10 de setembro de 2016

Quarenteum

Dentro de cada pessoa velha existe uma pessoa jovem se perguntando o que aconteceu.
(Pratchett, Terry)


Quando eu fiz dezoito anos, minha mãe me disse:

– Aproveite muito. Depois que você faz dezoito anos, o tempo passa rápido demais.

Eu achei que ela estava exagerando.

Hoje, me sinto como se essa conversa tivesse acontecido há duas semanas. 

3 comentários:

Renan Mateus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renan Mateus disse...

Muito bom, minha mãe me dizia que depois dos 18 o tempo passaria voando, e ela estava certa... passando aqui depois de ouvir seu Podcast com M. Barreto e olha que coincidência, ouvi o segundo episódio hoje, que é o que você fala sobre o seu aniversário de 40 anos, é isso na verdade não quer dizer exatamente nada, como em todas as outras coincidências... Vou "maratonar" o Gente que Escreve enquanto leio tudo isso e Carlos Orsi...

Rafiki Papio disse...

O tempo é um símbolo muito forte em minha cabeça e isso do tempo passar rápido é devastador, já que gasto a maior parte do tempo com coisas que não vão ter significado no futuro (trabalho). Me assombra a ideia de que se você não construir memórias durante a vida vai chegar ao fim sentindo que não fez nada.