20 de novembro de 2018

Enquanto Você Dorme...




E quando você fecha os olhos e dorme...
Brincamos de adivinhar qual seu sonho,
se é brincadeira, correria ou aventura.
Se você escapa de um bicho medonho,
Ou se o enfeitiça com sua risada pura?

E quando você fecha os olhos e dorme...
Brincamos de adivinhar seu dia seguinte,
Imaginando tudo aquilo que irá descobrir.
Ficará no colo do vovô como bom ouvinte?
Ou se erguerá  de pé na sala, rindo até cair?

E quando você fecha os olhos e dorme...
Brincamos de adivinhar qual seu futuro.
Mas sem deixar de lado a próxima hora.
Pois este mundo será muito menos duro
Se você se lembrar do amor que tem agora.

E quando você fecha os olhos e dorme...
Brincamos de cobrir o relógio com uma capa
Como se isso fizesse o ponteiro não se mover.
Mas o tempo, teimoso que só, ainda escapa,
E nós sorrimos, vendo você sonhar e crescer.

E quando você fecha os olhos e dorme..
Papai apaga a luz, mamãe está te cobrindo.
E quando você fecha os olhos e dorme,
Sabemos que você estará sempre sorrindo,
Pois de todos nossos sonhos, você é enorme.
A foto não é de hoje. O texto é para sempre.


4 comentários:

AmorEterno disse...

Que lindo... <3

Marco Sá disse...

Tô viajando nesse poema emocionante.

Valter Fragoso disse...

Essas palavras quando ele compreender vai perceber que sempre teve muito amor. Coisa linda.

Sérgio Leitão disse...

Tive que vir aqui para comentar o quanto gostei desse poema, belo, para seu fihote!
Não só pela beleza dele em si, mas pelas partes em que me vi exatamente na mesma situação, quando meu filhote era pequenino (e na verdade, até hoje - ele 9 anos - ainda fico observando o sono dele e imaginando).
Sei que já deve ter ouvido/lido isso, mas aproveite Rob! Passa tão rápido...mas vale a pena cada segundo!
Parabéns mais uma vez e grande abraço!