19 de agosto de 2011

Muito Prazer, Rob Gordon

Não há muito o que falar, acho. Creio que um dia isso iria acontecer de qualquer forma, e meu rosto apareceria por aí. Alguns leitores já haviam me caçado pela internet e me localizado, mas agora, creio, é oficial. Afinal, tanta coisa mudou, por que não mudar isso também?

Fico apenas feliz por ter aparecido justamente em algo relacionado a um dos meus livros.

Como eu disse no Twitter, caso algum leitor ainda alimentasse as esperanças de que tudo era mentira, e eu era, na verdade, uma loira peituda assinando os textos com o nome Rob Gordon, sinto decepcioná-lo. Pensando aqui agora, eu poderia iniciar um trabalho tentando provar que este sujeito é um ator contratado, e que, na verdade, o Rob Gordon nunca existiu, ele é apenas um personagem fictício criado pelo Besta-Fera. Mas, convenhamos, isso daria um trabalho enorme.

Mas, enfim, a entrevista está aí abaixo. E, falando sério, gostaria de agradecer ao pessoal do Clube dos Autores pelo convite e, falando mais sério ainda, quero agradecer a todos os leitores.

Deixo um agradecimento especial a quem assistiu a entrevista e mandou as perguntas e comentários, mas também um agradecimento geral a todos os leitores que não estavam "lá" comigo, já passaram neste blog mesmo que somente uma vez, e riram ou choraram com algo escrito aqui.

Nada disso (seja esta entrevista, livro, Terapia, Malvadezas - alias, tem texto novo lá hoje) teria acontecido se não fosse por vocês.

Watch live streaming video from clubedeautores at livestream.com


Sei que o som não está 100% em alguns momentos, mas prometo ficar mais distante do microfone na próxima vez. E peço que não abordem os temas "Deus, como ele é feio", "ele é careca mesmo!" e "será que ele é deste planeta?" nos comentários, já que este blog sempre fugiu das obviedades.

Antes de encerrar, um pouco de merchan, aproveitando que é a primeira vez que mostro o rosto aqui. Aqui você compra 24 Horas, 48 Crônicas e aqui você compra Anônimos e Urbanos.

E, agora, para marcar de vez esta ocasião, vamos ao concurso cultural do dia. Como de costume, eu cometi uma gafe na entrevista ao comentar um assunto - eu tenho certeza que "Rob Gordon" significa "gafe" em algum idioma antigo.

A primeira pessoa que identificar corretamente qual foi a gafe que cometi na entrevista ganha uma cópia autografada de 24 Horas, 48 Crônicas.*

Divirtam-se!



*@rmschmitd e @anasavini estão proibidas de concorrer pois já sabem a resposta. Será considerado vencedor o primeiro comentário correto que aparecer aqui.

15 comentários:

Ana disse...

Humpf...

littlemarininha disse...

"Escrever é a arte de contar palavras" - Voltaire, Rob, Voltaire, rss

littlemarininha disse...

AH, chato =P hahahaha Não rola autógrafo pro troféu cata-piolho?

Rob Gordon disse...

Repostando o comentário que enviei para a littlemarininha e apaguei sem querer.


littlemarininha:

Esta não conta como gafe, eu disse que "não tinha certeza se era dele". (mas o Troféu Cata-Piolho vai para você)

Beijos

Rob

R. disse...

bleh

Lilian disse...

Como minha conexão caiu em mais da metade da entrevista, nem imagino qual seja a gafe. Bummer.

(Mas vou tentar assistir agora, quem sabe...)

Bob Mussini disse...

Parabéns, Rob!!!

Tô curtindo muito a nova fase da tua vida.
Que cada ez mais portas se abram!!

[]s
E obrigado por cada texto
Bob Mussini - aquele corinthiano chato que sempre te lê, mas nunca comenta.

Fabi disse...

NÃO CREIO que o Besta-Fera não participou.

Patricia Koga disse...

Prazer em vê-lo!

Sobre a gafe, acho que foi quando você comentou sobre o trabalho escravo e relacionou com a Renner e o certo seria a Zara.

Varotto disse...

Pô seu mané! Agora que você revelou sua identidade secreta, vai para o ralo aquele projeto de tirar as fotos da SP de Rob Gordon com você aparecendo no fundo sem ninguém reconhecer.

Mesmo assim parabéns pelo novo passo. Para o alto e avante!

Enfim, depois escuto a entrevista toda.

P.S.: Se você ficou mais careca, acho até que não, mas sentado do lado do cara você ficou até parecendo mais alto...

P.S.2: "O som não está 100% em alguns momentos" foi bondade sua.

Rob Gordon disse...

E assim temos um ganhador.

Patrícia Koga, sei que você já comprou o livro (vi pelo Twitter), mas caso queira uma cópia autografada, é só mandar um mail para mim no endereço champ.vinyl.blog@gmail.com.

E quanto ao pessoal da Renner, peço desculpas. Algumas lojas de roupas de shopping são absolutamente iguais para mim.

Rob

Matheus Silva disse...

é realmente parecido com o boneco que tu tirou fotos naqueles posts
http://1.bp.blogspot.com/_ZuWQ9UPozyY/TRS46cT1xII/AAAAAAAAAXI/TDg2p3jnm8w/s1600/champ%2Bpres%25C3%25A9pio.jpg
será que a besta fera não tem feito vodu com esse boneco?

Matheus Silva disse...

o link nao saiu certo no outro comentario
http://verd.in/ke58

Gilgomex™ disse...

entenderam porque eu sempre disse que ele é uma "mente brilhante"??? ou vocês realmente achavam que era apenas um elogio à sua inteligência?

Juliana Leodoro disse...

E eu que estava pensando em fazer tocaia no Pão de Açúcar pra ver se te reconhecia... Não ia dar certo, na minha imaginação você era gordinho.