27 de março de 2012

Um a Menos


Sabem,

Hoje faz uma semana que eu durmo sem precisar tomar remédio.

Foram seis meses tomando um comprimido que me fazia dormir feito uma pedra e que, ao mesmo tempo, me deixava totalmente chapado todas as manhãs, durante pelo menos duas horas após eu sair da cama.

Mas ele era estritamente necessário: sem ele, eu não dormia de jeito nenhum.

Ou, melhor dizendo, eu dormia sem dormir. Dormia e acordava, dormia e acordava, dormia e acordava a noite inteira. Ou, em muitas vezes, eu apenas me sentava na cama, sem estar dormindo ou acordado de verdade, e sem saber por que eu estava sentado na cama.

Resumindo: ou eu tomava o remédio, ou eu atravessava uma noite de sono agitadíssimo e que não me permitia descansar absolutamente nada – e que, por coincidência, me deixava em frangalhos, emocionalmente falando, no dia seguinte.

Mas, uma semana atrás, eu decidi tentar dormir sem os remédios. Não sei o motivo exato.  Acho que eu apenas me senti confiante o suficiente para tentar.

Assim, tomei um banho e me deitei. E li um pouco, menos pelo livro em si e mais para esquecer que eu não havia tomado o remédio – caso contrário, aí que eu não iria dormir mesmo.

Apaguei a luz.

E dormi.

Não foi a melhor noite da minha vida. Mas dormi. Dormi de verdade. E, de lá para cá, tenho conseguido repetir isso. Meu sono ainda é muito leve e tenho dormido menos que o habitual. Mas o que realmente importa aqui é que, desde deste dia, estou dormindo sem remédios.

E eu queria compartilhar isso com vocês. Pois, nesta caminhada que venho atravessando há meses, a ajuda de algumas pessoas tem sido essencial: e isso inclui vocês, que mandam mensagens (seja em forma de comentários no blog, e-mails, e, em alguns casos, até mesmo pessoalmente) de apoio, às quais dificilmente eu poderia agradecer à altura.

Pode não parecer muito, mas às vezes são estas mensagens que fazem a diferença entre um dia ruim e um dia bom. Por isso, nada mais justo que vocês fiquem sabendo que hoje meu sono é muito leve, mas ele é meu. É o meu sono.

E claro que a filosofia dos passos pequenos continua - pois se existe algo que eu aprendi sobre depressão é que as recaídas podem ser a pior parte da jornada.

Mas hoje eu já consigo andar no meio de multidões sem pirar (ao menos, na maioria das vezes) e agora consigo dormir sem remédios. A ser vencido, sobre ainda o outro remédio: o principal – cuja dosagem e também tenho tentado diminuir por conta própria.

Lexapro, um aviso:

Se cuide. Você é o próximo.

54 comentários:

Pedro Lucas Rocha Cabral de Vasconcellos disse...

Sei nao, mas pra mim tem dedo na namorada nisso dai ;)

Rob Gordon disse...

Pedro:

Sempre tem. :)

Abraços!

Rob

littlemarininha disse...

Boa sorte, Rob! A caminhada é longa, difícil, mas você vai sair dessa.

Já está saindo :)

R. disse...

30min de exercicio fisico por dia e vc dormirá ainda melhor.

Anônimo disse...

..."pois se existe algo que eu aprendi sobre depressão é que as recaídas podem ser a pior parte da jornada."

Agora é o auge. Além de me divertir-emocionar-chorar, me dar o privilegio de ler os posts desse que tem sido meu paraíso nas madrugadas, descreveu exatamente o que eu pensava sentir sozinha.

Aprendi também sobre a melhor parte... Quando torno a levantar e vejo mais de uma mão querendo me ajudar.
@dari_rizzi

Bob Mussini disse...

Que felicidade, Rob!
Obrigado por compartilhar mais esse passo!!!

Hey!!!! Uma semana sem remedio!!!
Que beleza!!
Que tal 24 horas de crônicas pra comemorar?
hahahahahaha

Abraço
e parabéns pela força.

disse...

Além da vontade de dar um abração, meu ímpeto é levantar o braço, mão estendida com a palma pra vc, aguardando um "bate aqui" bem barulhento seguindo de um sorriso de orelha a orelha.

Então... o/

=D

Varotto disse...

Ao ler o seu texto, pensei em fazer comentários sobre mortos-vivos, ou comparar sua declaração àquele quadro da TV Pirata, em que um baiano, na penumbra, confessava "Hoje eu não comi moqueca. Faz três dias que eu não como moqueca...".

Pensei até em fazer graça com o comentário do Pedro (e sua resposta) sobre ter dedo da namorada nisso aí, e onde, afinal, estaria este dedo para ter causado uma reação tão positiva.

Mas como o negócio é muito sério, só me resta parabenizar o senhor por mais um passo em direção ao copo meio cheio.

