10 de setembro de 2010

35

Jean-Luc Picard: Não importa quantos anos você viveu, Wil, mas sim como você os viveu. Alguém me disse certa vez que o tempo é um predador que nos persegue durante a vida inteira. Mas talvez o tempo seja também um companheiro em nossa jornada, que nos lembra que devemos celebrar cada momento de nossas vidas, porque eles não voltarão mais... Afinal de contas, somos apenas mortais.

William Riker: Fale por você mesmo, senhor. Eu planejo viver para sempre.

(Jornada nas Estrelas – Generations)


Décadas.

Milhares de dias, recheados de sorrisos e lágrimas, amores e desilusões, despedidas e abraços. De conquistas, vitórias e derrotas. De paixões fulminantes e adolescentes, explosões de ódio imaturo. De amores maduros e cuidadosos, raivas frias demais para serem perdoadas.

Dei gargalhadas altas em mesas de bar; defendi pênaltis e fiz gols de placa; tive vontade de gritar de felicidade no meio da rua. Mas também soquei paredes para aliviar a frustração, chorei escondido, escrevi poemas não publicados.

Milhares de sonhos. Alguns eu abandonei, outros me esqueceram. Outros eu adaptei, troquei, manuseei. Mas um punhado deles sempre esteve aqui, desde o primeiro dia. E sempre estará. Sempre guardado ao lado dos livros, filmes, músicas, quadrinhos, jogos e textos que me ensinaram, confortaram, e mostraram que, antes de tudo, ninguém nunca está sozinho.

Milhares de pessoas. E, com elas, sorrisos, apelidos, brigas, brincadeiras, segredos, confiança, discussões, broncas, beijos, abraços. Histórias para contar gargalhando. Histórias para lembrar sozinho e se emocionar justamente por se lembrar.

Alguns desapareceram no tempo e se tornaram apenas rostos vagos em salas de aula, em prédios do bairro, em festas, bares e casas de amigos. Outros sempre foram para sempre e sempre souberam disso.

Milhares de pessoas, milhares de sonhos, milhares de dias.

Décadas.


“E, aí, o tempo passou.
E, como todo mundo,

o menino maluquinho cresceu.”




Update: Caros Natália Maximo, Juliana Cenoura, Ana, Otávio Oliveira, Maryfarah, Daniela, Lilian, Varotto, R., Nanny, Michele, Leandro, Sil, @camicap, Cinemafranco.com, Rubens, Alexandre, Paty, Yara Balestrero, Dragus, Kika, Gabriela, Fábio Megale, Devaneador, Gilgomex, Daniela, Silvia, Manuela, Gabriel Alex, Rafael, Michelle, Anônimo, Dani, Max Reinert, Felipe Lima, *#*@le*#*, Brunín... Assis e a todos que enviaram os parabéns pelo Twitter:

Um enorme e sincero muito obrigado!

38 comentários:

Natalia Máximo disse...

O que mais posso falar? Parabéns, Rob! Que venham ainda mais 35, que sei que serão merecidamente festejados por você, por nós (os fieis leitores) e por todos que te amam, e algo me diz que são muitos, porque você é uma pessoa que inspira esse sentimento.
Beijos!

Juliana Canoura disse...

Parabéns,Rob!

;]

Ana disse...

Será que o menino maluquinho cresceu mesmo?

Parabéns pelo seu #robgordonday, Rob!

Beijos,

Ana

Otavio Oliveira disse...

Cresceu ou é o mesmo cara que tava brincando de #footballerfilms ontem?

vc segue sendo um exemplo rob.

maryfarah disse...

Feliz aniversário, Rob.
Que os 35 sejam repletos de mais e mais conquistas e você continue seguindo para "onde nenhum homem jamais esteve". ;)

Daniela disse...

Rob...
Feliz Aniversário!!

Lilian disse...

Crescer, cresceu. Mas continuou maluquinho. =)

Parabéns, meu querido!

Varotto disse...

