a entrevistadora]

Entrevistadora: Rob, veja só. Chegou um meme de última hora. Sobre o primeiro aniversário do blog Contos Ancestrais...

Rob Gordon: Um ano, já? Como o tempo passa...

Entrevistadora: O meme é simples, é apenas falar um pouco do blog.

Rob Gordon: Escrever ficção já é difícil, ainda mais de horror e suspense, onde é fácil cair no ridículo. Mas o blog do Arthurius é simplesmente genial, recomendo a todos. Ele consegue criar atmosferas geniais com seus textos e manter sempre a mesma (excelente) qualidade, de post para post. E olha que estamos falando de um sujeito que administra mais dois ou três blogs. Para quem gosta de terror – e acha que o terror moderno não se restringe simplesmente aos livros do André Vianco – o Contos Ancestrais deveria não somente estar no favoritos, mas como homepage.

Entrevistadora: Ok, Rob. Finalmente, encerramos a entrevista. Alguma consideração final para os leitores?

Rob Gordon: Desculpem a demora em responder aos memes. E continuem acessando o Champ, como fiquei parado nessa entrevista, tenho muita coisa para contar, que vou publicar nos próximos dias. Com o fim da entrevista, voltamos à programação normal do blog. E um conselho especial para o Arthurius: haja o que houver, não deixe jamais o seu blog escrever o texto de aniversário. Acredite em mim, não vale a pena.

Ficamos, então, com o Top 5 com todos os memes respondidos (o do Arturius não entra na lista, mas já está respondido):
1. Espelho Quebrado - indicado nos blogs Bella, Diego Moretto e Cheiro de Brinquedo Novo
2. O que você ouve enquanto bloga? - indicado por Diego Moretto, O Elemento Fogo e L. Inafuko
3. Se você deixasse de existir, que falta faria ao mundo? - indicado por O Avesso da Vida
4. Não ao apelo pornográfico, sim a criatividade - indicado por Cinema & Afins
5. Por que você tem um blog? - indicado por Devaneio Abissal

6 comentários:

Arthurius Maximus disse...

Beleza! Obrigado pelos elogios. Vindos de um cara tão criativo como você, eles tem muito peso mesmo.

Quanto a fazer um post de aniversário entrevistando meu blog; isso não vai dar. Além de pirataria, me acusariam de apologia ao mal. (rs)

Você disse, nesse meme, algo que muita gente teme dizer: Se sumíssemos de uma hora para outra, faríamos falta apenas para os mais chegados. (e para nossos blogs é claro (rs)). Mesmo para a nossa família, após duas gerações, nossos nomes seriam completamente esquecidos. Duvida? Vc se lembra do nome do seu tataravô?

Inquietante, não é?

Um abraço.

Menáge à Trois disse...

Acrescento : Mais que metalinguagem, o que você realizou em um texto atravessou váias esferas discursivas, você fez uma espécie de interdiscursividade, que por sinal, foi arquitetada com uma maestria incomparável.
É nessas horas que meu objeto de análise fosse outro, quem sabe não fique para o doutorado. ( Vir aqui sempre me inspira)
Ps ( O blog do Arthur é o máximo)

Como ninguém

Pedro disse...

Achei espantosa a entrevista. O modo como vou encaminhando não poderia ser melhor e os intervalos deram um "time" genial para que o post não ficasse longo e cansativo.

Ainda por cima intigava cada vez mais a voltar e ver se já estava atualizado, mesmo que com o intervalo comercial.

Parabéns!!!

MaxReinert disse...

viu... viu??
Eu sabia... o Champ tem um bom coração!!!!

Que história é essa de metalinguagem???

Ai, ai.. esse povo inventa!!! hehehehehehe

Abraços!

denys disse...

Caro Rob,

Parabéns por este maravilhoso texto. Bom saber que apesar daquela crise de "estrelismo" do Champ no aniversário, ao final da entrevista ele reconheceu o seu valor.rsrs
Sempre que posso, venho aqui na "loja" e cada vez fico mais impressionado com a qualidade e criatividade dos seus textos.Sempre com idéias concisas e fantásticas.
Quem dera se na blogosfera tivéssemos mais blogueiros que primassem, primordialmente, pela QUALIDADE do blog e não, somente, pelo número de visitas - plagiando ou apelando à pornografia para obtê-las.
Um grande abraço!
Denys

Rubens F de S disse...

Rob,

Ok, comentário novo em post velho, mas eu não podia deixar de comentar esse. Realmente fica difícil saber quem faz mais falta, você ou o Champ, porque só com vocês eu consegui entender que se "a humanidade não deu certo", ainda há gratas e honrosas exceções. E mesmo que a gente tenha aquele dia em que a única coisa que você tem a dizer é "Ô Fase", ler o seu blog (post novo ou velho!) faz o dia melhorar (não vou falar que faz valer a pena, que vira coisa de boiola!). Rob e Champ, vocês fazem falta por terem conteúdo e saberem se expressar, e, acima de tudo, vocês já são imortais na memória de seus leitores e na nossa blogsfera!

De um de seus muitos fãs (e honrado por participar de um dos Top 5!).
Rubens