E dizer que próximo dia 10 devo dar uma passada aí na sua terra, então acelera a busca pelo novo Degas!

gilgomex disse...

Sorte que o Varotto não fez essas piadas. rs.

Mas, Rob, Rob, Rob meu caro (e põe caro nisso, é bom parar com alguns remédios mesmo) amigo. Que bom que tudo tem começado a se acertar. Isso me deixa feliz (de verdade, você sabe) e me faz torcer muito para que tudo se ajeite rapidamente.

E assim, você deve ser rico. Sério. Pois há algum tempo uma pessoa (na verdade, mais de uma) falou pra mim que depressão é doença de rico. O que é um problema, porque também devo ser rico, já que também passei por isso. Acho que meu dinheiro deve estar guardado em algum lugar que ainda não descobri...

Ana Claudia Savini disse...

Dedo? Oi? Sério, Varotto... hahaha
Minha participação está em acordar toda vez que ele acorda pra perguntar se está tudo bem.
Insônia e sono leve rules! :P

Michele disse...

que lindoooo!!!

parabéns por essa conquista!

Beijos!

Natalia Máximo disse...

Parabéns, Rob. A gente se encontrou pouquíssimas vezes nos últimos tempos, mas fico muito feliz de perceber que, a cada vez encontro, você está muito melhor que no anterior. Sem dúvida, essa é uma grande conquista, e que venham outras semanas sem esse remédio. E o Lexapro não tem chances, você vai ver ;)
E concordo com o Pedro, super tem a ver com a namorada e, quem sabe, até a mudança do ambiente mesmo, né?

Rob Gordon disse...

Littlemarininha:

Dizem que o primeiro passo é sempre o mais difícil, e estão certos. Mas o primeiro passo aqui foi dado meses atrás! Obrigado pela torcida e pelo apoio!

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

R:

Está nos planos começar algo, junto com a Ana - mesmo que, por enquanto, fiquemos apenas em uma caminhada mais puxada.

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

Dari Rizzi:

A honra é minha pelos meus textos se tornarem seu paraíso das madrugadas - seja se divertindo, se emocionando ou chorando. Muito obrigado por compartilhar isso comigo. Muito obrigado mesmo.

Quanto às recaídas, você está certa em apontar que descobrir o quanto você não está sozinha a cada vez que cai pode ser sim a melhor parte. Assim, você não precisa mais pensar que sente isso sozinha.

Afinal, e falo aqui por experiência própria, por mais você possa ter esta impressão em alguns momentos, lhe dou uma certeza: você não está sozinha. Mesmo.

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Bob:

Valeu, cara! Agora, um novo 24 Horas, 24 Crônicas? Cara, eu vou fazer isso mais uma vez, pode ter certeza. Mas ainda é muito cedo, preciso estar mais afiado com os textos. Mas a gente chega lá!

Abraços!

Rob

Rob Gordon disse...

Fê:

Bate aqui! o/

Obrigado pela força!

Beijos!

Rob

Dani Cavalheiro disse...

Parabéns, Rob! Fico muito feliz por você!

Sem querer me intrometer, é só preocupação, mas olha, toma cuidado com essa coisa de largar o Lexapro por conta própria, viu? Eu fiz isso e me lasquei, é sempre melhor o médico diminuir sua dose.

Beijos e fica bem

Rob Gordon disse...

Varotto:

Como o negócio é sério, vou ignorar o show de horrores do começo do seu comentário e agradecer. Fica melhor assim para todo mundo - especialmente para o nível do blog. :)

E já estou à caça de um novo Degas. Mas, se não achar um aqui perto, vamos no clássico mesmo! :)

Abraços, cara!

Rob

Rob Gordon disse...

Gomex:

Sabe... Eu sempre fui rico, mas percebi isso faz pouco tempo. É que eu não guardo minha fortuna comigo, daí eu passar a impressão de não ser milionário. Mas sou sim. Já guardei bastante dinheiro na Fnac, na Comix...

Mas, infelizmente, de uns meses para cá tenho guardado boa parte do meu dinheiro na farmácia. Ou seja, eu sou milionário sim, só estou (atualmente) investindo nos lugares errados!

Abraços!

Rob

Rob Gordon disse...

Ana:

Apenas um adendo: e a resposta era sempre "não sei"...

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Michele:

Muito obrigado! De verdade!

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

Natalia:

Pensei nisso outro dia. Justamente como temos nos encontrado pouco, você deve ver um Rob Gordon diferente a cada vez que nos encontramos, né? E, by the way, hora de nos encontrarmos de novo!

E sim, você e o Pedro estão cobertos de razão: tem muito da Ana e da mudança de ares nisso tudo!

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

Dani Cavalheiro:

Obrigado pela torcida!

E, quanto ao Lexapro, não precisa se preocupar... Só estou, por enquanto, fazendo alguns testes, vendo se eu consigo me manter bem com uma dose um pouco menor - mas, oficialmente, eu continuo tomando!

