30 de setembro de 2007

Long Live Rock'n' Roll!

Na semana em que aquela emissora que não passa clipes musicais fez sua quermesse anual para escolher qual o melhor videoclipe do "rock" brasileiro, é um alívio saber que as pessoas que gostam de rock de verdade ainda existem. Podem estar escondidas, com vergonha das músicas que tocam atualmente, mas estão por aí, ainda.

Acabei de voltar do Pão de Açúcar, onde fui comprar meu jantar. Como está frio, fui com minha camiseta do Alice Cooper de mangas compridas. Atrás de mim, na fila do caixa, um sujeito de mais ou menos 60 anos de idade com a esposa, segurando duas latas de sorvete. Quando chegou minha vez de pagar, ele tocou no meu ombro. Quando me virei, ele apontou minha camiseta e disse:

– Eu tenho todos os discos dele!

– Sério? Todos! Para mim, ainda faltam uns 5 ou 6!

– Na verdade, tenho todos que saíram em LP. Minha coleção ainda é de LPs.

– Sensacional! Ele é bom demais! Você foi ao show dele?

– Ele veio? Putz, não fiquei sabendo!

– É, foi mal divulgado demais, respondi enquanto o caixa passava minhas mercadorias. Foi em junho e olha... De fã para fã: foi um puta show!

– Sério? Mas ele não está muito velho não?

– Ah, está, mas até aí tem banda que os integrantes têm metade da idade dele e não fazem um décimo do que ele faz em cima do palco.

Nisso, o rapaz do caixa, segurando minha lazanha, não aguentou e disse:

– Ele é aquele que canta "No móóóre, Mr Nice Guy?", ele perguntou, cantando o refrão.

– Ele mesmo, eu respondi, junto com meu mais novo amigo.

– Eu ouço essa música sempre na Kiss! É muito boa! Débito ou crédito?

– Débito.

Paguei e me despedi do meu amigo. Na porta do mercado, numa daquelas ironias que só os deuses do rock podem providenciar, um sujeito de uns 20 anos de idade com uma camiseta do Marilyn Manson. Percebi que ele havia assistido à toda a conversa.

Quando passei por ele, olhou para mim com uma cara conformada, com um olhar de "eu sei que estou errado" e abaixou a cabeça constrangido. Ele havia acabado de perceber que sua a coleçãozinha de mp3, uma camiseta do Marilyn Manson e ficar parado na frente de um supermercado tomando cerveja e fazendo cara de mau não é a melhor coisa que ele pode fazer da sua vida, em termos musicais.

Nada contra Marilyn Manson - aliás, já vi umas duas entrevistas dele e me pareceu um sujeito bem razoável –, mas é claro que trata-se um caso claro de Barcelona X Ponte Preta. Afinal, enquanto Alice Cooper faz tudo isso aqui em cima de um palco, Marilyn Manson contenta-se em tocar no VMB. Não adianta. Pé que nasce para chinelo não chega a sapato nunca.

Na próxima vez, vou com a minha camiseta do Iron Maiden. E, se Deus quiser, vou encontrar alguém com uma camiseta do André Mattos na fila.

E, deixo vocês então com o Top 5 do momento, com as músicas do Alice Cooper que o fã de Marilyn Manson provavelmente irá baixar quando chegar em casa:

1. No More, Mr. Nice Guy
2. School's Out
3. Welcome to My Nightmare
4. Poison
5. Elected

10 comentários:

o amnésico disse...

Nada de "Feed my Frankenstein" ou "I love the dead", não é?

Afinal, não queremos que ele tenha pesadelos à noite, hehehe!

É mesmo bom saber que o rock de verdade não morrerá enquanto houver quem o conheça!

Um abraço.

Lanark disse...

Conhecer pessoas por causa de camisas de bandas de rock é muito foda mesmo! Pena que eu só tive essa experiência uma vez, com a minha camisa do Blind Guardian. A única banda de power metal que eu ainda ouço.


E Marylin Manson é legal, eu gosto. Só tem uma coisa que eu não gosto nele:



As músicas.

Rodrigo disse...

Eu só discordo dessa última alfinetada no Andre Matos. Bem, eu pelo menos acho que o cara gravou clássicos do metal nacional como "Theatre Of Fate", "Angels Cry", "Holy Land" e "Ritual", mas enfim, questão de opinião. Mas o show do Alice Cooper foi sensacional mesmo. Pena que ele insiste me não colocar "Bed Of Nails" no set, mas ninguém é perfeito.

Tyler Bazz disse...

Bendito seja o underground que sempre tem coisa boa...

\o/

Dragus disse...

Eu gostava de André Matos até ele perder conceito ao sair do Angra e toda aquela fase conturbada em que se considerou um "Deus" do vocal.

Por sinal, pelo seus gostos musicais, acredito que a camisa que usará do Iron será alguma que retrate mais a fase inicial do Iron (do Paul Dianno) do que a do Dickinson. =p

Por sinal, os discos ruins do Dianno são melhores que essa fase atual do Iron.

Os caras vão até fazer uma turnê só com "the best of", por falta de músicas novas boas.

2008 vem aí =)

Thais disse...

Rob, cade BEATLES no Championship Soundtrack??????? ¬¬

Deisinha Rocha disse...

Bom, nada contra o Manson, tbm...
mas sabe que concordo com vc...

e olha q já assistir várias entrevistas dele e acho um máximo o fato de ele aparecer qndo quer na mídia...

mas qlqr deus do rock supera ele...
Alice Cooper, então...
arraaaaaaaaaaaaasa...


ah, gosto da maneira que vc escreve...

EDUARDO GOMES disse...

É PRECISO CONHECER A FONTE PRIMEIRO, TALVEZ SE ALICE FOSSE MAIS DIVULGADO O MARYLIN NÃO SERIA TÃO "IDOLATRADO".

QUANTO AS CAMISAS DE BANDA:EU DEI UM PEGA NUM MULHERÃO APENAS POR QUE ESTAVA COM A CAMISA DO GUNS N ROSES. QUE NEM TENHO MAIS.
A MINHA DO PEARL JAM E DA JACK DANIEL SÃO SAGRADAS.

FUI.

Lidiana de Moraes disse...

School's out com certeza é matadora!

Carol disse...

bom isso aqui ...vou ler com calma...
jah disse o que ue acho disso aqui por lah..
analisando o blog
=)
beijos