É isso meu amigo. Tão pouco tempo e tanto a fazer. Passo aqui para deixar público meus desejos de felicidades (mas não muito, para não atrapalhar a produção) e amplexos festivos. Mais tarde te ligo para desejar "pessoalmente".

Keep on rockin'!

R. disse...

Parabéns!!!

Boas energias para você...

bjos

Nanny disse...

Parabéns!!!
Comecei a acompanhar este blog quando voce estava fazendo 34, e hoje percebi que já faz um ano! Como o tempo passa rápido!
Felicidades!

Michele disse...

parabens Rob! mts felicidades =D

Leandro disse...

Parabéns Rob ! Tudo de bom hoje e sempre !

Abraço

Sil disse...

É sempre assim, o aniversário é seu mas o presente é nosso.

Parabéns querido, muitas felicidades e muitos sonhos se realizando, repletos de bênçãos.

Feliz Aniversário!

Beijo

Sil

@camicap disse...

Parabéns, Rob! Muitas felicidades!

Beijo.

cinemafranco.com disse...

Você sempre pegando ideias nossas e transformando-as em texto muito melhores que os que imaginamos. Parabéns e parabéns por tantos anos de vida. Sempre bom te ler. Sérião.

Rubens disse...

Parabéns Rob!

Que esse #robgordonday te traga ainda mais saúde, brilhantismo e inspiração (no seu caso transpiração também dá pauta, então vale!)... Assim continuamos a ganhar os textos de presente.

Vida Longa e Próspera!

Alexandre disse...

Parabéns!

Paty disse...

Olha, até agora estou tendo um bom #robgordonday (estou prevendo desgraças à tarde,though)!
Post que só melhora o dia, como todos :)
Parabéns, Rob!

Yara Balestrero disse...

Parabéns Rob Gordon!!!!
Espero que todos sobrevivam a mais esse #RobGordonDay.

Dragus disse...

#robgordonday

Apenas.

=)

Kika® disse...

Parabéns Rob! Mandei um email pro endereço do Champs, com um vídeo que achei a cara do blog. Mesmo que você já tenha visto, considere como lembrancinha de aniversário!

Gabriela disse...

Já leio o blog há alguns meses, mas nunca comentei.
Até ensaiei alguma coisa no post anterior, mas acabei deixando para lá. (shame on me, eu sei!)
Acontece que hoje não poderia ser assim:
Feliz Aniversario! =)

Fábio Megale disse...

Rob,

Parabéns! Muitas felicidades, muita saúde e paz pra você nos próximos anos. E que sejam tão emocionantes, marcantes e especiais como tenho certeza que foram os últimos.

Queria conseguir escrever um comentário que fosse como seus textos, mas sei que passo longe disso. Só você mesmo pra fazer eu parar o que for e deixar tudo pra depois só pra ler um blog. Somente te dar os parabéns é pouco, mas é o que dá pra fazer por aqui.

E, claro, ajudar a colocar o #robgordonday nos TTBr. =)

Abraços!

@megale

Devaneador disse...

Rob,

Feliz aniversário!

Que o tempo que passou, convertido em memórias, seja cada vez mais influente em seus textos.

Que sua vida que passou, convertida em sentimentos, seja cada vez mais uma fonte de inspiração.

E que os próximos anos - mais uns 145, afinal quero ler seus textos até morrer - sejam tão interessantes e repletos de emoções que, caso não acredite em imortalidade, perceba que valeu a pena.


Um grande abraço!

Gilgomex™ disse...

parabéns, tio

Daniela disse...

Parabéns Rob, e obrigada pelos textos que sempre leio e quase nunca comento.

Silvia disse...

Pois é, então... Você não me conhece. Eu descobri o blog há pouco tempo, mas venho aqui quase todos os dias desde então. Eu sou do Rio, mas passei boa parte da minha infância e adolescência em SP, lá pelas bandas do Shopping Ibirapuera, nas férias, com a galerinha local. De certa forma, me identifico.

E fiquei pensando sobre comentar. Eu comento muito em blogs, mas só quando tenho o que acrescentar. Eu gosto dos teus textos, volta e meia termino e penso: "Lindo". Mas eu costumo comentar quando tenho algo a acrescentar: uma experiência, uma ideia, mas não costumo comentar só pra dizer que gostei.

