25 de julho de 2008

No Youtube do Senhor, não Existe Satanás!

Na introdução do post anterior, eu havia falado um pouco sobre a importância na internet na evolução humana. Hoje, tive a prova de que eu estava certo. Estou desde manhã atolado de trabalho e passei o dia com uns 20% do meu cérebro pensando em algo para escrever no blog – afinal, foi só um post essa semana – mas nada me ocorria. Tentei rabiscar algumas coisas sobre uns assuntos que tenho em mente, mas os textos não decolavam de jeito nenhum.

Até que comecei a navegar pelos principais portais e dei de cara com um assunto que eu já queria ter falado aqui há certo tempo: o tal do Inri Cristo. Ou, mais precisamente, suas discípulas. Eu já havia visto um video delas há pouco mais de um mês atrás, e fiquei tão chocado quanto na primeira vez em que vi a Marli cantando aquela preciosidade chamada de Bertulina, que mereceu este post aqui.

Antes de continuarmos, porém, cabe falar um pouco aqui sobre o Inri Cristo.Se você nunca ouviu falar nele, saiba que a maneira mais simples de defini-lo é a seguinte: Inri Cristo é o Messias. Desde que Jesus Cristo morreu, a Igreja afirma que um dia Ele retornaria para salvar os homens, e, agora Ele voltou, 2000 anos depois, com o nome de Inri Cristo. Inri Cristo é a reencarnação de Jesus Cristo e está aqui para salvar eu, você, a Besta-fera, minha síndica, enfim, todos nós do pecado. Ou seja: seja feita a sua vontade, ele está (mesmo) no meio de nós.

Essa, claro, é a versão do próprio Inri Cristo. Ao que parece, ele rompeu com a Igreja Católica e fundou sua própria religião, chamada SOUST (Suprema Ordem Universal da Santíssima Trindade). Agora, ele fica andando de toga para lá e para cá afirmando que é a reencarnação do filho de Deus.

O interessante é que a única prova de que ele é um Jesus 2.0 é justamente o fato de ele falar isso. Ou seja, por essa lógica eu também posso fazer um site e dizer que sou a reencarnação de alguém. Aliás, como eu já tenho o Champ Vinyl, vou começar a usá-lo para difundir a idéia de que eu sou a reencarnação do Darth Vader e que estou aqui na Terra para trazer equilíbrio à Força. Eu estava desaparecido desde 1983, quando filmaram O Retorno de Jedi, mas agora voltei.

Já entrei no site dele algumas vezes, que conta com seções como biografia do cara, o novo Pai Nosso que ele criou, uma seção de profecias – que, de acordo com o site, foram previstas por ele ainda “na fase Jesus” – e até mesmo uma seção de perguntas e respostas. Na primeira vez, fui direto nessa parte, mas deu para ver que, enquanto Jesus ilustrava Seus ensinamentos com parábolas, Inri Cristo prefere seguir o método Brizola de pregação. Ou seja: fala, fala, fala e não diz nada. Além disso, já deu entrevista no Jô e foi ao Hopi-Hari com o pessoal do Pânico. Multiplicar os pães e fazer aleijados andarem não é exatamente a proposta dele.

Mas o verdadeiro tesouro que a humanidade ganha com isso tudo não é o fato de termos um novo messias andando entre nós. Sim, porque na eterna busca deste blog em provar que a humanidade não deu certo, a figura de Inri Cristo não é nada se comparada aos vídeos musicais feitas por duas de suas discípulas, Asusana (isso não é erro de digitação) e Alibera (isso também não é erro de digitação), que levam os ensinamentos de Inri em canções. Fui pesquisar no site e descobri que são doze apóstolas, todas elas com nomes começados com “a” e usando a mesma roupinha, um misto de uniformes de aeromoça dos anos 50 e de enfermeira.

Sim, enquanto Jesus pregou no Sermão da Montanha para umas 300 pessoas, Inri Cristo é mais esperto. Ele espalha seus ensinamentos colocando suas apóstolas, ou melhor, as Inriquetes para cantar. Elas pegam uma música que gostam, alteram toda a letra para a realidadezinha do Inri Cristo e colocam na Internet. A primeira delas foi uma tal de Plágio Divino, que nada mais era que A Banda, de Chico Buarque. A letra era praticamente igual, mas trocava a banda da música pelo Inri Cristo. Ou seja, o faroleiro que contava vantagem, a namorada que contava as estrelas pararam para ver o Inri Cristo. Todo mundo parou para ver o Inri Cristo. E a meninada toda se assanhou. E elas duas também, como vocês podem ver pelas coreografias nível programa do Bolinha. Pobre Chico.

