3 de outubro de 2010

O Horror... O Horror...

Foi sexta-feira.

Estava indo trabalhar quando, na frente da Fnac, avistei umas três ou quatro meninas portando bandeiras do Partido Verde. Nada mais comum: faltavam dois dias para as eleições, essas meninas com bandeiras estão nas principais ruas de todas as grandes cidades do Brasil.

Enquanto planejava o meu dia, me aproximei de onde elas estavam, e reparei que uma delas estava falando com um motoqueiro.

Não, na verdade, era o motoqueiro quem falava com ela. Isso porque ele estava estacionado no meio da Pedroso de Morais, aproveitando que o sinal estava fechado para falar algo para a menina.

Evidentemente, achei que ele estivesse cantando a menina. Foi pior. Eu peguei apenas uma frase:

– O problema é que o Partido Verde planta, planta, planta... E o José Serra!

E começou a rir sozinho.

Eu congelei. Na hora, tive a sensação de ser atingido por 14 raios. Um para cada palavra. Meu QI, imediatamente, caiu uns 70 pontos – e dado que isso aconteceu antes do almoço, é quase certo que, com isso, eu entrei no cheque especial da inteligência.

Tonto, consegui apenas me apoiar na vitrine de um dos sebos da Pedroso. O mundo rodava. As palavras “planta” e “serra” giravam multicoloridas na minha mente, apagando todos os livros, filmes, músicas e séries que eu apreciei na vida.
Mais que uma simples piada ruim, aquilo era um vírus apagando meu cérebro.

E foi aí, neste momento, que eu enlouqueci.

Subitamente, eu não usava mais jeans e camisa, mas sim roupa militar, com meu rosto camuflado. Eu não estava mais na Pedroso de Morais, eu estava no Camboja. E mergulhei em outra realidade, onde eu vivia lendo T. S. Elliot, no meio da floresta, administrando um exército de nativos que me adoram como a um deus.

E, daqui a alguns anos, quando mandarem um motoboy humorista me assassinar, eu vou me sentar na frente desta pessoa, numa caverna escura, e recitar (favor ler com a voz do Brando):

O horror... O horror tem um rosto... E você deve fazer do horror o seu amigo. O horror e o terror moral são seus amigos. Caso contrário, eles são inimigos a serem temidos. São inimigos de verdade. Eu me lembro de quanto trabalhava com jornalismo... Sinto como se fosse há milhares de séculos ... E eu estava indo trabalhar, quando vi um motoboy... No meio de Pinheiros... E ele gritou que o Partido Verde planta e o José Serra... E eu me lembro... Eu... Eu chorei como se fosse uma velhinha. Eu queria arrancar meus próprios dentes, eu não sabia o que fazer. E eu queria me lembrar. Eu queria não esquecer jamais daquilo. Eu queria não esquecer jamais daquilo. E então, eu percebi... Como se eu tivesse sido alvejado... Alvejado com um diamante... Com uma bala de diamante bem no meio da minha testa. E então eu percebi... Meu Deus, a genialidade daquilo! A genialidade daquilo tudo! Perfeito, genuíno, completo, cristalino, puro. Foi então que eu percebi que eles são mais poderosos que nós.


26 comentários:

Pedro Lucas Rocha Cabral de Vasconcellos disse...

Estou até agora rindo da piada idiota!!

SENSACIONAL!

Nina disse...

como consegue enxergar apocalypse now numa tragédia dessas como nossas eleições? :D genial.

Ana disse...

"Foi então que eu percebi que eles são mais poderosos que nós."

O horror... O horror...

Ana disse...

Po, eu curti a piada...

Elaine disse...

Nusassinhora! Essa foi realmente péssima...

O horror, o horror!

M. Sarge disse...

Alguém ja disse que a politica é um jogo sujo.
Mas agora não, agora é guerra!
:)

Varotto disse...

Apocalipse agora!

Isabele ♪ disse...

É o tipo de piada que meu ex-alguma coisa costuma reproduzir.

Narrado este fato, fica fácil entender o ex antes do alguma coisa...

Renata de Toledo disse...

"eles são mais poderosos do que nós"...
bem vindo à democracia, Rob. Onde o Tiririca é o deputado mais votado do país, mesmo reconhecendo não fazer idéia do que seja um deputado.
horror....

Gui disse...

hauiehiuauiehiuaheiahie
mto bom

Rafiki disse...

Você fica tão suscetível perto do almoço assim?

Otavio Oliveira disse...

vou confessar que ri.
hahah

Charlie Dalton disse...

Você fica tão suscetível perto do almoço assim? (2)

Gilgomex™ disse...

eu ouvi essas piadas umas 3.457 vezes nessa última semana...

essa e a parábola do Serra Comedor...

Gilgomex™ disse...

PS: mas eu gosto... só q enjoa... piadas toscas fazem parte do nosso imaginário....

(sim, eu uso mais de 3 pontos nas reticências)

Patrícia Lerbarch disse...

Rob,

Não sei se fico mais apavorada com a piada tosca ou com a incompreensão daqueles alheios à vida real e à importância de uma consciência política para o desenvolvimento de uma nação. Qual é mesmo o mundo em que vivemos?

Silvia disse...

"Foi então que eu percebi que eles são mais poderosos do que nós."

A triste verdade. Taí o resultado.

Alessandra Costa disse...

É sério mesmo? só agora tu ouviu essa piada? Sorte tua, eu passei a campanha politica toda ouvindo essa e mais algumas dessas "piadas".

MarianaMSDias disse...

FUJÃO TODOS PARA AS COLINAS, CORRÃO, OS SERES IGNÓBEIS ESTÃO EM NOSSO ENCALÇO!

MORRÃO! MORRÃO! MORRÃO!!!!! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA VEJÃO O PODER DO MEU ÕDIO E A FORÇA DAS MINHAS PALAVRAS AO MORREREM LENTAMENTE PELO PODER SUTIL DA MINHA RETÓRICA! UAHUAHAUHAHAUAHAUHAUHA

ok. parei. já passou.

emerson disse...

Não consigo deixar de rir, quando leio alguma dessas suas anedotas...
bravo Rob.

Run to the hills, run for your lives!

emerson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nath disse...

Tem gente que não merece nem o fardo de viver, viu...

Dani disse...

O pior de tudo é que eles são realmente mais poderosos do que nós...

Letícia disse...

A piada é boa, vai, Voce só implicou pq o cara poderia estar cantando e tava lá fazendo o Bozo.

7Seven7 disse...

Ah cara, essa piada nem é tão ruim assim. A minha professora de química fez há umas duas semanas uma mais ou menos assim:

"O Plínio disse que a Dilma não sobe em árvore porque sempre que a Marina planta o José Serra."

OK, OK, eu sei, é basicamente a mesma piada, mas ainda pior.

Matheus Silva disse...

só mesmo alguem muito bom pra conseguir fazer graça com a piada mais irritante do brasil.