4 de agosto de 2008

Aerotrem

Eu adoro ir para o centro de São Paulo aos sábados de manhã. Sim, porque a fauna que sou obrigado a conviver em Pinheiros e na Paulista não é nada se comparada às criaturas que habitam o centro de São Paulo. Especialmente aos sábados de manhã, quando você não consegue andar dez metros ali sem dar de cara com algum desvio evolutivo, como os aleijados que fazem embaixadas se equilibrando em muletas, os arremessadores de faca ou os dementes que sobem num caixote e começam a querer espalhar a palavra de Cristo aos berros.

Enfim, se você não é de São Paulo, a melhor maneira de ilustrar isso é: imagine um filme dirigido pelo Kubrick, com roteiro do Fellini, baseado numa história do Zé do Caixão com personagens criados pelo Bergman e trilha sonora do Frank Zappa. Coloque alguns extras como camelôs que vendem DVDs piratas, capas de celulares, carrinhos de controle remoto – eu quase fui atropelado duas vezes – e os malditos CDs com peruanos tocando flauta de Pan e pronto.

Neste sábado eu fui com meu primo até a Santa Ifigênia para comprar peças para o computador. Sim, porque na blitzkrieg que o meu inferno astral está colocando em prática, meu computador foi uma das primeiras vítimas. E meu primo, que é uma espécie de para-médico de PCs, decretou que o micro não ligava porque o cooler havia pifado. Assim, sábado, lá fomos nós atrás de um modelo igual que funcionasse. Eu, claro, com o pé atrás, pois a última vez que saí com meu primo para comprar peças de computador fez com que eu tivesse que comprar um computador novo algumas horas depois, como narrado nesta série de posts aqui.

Armado com o talão de cheques e o cartão do banco (e repetindo em voz alta, a cada cinco metros, a frase “eu não vou entrar na galeria para procurar o CD novo do Alice Cooper”) eu e meu primo cruzamos a Santa Ifigênia, desviando tanto dos carrinhos de controle remoto como dos vendedores que te agarram pelo braço gritando “Plei 3! Nintendo Uí! Équis Bóquis! Melhor preço da região!” e pulando os tapetes com DVDs piratas e os mendigos dormindo no chão. O dia em que lançaram um Super Mario Brasil, a fase na Santa Ifigênia será uma das mais difíceis, com certeza. Para piorar tudo, estavam gravando um comercial de alguma operadora de celular ali, o que deixou os nativos totalmente alvoroçados

Bom, com quinze minutos de Santa Ifigênia, missão cumprida. Mas claro que falando assim parece que foi fácil, mas não foi. Em qualquer lojinha que você chega, você precisa se espremer no balcão e tentar agarrar um dos vendedores pelo braço para ser atendido (cantina de colégio mode: on). E o pior é quando você agarra um dos coreanos.

– Você tem cooler?

– Cúler? Si, nô.

– Sim ou não?

– Si! Nô!

– Cooler para computador? Tem?

– Prêi-isteixon 3!

– Cooler!

– Si! Nô!

– Deixa. Obrigado.

– Si! Nô!

Mas demos sorte e no segundo ou terceiro lugar que fomos pegamos um sujeito que não apenas falava nosso idioma como entendia do assunto. Podíamos ir embora. Mas, no caminho de volta para o metrô, eis que Sra. Gordon linha no celular do meu primo – eu havia esquecido o meu em casa – e pede para que a gente aproveite a visita ao templo dos eletrônicos em São Paulo e pesquise os preços de algumas coisas. Demos meia volta e mergulhamos novamente no inferno. Meia hora depois, tudo resolvido, decidimos ir embora.

Mas, nos encaminhando para o metrô, começo a ouvir buzinas atrás de nós. Outra coisa importante da Santa Ifigênia é que o local é um dos poucos na cidade onde os carros – que estão sempre a uma velocidade de 2 km/h – não têm prioridade. Você anda pela rua, passando pelo meio dos veículos (ou por cima deles, dependendo da sua pressa) e os motoristas não podem fazer nada a respeito, já que isso é uma tradição local. Estranhei as buzinas e olhei para trás.

No meio dos carros, vi umas bandeiras ao vento e ouvi rojões. Olhei com mais calma e vi que se tratava de alguma carreata política. Ou, ao menos, uma mini-carreata, já que era composta por uns dois ou três carros. Fui para a calçada e comecei a observar aqui com cuidado. Tentei ler o nome em uma das bandeiras, mas não consegui. Porém, conforme o carro se aproximava, comecei a entender as letras.