Beijos!

Rob

eer.. disse...

genial! :)

Claudia Iarossi disse...

Feliz por mais este passo seu! :)

Bel Lucyk disse...

Rob!
Parabéns por mais esse passo! Sei como é importante!
E reconquistar o sono não tem preço! =) bjos

@neneia disse...

\o/

Anelise disse...

Parabéns, Rob!
Fiquei felicíssima com a notícia!
É isso aí!
A caminhada é feita com um passo de cada vez!
Sucesso!

renata de toledo disse...

Ah, como eu fiquei feliz por você! Você é muito maior que qualquer depressão, muito maior que qualquer remédio! É isso aí!

gilgomex disse...

Então é isso mesmo, Rob. Pois eu também investi muito na Fnac online,e muitas outras lojas de quadrinhos. Minha fortuna tb está lá...

Camila disse...

Fico super feliz de ouvir isso, Rob! O caminho é lento, mas vale a pena. Dando um passo a cada vez, você está vencendo a batalha.

Keep going! =)

Bjo

@leandrodelucas disse...

Não o conheço pessoalmente, mas li um negócio em um blog há um certo tempo e acho que se aplica. Não lembro exatamente as palavras, mas era algo assim: "Vou vencer essa merda." (Gordon, Rob). Acho que o pensamento é esse. E pelo jeito esta funcionando.

Juju disse...

em três palavras: AR-RA-SOU! =P

força aí, grande conquista!

Rob Gordon disse...

eer...:

Muito obrigado!

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Claudia Iarossi:

Muito obrigado pela torcida! Bom ver você de volta por aqui!

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

Bel Lucky:

Obrigado! E, realmente, não tem preço!

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

@neneia:

Valeu!!

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Anelise:

Obrigado! E, dando um passo de cada vez, desta vez foi um passo bem importante!

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

Renata:

Obrigado pelo apoio! Conta muito!

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

Gilgomex:

Mas o termo é esse: "investir" (e não "gastar").

Abraços!

Rob

Rob Gordon disse...

Camila:

Valeu! Dando um passo de cada vez, o caminho é lento, mas o apoio de vocês torna tudo mais fácil!

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

@leandrdelucas:

Fiquei meio baqueado aqui pelo seu comentário. A frase que você citou me pegou um pouco de surpresa. Claro que eu me lembrava dela, mas acho que você citá-la aqui fez eu colocar as coisas em perspectiva, pensando em tudo o que passei e onde estou hoje.

Mais uma vez: eu vou vencer estar merda desta doença, cara. Eu prometi isso para todo mundo e para mim mesmo, e tenho apenas que agradecer você por me fazer lembrar disso desta forma tão direta. Obrigado, de verdade.

Abraços!

Rob

Rob Gordon disse...

Juju:

Em duas palavras?

VA-LEU!

Beijos!

Rob

Claudia Iarossi disse...

Ah querido, sempre venho aqui, mas novamente não estava conseguindo registrar os comentários.

Não abandono o Champ...rs

Beijos

Elise disse...

Força pra você, Rob, sempre.

=)

Rob Gordon disse...

Claudia Iarossi:

Sempre que você não conseguir logar, me avise por Facebook ou mesmo deixando um comentário (sem logar, mesmo), por favor. Aí eu tento descobrir o que está acontecendo.

Beijão!

Rob

Rob Gordon disse...

Elise:

Obrigado. De coração.

Beijos

Rob

Claudia Iarossi disse...

Combinado!

Agora, por exemplo, só consegui logar pela opção 'nome/URL'. Não consigo´ pela conta do google.

Bjs

Arthurius Maximus disse...

Também estou assim. Durmo muito pouco e passo toda a madrugada vagando pela casa como zumbi. A cabeça não para com ideias e textos (ou problemas) e, quando eu vejo já é de manhã. Só durmo mesmo quando estou a beira do colapso (rs).

Sei muito bem como você se sentiu. Ainda bem que a coisa se resolveu. Pessoalmente não gosto de remédios e evito ao máximo.

Rob Gordon disse...

Cláudia:

Que estranho... Aqui está normal, como sempre. Será que é algum problema o histórico do seu navegador?

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Arthurius:

Poucas coisas são piores que não dormir. Mas eu gostaria de ter dormido mal todo este tempo - ou mesmo sem a ajuda de remédios - por estar com a cabeça cheia de ideias. Mas eu chego lá!

Abraços!

Rob

Sil disse...

Parabéns querido!

Um passo de cada vez em direção à vitória plena.

Que Deus o abençôe e que abençôe este anjo que está ao seu lado que é a Ana.

Beijos

Sil

Rob Gordon disse...

Sil:

Obrigado! É apenas um passo, mas é exatamente do que preciso: passos.

Beijos!

Rob