Hoje resolvi vir aqui dizer: gostei de tudo. Volta e meia, você mexe com as emoções da gente. Então queria deixar aqui um abraço e desejar feliz aniversário.

Manuela disse...

Sem dúvida,um presente para os leitores. Maravilhoso,um dos melhores textos que já li.

Gabriel Alex disse...

Não posso dizer outra coisa a não ser parabéns. É tudo o que te desejo, muita felicidade. Sempre.

Rafael disse...

PARABENS
desejo que possa comemorar essa data varias vezes mais, mas sempre postando ótimos textos.

Michelle disse...

Parabéns pelos 35 aninhos! E que venham muitos anos recheados de momentos inspiradores, encantadores, provocadores e cheios de muitas realizações! (Ah, em mensagens de "feliz aniversário" é permitido se dar ao luxo de ser brega, né?!)

Anônimo disse...

Rob,
cheguei ao seu blog há alguns meses por conta da polemica em torno da Turma da Monica. Fiquei feliz e impressionada de ver como vc expressou tudo que eu sentia e pensava sobre o assunto, de um modo impecável.
Passei a visitar seu blog mais vezes e percebi que seus textos são sempre assim, traduzem muito das coisas que me irritam ou emocionam, sempre com palavras muito melhores do que eu poderia encontrar. Até porque, coincidência ou não, também freqüento o pão de açúcar da Teodoro (mas agora sempre me pergunto se aquele cara com a lasanha de calabresa é o Sr. Gordon) e completo 35 anos apenas um dia depois de vc.
Parabéns pra vc, pelo aniversario e pelo seu dom de tocar as pessoas com as palavras!
Abraço desta sua fã, Adriana

Dani disse...

o tempo, alguém disse, essa fábrica de monstros... congrats

MaxReinert disse...

Parabéns, tiozinho!!!!



PS: Só para nãoperder a chance!
;)

Felipe Lima disse...

Pena que cheguei atrasado, mas não posso deixar de dizer: Parabéns, Rob!!

Espero que nós, seus leitores, possamos acompanhá-lo por muitos e mais muitos aniversários.

Felicidades e muito sucesso!

*#*@le*#* disse...

Parabéns Rob! tudo de melhor pra ti.
Espero poder acompanhar as tuas histórias durante muito tempo aqui no champ.
Felicidades e muito sucesso, tu merece.

Brunín...® Assis disse...

Alguém tá ficando velho... eu lembro quando você tinha só 32, hein.

MarianaMSDias disse...

Mega atrasada nas minhas leituras aqui!

Rob,'milhares de pessoas'... e fiquei aqui pensando... eu sou 3 anos mais velha que vc (ou seja, tenho 23! rs) e será que conhecemos mesmo milhares de pessoas? Pq olha que eu conheço muita gente. Mais do que isso, eu convivi intensamente com muita gente, mas me peguei agora pensando se foram mesmo milhares...

Pq o que eu penso mesmo é se se nessas milhares seremos imortais, ao menos durante as próximas 3 gerações (considerando que - ainda - não somos história!).

Sabe, Rob, pq imortalidade é mesmo isso: alcançar os corações. Viver nesses corações. Não é a nossa descendência (embora isso ajude) são nossas atitudes, nossos amigos, nossos relacionamentos. A nossa imortalidade alcança àqueles a quem marcamos profundamente! Aqueles que, em uma noite triste se lembrarão de uma palavra nossa, de uma risada, de um gesto. Aqueles que num momento feliz se lembrarão das nossas risadas, das nossas brincadeiras, do nosso jeito sem noção. A imortalidade chega onde ainda uma pessoa se lembra do nosso sorriso e do amor que eramos capazes de dar.

Parabéns, de novo, por seus 35 aninhos, praticamente uma criança.

E, ah, o menino maluquinho? Ele não cresce nunca, pq é imortal dentro de quem ainda se lembra como rir de si mesmo! ;o)

Beijo grande!