7 de fevereiro de 2014

Deus e o Apagão - O Curta



No princípio, não havia nada. Então Deus criou a luz e a Terra. E encheu o planeta de plantas e animais e, no meio disso tudo, colocou uma criatura – criada à Sua imagem e semelhança – para tomar conta do lugar.

E eu criei as crônicas de Adão, que são publicadas no Papo de Homem já há certo tempo.

Muitos leitores daqui do blog acompanham os textos de Adão, e alguns leitores fizeram o caminho inverso: descobriram os textos do Adão e hoje estão aqui e no Chronicles, lendo o que escrevo mais regularmente.

Entretanto, o que somente os leitores mais antigos devem é que, se antes de Deus criar Adão não existia nada, comigo é um pouco diferente. Antes de criar Adão – ou melhor, o “meu” Adão – eu já havia escrito algumas crônicas sobre Deus. Eram mais descompromissadas, e de forma alguma eu poderia imaginar que este universo iria se tornar uma série regular. Mas, olhando em retrospectiva, eu vejo muito do que escrevo nos textos de Adão tomando forma ali. Adão não está lá, mas os anjos com as espadas de fogo já são citados.

Um destes textos se chama Deus e o Apagão.

Foi escrito por mim no meio daquela onda de quedas de energia de alguns anos atrás. E foi justamente este texto escolhido por uma leitora do blog para transformar em um curta-metragem para um trabalho de faculdade. Isso foi em novembro.

Ontem, fui surpreendido com um link, que me deixou com um sorriso de orelha a orelha pelo dia. Porque existe uma coisa mais gostosa que criar: ver o que você criou ganhando vida, de uma forma que você nem imaginava que um dia aconteceria.

Como essa crônica foi escrita há muito tempo (o texto é de 2009), eu não lembrava mais de alguns detalhes do texto. Assistindo ao vídeo, eu não apenas me lembrei da crônica como gargalhei diversas vezes enquanto assistia.

E se você – conhecendo ou não a crônica – gargalhar, agradeça a esses meninos. Mérito deles (se você acha ruim, culpe o autor do roteiro original).


3 comentários:

Kika Lindoso disse...

Que legal, Rob! E que orgulho ver seus filhotes ganhando vida por aí, hein?

Max Reinert disse...

Congrats, man!!!!

Hally disse...

Gente! Que divertido ficou esse curta =)

Parabéns Rob, Onipresente em quase todos os formatos!