24 de setembro de 2007

Absolut Vinyl

Com a recente quantidade de comentários que foram recebidos nos últimos dias, é hora de atualizar as listas de mais vendidos, coisa que eu já não fazia a certo tempo. Na lista dos posts mais vendidos, foi muito bem vinda a adição do post Crente que está Abafando, com 31 comentários, o que mostra o quanto o mais novo personagem desse blog, o crente Hóstia, foi bem aceito pelos leitores.

Com esse número de mensagens, ele empurra para fora da lista o Islé-xê! Aérosmi-tê!, que estava ali desde maio. Em outras palavras: Hóstia, você é o melhor no que faz, e o que você faz mata meus leitores de rir. Por favor, não se esqueça desse humilde blog e continue postando suas mensagens de louvor (a Deus, não a mim) aqui. Eu, Jonas, Besta-Fera, Championship Vinyl e toda a família Champ agradecemos.

Muitas mudanças também na lista dos posts conceituais. A série (Meme)sa Redonda conquistou a liderança com 73 comentários (também, com seis posts, até eu, né?) e a saga da Teresa (Suicide is Painless), com 39 comentários, mostra que minha vizinha não (quase) morreu em vão. Infelizmente, com isso, saem da lista a série 25 Horas (que era a minha preferida, ou seja, chupa: eu) e os dois posts Diga-me o que Procuras... que eu Te Direi quem És. Mas este último provavelmente voltará para a lista, porque não apenas não tem data para acabar, como já tem uma terceira parte saindo do forno.

E, por fim, na lista de posts Lado B, resolvi dar uma chance aos textos sérios publicados nesse blog (sim, eles existem), com o review do show do Alice Cooper em São Paulo, os três primeiros filmes da série Longa Jornada Noite Adentro, e o texto Tem Dias que o Post não Vem. Sim, o Championship Vinyl é um blog sério, às vezes.

E, para encerrar, gostaria de agradecer a homenagem do amigo Julio Câmara, que inspirado na idéia do blog Interney, criou versões da garrafa de vodka Absolut para alguns dos blogs participantes da comunidade Blogspot.com (Blogger), entre eles, o Champ.

E, cá entre nós, ficou um tesão! Hóstia, quando você quiser celebrar a palavra de Deus por aqui, deixe a bebida por minha conta.


Agora, alguém tinha que tomar a iniciativa de pegar o logo dos blogs que copiam coisas dos outros blogs ou somente colocam videozinhos do Youtube e download de filmes e seriados, e fazer garrafas de Jurubeba Leão do Norte e Dreher para dar de presente a eles. Afinal, existem blogs que são feitos para serem lidos em bares, e blogs que são feitos para serem lidos em botecos boca-de-porco, daqueles com ovo colorido e imagem de Nossa Senhora de Aparecida em cima do caixa.

Aliás, Hóstia, se você tiver um blog, me avise aqui, que eu peço ao Júlio para fazer uma montagem com essa garrafa / latinha aqui. Você merece, irmão.

E, para terminar, deixo aqui o Top 5 da vez, com os nomes mais imbecis de botecos boca-de-porco em São Paulo (lá você não encontra a Absolut Vinyl, nem adianta procurar):

1. Luis XV - devem existir pelo menos três "Bar e Lanches Luis XV" por bairro, em São Paulo. Em nenhum deles, porém, há o menor vestígio de uma influência cultural francesa, a não ser aquela cachaça caseira (que traz com um cadáver de um bicho não catalogado dentro da garrafa) cujo primeiro gole tem o efeito de uma guilhotina no seu esôfago.

2. Flor do (nome do bairro) - Flor de Pinheiros, Flor de Moema, Flor da Paulista... Se dependesse desses botecos, São Paulo seria um jardim. O problema é que basta uma rápida olhada no boteco para ver que dificilmente uma flor nasceria lá dentro.

3 - Nome do dono's - nada é mais ridículo que um boteco com esse nome, mas os donos parecem não se importar. E dá-lhe Antônio's, Almeida's, Luis Henrique's...

4 - Princesinha do (nome do bairro) - Na verdade, isso acontece mais com padaria, mas existem botecos assim também. E, nesses casos, a única mulher que frequenta o bar (por consequência, a tal Princesinha) tem dois metros de altura, 140 kilos, e fica sentada na mesa do canto, numa posição digna de Jabba the Hut, comendo tremoço, tomando pinga e jogando dominó com os pedreiros habituais do local.

5 - México 70 - Cada bairro de São Paulo tem pelos menos meia dúzia de botecos com nomes relacionados a Copa do Mundo de 1970. Já é tradição. A única pessoa que tentou inovar o conceito foi o dono de um boteco na Domingos de Moraes, que arriscou e batizou seu estabelecimento como Espanha 82. Ou seja, se fudeu, junto com os outros 120 milhões em ação.

9 comentários:

Dragus disse...

Hóstia prova que faz sucesso.

Mas pão por pão ainda prefiro carolinas. =p

E o Absolut Vinyl teria que sabor? Gás do Riso?

Davis disse...

Um brinde ao Rob que nos prestigia com um gole semanal* dessa iguaria dos Deuses que é seu blog...

...ou quase isso. :D



*as vezes mensal mas tudo bem

Tyler Bazz disse...

Legal pra porra a garrafa... e merecida!!

Espanha 82 foi foda!! aUHAuhaUHAuha

o/

thais disse...

Hóstia tá fazendo sucesso hein...E quem disse que brasileiro não gosta de falar de Deus? Estou sentindo falta do Hóstia e lógico, o post decorrente de seu comentário. Agora com relação aos botecos, o melhor foi o princesinha...imagina a "princess" lá com 140 kg tomando cerveja sozinha...isso dá até dor no coração....kkkkkkkkk
bicocas

Beatriz disse...

Li todos os posts do seu blog e gostei muito :)

Hóstia 'tá fazendo sucesso!

Wagner disse...

e aí... qual o teor alcoolico dessa Absolut? 50%?

heheheh

Arthurius Maximus disse...

Nada como absolut com guaraná Jesus. Deve ser uma "beleza". Ainda mais sabendo agora que a Coca-Cola se preocupou com Jesus e deu uma grana pra ele ficar quietinho lá no paraíso.
Quanto relação dos pé-sujos, você esqueceu do famoso "Bar do Zé". Todo lugar que se preza tem que ter um "Bar do Zé", se não, não presta.

Mau disse...

Concordando com o Arthurius, Absolut Vinyl com Guaraná Jesus deve ser uma dilícia, UHAUHAHUA.

Mayra Prata, May, 19. disse...

Olha, aqui perto de casa tem um que chama só "2 conto". E a Brahma é R$2,50.
Por isso que eu curto as excessões.