8 de fevereiro de 2011

Pequeno Diálogo Matinal

– Que foi?

– Nada. Estou apenas olhando.

– Olhando?

– É. Olhando você.

– Mas não estou fazendo nada demais. Estou só comendo.

– Eu sei.

– Não tem muito que olhar. Mesmo a comida... É ração. A mesma ração de sempre.

– Eu sei... Não é a comida. Estou olhando você.

– Está tudo bem?

– Está. Pode comer.

– Eu não consigo, com você olhando assim.

– Olhe... Posso falar uma coisa?

– Diga.

– Eu posso não dizer todos os dias que amo você. Mas eu amo. Todos os dias.

– Eu sei.

– Todos os minutos.

– Eu sei.

– E que você é um puta de um amigo.

– Eu sei.

– Enfim... Era isso. Queria agradecer, acho. Agradecer por você estar aqui.

– Tudo bem.

– Bom... Vou trabalhar agora. Volto à noite.

– Ok. Estarei aqui.

– Tchau. Estou indo. Fica bem, tá?

– Rob! Rob! Espere!

– Oi?

– Sente aqui por dois minutos?

– Eu estou atrasado...

– É rápido. Prometo. Quero só falar uma coisa.

– Pronto. Diga.


– Eu também.

26 comentários:

Fabiane disse...

Óun!

Tyler Bazz disse...

Muito legal seu humano, Besta-Fera.

Elise disse...

Óun! [2]

Momentos assim, com os amigos caninos, fazem-me pensar que a vida não seria vida sem eles.

Michele disse...

olha, Besta Fera... não é que às vezes esse seu humano mostra que é legal? mas só às vezes...

Lilian disse...

Ai, gente. Não posso com post que tem cachorro. Eu sempre fico emocionada. *enxuga as lagriminhas*

Lindo.

Dragus disse...

O Besta-Fera tem que cuidar melhor do seu humano.

Ele é frágil, quebra a toa.

Mary disse...

Ai Rob.
Tô chorando aqui. O amor incondicional desses nossos amigos peludinhos é algo magico.

Obrigada por compartilhar.

Bia Nascimento disse...

Só quem tem cachorro sabe o que é esse amor sem fim <3

Ana disse...

<3

Ana disse...

Ia te chamar de mulherzinha, mas o fim foi tão lindo que eu quase chorei :~~

Kell Alves disse...

Ai q doce...

Marina disse...

Não aguento mais ler essas coisas. Começo a chorar antes mesmo de terminar de ler.

Natalia Máximo disse...

Como eles conseguem ser tão incríveis, cara? Não é normal

Pedro Lucas Rocha Cabral de Vasconcellos disse...

Sinto a mesma coisa, com o meu coelho =P

Lunnafe disse...

Oun... é nesse momento que ele te dá aquele olhar, aquele que corta o coração e te dói por dentro. Mas é um amor, né?!

Gabi disse...

FOFO.

Só isso.

Dani disse...

Como é que pode, não é? Eles realmente ficam tristes qd a gente sai, felizes e fazendo festa qd a gente volta (a minha esconde meus sapatos qd eu chego, acho que é para eu não sair mais). E essas carinhas, gente? Que coisas fofas são esses bichinhos. Cachorro é mesmo tudo de bom!
Amor canino é o que há!

Housewife disse...

Ah que lindo lindo lindo!!!

Adorei, as vezes eu me pego olhando meu gato dormir (porque quando ele está acordado é tão agitado que não consigo parar para olha-lo eheh) e agradeço aos ceus por te-lo por perto!!

Adorei!

Bjs,

noobhousewife.blogspot.com

Carolina Pizzicato disse...

mimimimimimi

Melinda Bauer disse...

É impossível não amar o Besta Fera e todos os seus semelhantes.
bj

William Costa disse...

Sei lá, nunca fui muito chegado em animais, só em cachorros.
Adorei seu post!

Camila disse...

Óun!

Amor canino é uma das formas mais sinceras de amor. Quando meu cachorro morreu, em novembro passado, parece que eu havia perdido meu melhor amigo. De fato, eu perdi. Tenho a sensação de que ninguém me amava tanto quanto ele.

O Besta-Fera é um fofo. Você é sortudo por tê-lo por perto, Rob.

Wi disse...

Esse olhar certamente é de "eu também".
Lindo!

Anna Vitória disse...

Juro que sempre fico à beira das lágrimas quando você faz esses posts lindinhos pro Besta-Fera.
Ele é uma graça!

carlosjr.1991 disse...

O que seria do seu humano sem você Besta-Fera?

cinemafranco.com disse...

Oiiiinnnn!!!