LEVY FIDELIX

Meu Deus do céu. Levy Fidelix. O sujeito do Aerotrem. Um dos candidatos mais toscos que a política brasileira já criou. Olhei aquilo de perto e eis que vejo, no banco do passageiro do primeiro carro, um sujeito gordinho, careca e de bigode (estou falando dele, não de mim, ok?). Ele estava ali, acenando para a população e divulgando sua candidatura a prefeito, enquanto o motorista (que, provavelmente, era o candidato a vice) disparava rojões para o alto ao mesmo tempo em que dirigia.

O homem. A lenda. O mito. Ali, na minha frente. E eu sem a merda do celular. Virei para meu primo e pedi para ele bater uma foto, mas ele se recusou a tirar o telefone (na verdade, um pocket PC) do bolso no meio do centro da cidade, o que é compreensível. Fiquei olhando o Sr. Aerotrem desfilar na minha frente e pensei: “o que eu faria se fosse o Steve Harris*, do Iron Maiden, e eu estivesse sem celular?”

A resposta foi imediata. Me enfiei no meio dos carros e corri para o lado do carro em que ele estava. Ele me olhou e eu, imediatamente, estendi a mão. Ele me cumprimentou, sorrindo e me entregou meia dúzia de santinhos. Mas não era suficiente. Devolvi um dos santinhos e pedi:

– Levy, autografa isso para mim, pelo amor de Deus!

– Claro, claro!

Ele assinou o santinho e ainda me perguntou:

– Qual seu nome?

– Rob.

Rabiscou um “para Rob” em cima da assinatura e me devolveu. Como não é bobo nem nada, entregou mais uma meia dúzia, dizendo: “espalhe entre seus amigos” e foi embora. Fiquei ali, parado, feito bobo, com o santinho na mão, vendo o carro se afastar lentamente e, emocionado, observando o motorista-vice colocar o braço para fora e soltar mais um rojão.

Que tesouro! Um autógrafo de uma das maiores provas da humanidade não ter dado certo. Vou mandar emoldurar e pendurar isso lá na sala.

Mas meu voto ele não tem, porque aí seria demais.



Aerotrem neles!!!

E, enquanto as eleições não chegam, deixo vocês com o Top 5 outros candidatos que eu gostaria de ter autógrafos (o Enéas não conta, porque virou pop e, principalmente, já morreu):

1.
Marronzinho -candidato a presidente em 1989.

2. Havanir - e essa música? o que é isso? (update: aparentemente, o TRE já tirou do ar todos os vídeos da Havanir com o jingle do filme Rocky. Sobrou só esse aqui)

3. Frank Aguiar - eu e Sra. Gordon já estamos planejando um modo de conseguir.

4. Clodovil - mas alguém tem que pegar o autógrafo para mim, porque eu não tenho coragem de chegar perto dele(a).

5. Paulão do Polícia - mas tem que ser um chinelo autografado. Se não rolar, qualquer outro do vídeo serve.



* Peço desculpas ao leitor Varotto por colocar Steve Harris e Levy Fidelix no mesmo texto.

68 comentários:

Gilgomex™ disse...

first, first...

quisifoda-se... só dá eu...

Thiago Neres disse...

Segundo =D

Criticore disse...

Rob, cara curti muito seu blog, muito bem escrito e bem humorado também.Já perdi a conta de quantas vezes eu ri lendo algum post seu.

Miguel

Deisinha Rocha disse...

tô achando que o Gomex fica o dia inteiro aki, atualizando a pág pra qndo o rob postar algo novo ele se gabar de q é o primeiro e se achar o tal...

dá um tempo gomex!

hum...

¬¬

rsrs


sobre o post

- sabe de uma coisa? graças a Deus o Distrito Federal não tem eleições pra prefeito e vereador...
obrigada, Senhor!

Marcio Sarge disse...

Rob você acreditaria se eu dissesse que uma das coisas que mais gosto na Santa é justamente a balburdia?
Claro devo ser louco por gostar daquele alvoroço ou de tentar me comunicar com algum chinês,(já tentou falar em inglês com eles, é mais fácil se com um papagaio em libra, mas pelo menos é mais divertido).
Espero que o Levy Fidelix encontre o Eddie um dia, só pra ser mais trágico.
Até.

Gilgomex™ disse...

"e os malditos CDs com peruanos tocando flauta de Pan e pronto."

que blz... alguma coisa em comum co cidade grande... aqui tb tem esses caras...