O problema é que as mocinhas tomaram gosto pela coisa. Logo em seguida, caiu na rede um vídeo delas cantando a versão inricristiana de Pra Não Dizer que Não Falei de Flores, do Geraldo Vandré, num culto. Ou seja, é o primeiro trabalho live da dupla. O Iron Maiden tem o Live after Death, o Deep Purple tem o Made in Japan e elas têm, agora, o Live at Sermão, com a presença do próprio Inri.

Aí a coisa desandou de vez.

Asusana e Alibera resolveram investir cada vez mais na carreira e começaram a trabalhar em cima de sucessos internacionais. Adaptaram uma música da Rihanna, Umbrella (com direito à dupla cantando debaixo de um guarda-chuvas) e logo em seguida partiram para What a Feeling, música-tema do filme Flashdance. Mas claro que elas não dançam igual a Jennifer Beals, mesmo porque as roupas não deixariam. Mas fica a expectativa para que elas façam a coreografia num show, de preferência com o Inri Cristo no palco. Eu pagava fácil para ver isso.

E você acha que as Inriquetes pararam por aí? Nada! A vítima seguinte foi Hotel California, do Eagles. O legal é que todos os clipes da Asusana e Alibera são apresentados por uma outra discípula, que funciona como hostess, mas não tem nome (para efeito de identificação, vamos chamá-la de Assolan). Agora, será que alguém avisou a dupla que Hotel California é uma música que fala sobre satanismo? Enfim, Inri e as Inriquetes exorcizaram a música, e o refrão deixou de ser “Welcome to the Hotel Califórnia” para virar “Conheci Inri Cristo e sua história”, naquele que seria o clipe mais elaborado da dupla – e o primeiro a apresentar legendas em inglês e ainda música de fundo, claramente arrancada de um karaokê tosco.

Daí em diante, o trabalho da dupla só melhorou. Aliás, podemos dizer que o trabalho das Inriquetes pode estar em seu auge, de tão cafona que se tornou. Para ilustrar a luta de Inri contra o mal, resolveram gravar a “versão mística” de Eye of the Tiger (a única diferença é que no lugar do Rocky Balboa temos o peso-mosca Inri Cristo), com direito a luvinhas de boxe e soquinhos no ar ( e a abertura com a Assolan, também de luvinhas, deitada numa mesa de sinuca, seja lá o que tentaram dizer com isso). É, foi nisso que viemos parar depois de milênios de evolução. Deprimente.

Mas, recentemente, aconteceu o que eu temia. Para o meu desespero, a dupla colocou os pés no heavy metal. Sim, no heavy metal. O último single das apóstolas é nada mais, nada menos, que uma adaptação tosca da música Crusader, do Saxon. O projeto foi anunciado numa entrevista das duas no site da MTV – que mostra que a emissora está cada vez mais preocupada com a qualidade musical de sua programação – e o vídeo caiu na rede, com o nome de Rei dos Reis.

Porém, agora que elas começaram a namorar o metal, fico até com medo do que pode acontecer pela frente. Será que as Inriquetes conseguirão fazer uma versão inricristiana de alguma coisa do Slayer, por exemplo? Fico até com medo de elas decidirem regravar, por exemplo Disciple, trocando o refrão “God Hates Us All” por “Inri Cristo é o tal!”. Ô fase.

Enfim, depois que mexeram com heavy metal, a coisa se tornou uma guerra santa, ao menos comigo. Deixo, então, o Top 5 Músicas que se as Inriquetes mexerem, eu vou partir pro tapa com essas duas. E nem vou cobrar 30 moedas de prata por isso.

1. Rime of the Ancient Mariner (Iron Maiden)

2. Victim of Changes (Judas Priest)

3. Creeping Death (Metallica)

4. Seasons in the Abyss (Slayer)

5. Black Sabbath (Black Sabbath)

30 comentários:

Amelie disse...

"para efeito de identificação, vamos chamá-la de Assolan" Hahaha! Ri tão alto que até assustei a minha mãe!

Gilgomex™ disse...

"(para efeito de identificação, vamos chamá-la de Assolan)."

esse foi sem dúvida o momento "cê me mata de vergonha" do post...
estou rindo disso até agora... e olha que li o post todo.

e a amelie atrapalhou o meu intuito de escrever primeirão nos comentários... ô fase!

Thiago Neres disse...

Eu tava deprimido aqui com umas coisas profissionais, mas depois que li o post e vi os vídeos to rolando de rir... auiehauiehuieheuiheuihea.

Afeee, adqui a uns dias elas aparecem no Ídolos.

Denis Torres disse...

Olá Rob, me diverti muito com suas dores de cabeça na TVA. Você não. Ok, mas faz parte, pois rimos às custas dos outros mesmo. Todos temos esse tipo de experiência desagradável, como já não bastasse o stress do dia-a-dia. Eu mesmo passei algo semelhante com a Tim, eu pedi para desbloquear a linha do meu celular e fui atendido com aquela lentidão e mil checagens de dados, o pior é que no final do atendimento fui descobrir que o retardado do atendente fez exatamente o contrário: bloqueou o emei do aparelho!!! E logo em seguida tive que passar por todo o procedimento para desfazer o bloqueio e lá se vão mais 30 minutos da minha vida jogado fora. Mudando de assunto, escrevi uma crítica para quem já assistiu o filme O Cavaleiro das Trevas, se tiver um tempo dê uma olhada. O site é esse: www.veep.com.br.
Abs.

Marcio Sarge disse...

Rob, ao começar a ler esse post logo vi que seria um daqueles textos divertidos e com tiradas sobre o cotidiano, mas estava errado.
Ele é uma peça dramática Shakespeariana, com um final muito infeliz.
Profanaram o Saxon, Egleas e ainda no final você joga munição no colo delas com o top 5. Imaginou se elas lerem isso e gostarem da idéia? Rime não pode ser maculada, e eu os odiaria pela eternidade se Seasons in the Abyss fosse transformada em puxasaquismo cristão. Tá bom eu não ligaria se fosse com o Reload, o álbum inteiro, quem sabe ficasse melhor.

Mas guerra é guerra e eu quero me alistar, não podemos deixar eles pegarem o metal pra cristo.

A Pscicopata disse...

"para efeito de identificação, vamos chamá-la de Assolan" Eu ri muito com essa!!!

naum sei o que eh pior se eh essa figura do Inri, ou as "Inriquetes", ou as pessoas que assistem os videos ou vc que escreve um super post sobre isso, ou eu que além de ler o superpost ainda comento...aff rsrsrsrs!!

Thiago disse...

cara, eu tô sentindo muita vergonha alheia...

Dalleck disse...

Eu já tinha visto o Umbrella um tempo atrás, mas nem me atrevo a ver o resto, pelo menos não agora de madrugada, se não vou ter pesadelos... Eu fico imaginando quem é o féladaputa que escreve as letras, talvez seja o próprio Inri. Eu tenho dó das bandas que sofreram a desgraça de cair nas versões delas, mas se elas pegarem música do Iron, aí vou ter certeza que o Inri Cristo é satanista.

Perci Carvalho disse...

eu neeeem imaginava q elas tinham nomes!! quer dizer... pelo menos nomes tao bizzarinhos ne?! ...Mas, concordando com a galera... Assolan ganhou disparadáááásso...

a minha duvida é...por que começar pela minha amada, idolatrada, salve, salve MPB!?!? pq nao pegaram logo algum funk ou popzinho tpo KLB ou coisa assim dae ja ta estragado mesmo... quem sabe até dariam uma melhoradinha na musica ne!?

Lady Dari Rizzi disse...

aos meus olhos, esse assunto naum eh nd engraçado.
tu tratou ele com sua forma de pensamento, e o fez mto bem.
alguns podem rir coom isso, eu acho ridiculo.
as pessoas jah naum encontram mais meios de chamar atençao e encaixar-se na midia de alguma forma, e passam a usar nomes como o de Jesus em vaum.
eu poderia ficar horas falando sobre esse louco. Melhor naum, ne?
hsauhsua
__
deixando o cristo do paraguai de lado, esse texto eh o tipo que mto me atrai. meio critico, completamente critico. um pouco sarcastico tlvz?
__

MaxReinert disse...

Eu acho uma sacanagem você ficar fazendo piada com as crenças alheias.

Deixa elas acreditarem!

Deixa elas acreditarem no cara.
Deixa elas acreditarem que cantam.
Deixa elas acreditarem que dançam.
Deixa elas acreditarem que alguém leva os clipes à sério.
Deixa elas acreditarem que existem!!!!

Paulonando disse...

O Inri e as Inriettes são muito ruins!!!

Gábisz disse...

Se eles ousarem tocar em alguma música desse top 5,pode me considerar parte do exercito de caça as Inriquetes!

Eu ja tinha visto o video de Hotel California(e me matado de rir),mas me poupe de ver o resto que daí ja é masoquismo.

Pâmela disse...

toc toc toc !Rob Gordon, vc está se limitando apenas aos posts?
Não vejo mais seu nome na janela dos comentários!
Ele faz muita falta!
Se vc não voltar a nos responder eu é quem vou parar de aparecer por aqui, pois o único motivo que me leva a comnetar seus textos é a esperança de que vc responda.

bom, vc já sabe. até mais ler.

O ANTAGONISTA disse...

Porra... tanto funk seboso por aí para elas esculhambarem e resolveram logo mexer com o bom e velho Metal?1?!?!

Se precisar de uma forcinha na sua Guerra Santa, pode contar comigo!!!

Valeu.

Otavio Cohen disse...

putz, a assolan é mto esquisita...

eu custo a acreditar q essas mulehres tão falando (ou melhor, cantando) sério. pra mim é só marketing. eoheh n consido meeesmo conceber uma coisa dessas na minha cabeça.

adimaia1 disse...

É cada uma, que parecem até duas...haha.

Beijos Doces,
Pitanga.

Ale (luia) disse...

Só tenho uma coisa a dizer ... JÉSUIZ!!!!!!!

Thiago Apenas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiago Apenas disse...

Como a Amelie e gomex já falaram:
"para efeito de identificação, vamos chamá-la de Assolan"
Tive que parar de ler nessa parte, por isso só hj terminei de ler para comentar.
Caso aconteça o "plágio" com algumas das musicas do top5 eu também serei
jihadista nessa guerra santa.

Leon disse...

God save us all!!!

Para... é sem comentários... embasbacante...

Thiago Apenas disse...

Lá estou eu no Google e o que vejo:
http://championshipvinil.blogspot.com/

Que po** é essa??? o0

Larissa Bohnenberger disse...

1 - Descobri hoje, com o link pro texto/homenagem à Bertulina, que tem uma fatia do teu blog que eu ainda não li, tu acredita? Senti uma frustração parecida a de quando soube, lá pela oitava temporada de Friends, que havia um episódio da primeira que eu não havia assistido. Não entendo como estas coisas acontecem.
2 - Obrigada por trazer à minha vida, mesmo que tardiamente, a preciosidade da Bertulina...
3 - Eu assisti ao primeiro vídeo das Inriquetes, e senti uma revolta pelo Chico, pensei até em começar uma revolução armada, mas aí eu me dei conta: a falta de senso do ridículo é tão grande (o que é Assolan deitada na mesa de sinuca dando soquinhos no ar???) que não dá nem para considerar desrespeito.
4 - Não, definitivamente a humanidade não deu nem um pouco certo. Deus, teoricamente o pai biológico de Inri Cristo, deve estar se sentindo extremamente frustrado, uma hora dessas. Isso se já não se matou de desgosto.

Lucascf disse...

carai, meu pai tem que acordar cedo, e quase acordei ele dando risada.

Deisinha Rocha disse...

- Rob, querido, feminino de Apóstolo é apostolisa.

- Mas reencanação diz ser de alguém que já morreu e voltou... então não entendo. pq Jesus ressucitou... Logo, o Inri é muito tchobs. Mesmo!

- Sim, tchobs pode ser retardado, tbm...

- Assolan pq tem cabelo bom-bril???

- A dupla A. & A. são gêmeas???

- Peloamordealguém!!! o que é aquela parte em que que elas cantam: "Luuuuuuuuuuuz" no último vídeo????

- Tá faltando sabe o que, elas fazerem uma versão do Rei Leão... hurum...

Rob Gordon disse...

Apostolisa?

Putz, que horror de palavra.

Unlucky disse...

ROOOOb

O nome verdade da Assolan é Alais.

uashuas :p

daqui a pouco elas vão fazer um com um funk. queria ver essas duas dançando estilo créu, e cantando "inri cristo, velocidade um.."

Flws

Unlucky disse...

ROOB...

eu tenho uma coisa.. asuahsuas
fuçando internet, axei um video.

tenta assitir ele.. deveriam fazer um musical o X (naum revelarei o nome dele) e as duas A's..

segue o link =)

http://www.youtube.com/watch?v=GTAfR6xUxNI

Flwwws abraçooos.

p.s. TVA acabou por aquilo mesmo?
em monossílabos?

Unlucky disse...

ROOB...

eu tenho uma coisa.. asuahsuas
fuçando internet, axei um video.

tenta assitir ele.. deveriam fazer um musical o X (naum revelarei o nome dele) e as duas A's..

segue o link =)

http://www.youtube.com/watch?v=GTAfR6xUxNI

Flwwws abraçooos.

p.s. TVA acabou por aquilo mesmo?
em monossílabos?

Favoretto, Thais. disse...

Elas não fizeram também "versões místicas" de músicas de Sandy e Júnior, pra completar o ritual "sou cafona e pago mico"?
Cara, o pior é que eu río desesperadamente com essas duas. Meu irmão então, adora. hahaha
Imagina se elas fizessem versões para músicas dos Mamonas Assassinas, Avril Lavigne, Paramore, Incubus, Muse, Beatles e Hannah Montana?
Caramba, elas podiam até fazer um musical do clássico "High School Music". ew!
HAHAHAHAHAHAHA
Tudo bem gente, tenho anti-depressivos para todos, ok!