PS: Deisinha, eu não preciso ficar o dia inteiro, tem uma máfia de Gomexes... Vários de nós, que utilizam o mesmo perfil... e cada um fica atento, para não perdermos a chance de ser... primeirões... heuheuehuehuee (colou?)

gabriela disse...

Não,Gomex,não colou.

Eu também partilho da idéia de que o F5 é a tecla mais gasta do seu teclado de tanto ser utilizada por você pra tentar ser sempre o primeiro a comentar os posts do Rob.

;D

Luna disse...

Ok, AMEI sua descrição do Centro de São Paulo. Só fui a São Paulo uma vez com a escola e só fiquei dois dias, só vi a Bienal e fui embora, mas absolutamente TUDO que você descreveu se encaixa perfeitamente no Largo da Carioca + Uruguaiana no Centro do Rio! Sério, dos camelôs à tradição milenar de andar no meio dos carros. E eu que sempre achei que o Centro do Rio de Janeiro fosse um lugar único tô começando a achar que tem pelo menos um campo de testes de Deus em cada metrópole brasileira. Também porque o Brasil inteiro deve ser tipo um campo grandão, né? Mas tudo bem. Outra coisa: Apóio sua nova vocação de colecionador de autógrafos de candidatos. Meu maior momento de glória até agora foi receber um scrap da Super Zefa (aquela do dois ovo e um pau).

Criticore disse...

Voltei pra ver se já tinha postado algo novo e lembrei de uma coisa, pede pro(a) Jasmim pedir o autógrafo do Clodovil. Tenho certeza que ele vai fazer isso sorrindo.

Rob Gordon disse...

Sinto um cheiro de "chupa, Gomex" no ar.

Nash disse...

Olá Rob, já fazia bastante tempo que não via aqui e vejo que seus textos estão cada vez melhores.
Ri muito com esse... mas foi SACANAGEM não escanear o santinho e mostrar pra gente aqui =[

Grande abraço.

Ps.: Não quero ofender ninguém mas... que viadagem esse negócio de "Primeiroo!!1one!" "Segundoo =D". Me senti na comunidade do Naruto quando chega um episódio novo.

paulonando disse...

Santa Efigênia, 25 de Março, Brás, é tudo igual ou pior!

Amelie disse...

Hahahahaha ADOOOOOOOOOOORO O Levy Fidelix!

Um gênio da propaganda eleitoral. Enquando os outros candidatos já haviam se rendido à parafernália eletrônica, ele ainda se contentava em mostrar jornais de ontem e manchetes circuladas com aquelas canetas piloto. Um artesão, realmente.

Agora, melhor que os recursos visuais, que a grande proposta do aerotrem e tudo mais, é a musiquinha de fundo "Levy Fidelix é o homem do aerotrem"... hahahahaha

Na minha listinha de candidatos que valem um autógrafo, eu colocaria a Gretchen também, que se lançou para a candidatura da cidade dela em Pernambuco!

Bjos

Deisinha Rocha disse...

Gomeeeexxx...

cadê vc????

hum???

kkkkkkkkkkkkk
(tô me acabando de rir)

Helen disse...

Nossa, gente, que barraco é esse? Hehehehe!

Bom, vou reforçar o que comentaram ali em cima: Rob, scaneia o santinho pra gente sentir a emoção também, oras!

Lady Dari Rizzi disse...

o ipior eh aqui na minha city q tem um candidato por nome de BATERIA.
no santinho:
PORCARIA POR PORCARIA, VOTE NO BATERIA!
__
Sinto um cheiro de "chupa, Gomex" no ar.
||
\/
pã!
__
conga la conga em pernambuco?!?
pelamor!

CavALEiros do Zodíaco disse...

Eu ia resmungar algo sobre esse "primeirão... segunndoooo!!!" do tipo:
"os caras continuam com o cantina de escola na hora do intervalo mode:on".
Mas depois q vi o comentário do Nash, resolví recolocar ele aqui, só pra reforçar a mensagem.

"Ps.: Não quero ofender ninguém mas... que viadagem esse negócio de "Primeiroo!!1one!" "Segundoo =D". Me senti na comunidade do Naruto quando chega um episódio novo."

Varotto disse...

Pô, Rob! Sem problemas quanto ao Steve Fidelix, quero dizer, Levy Harris. Ah, deixa prá lá!

Nunca tinha escutado falar da tal criatura mas, ao que parece, ele é bastante conhecido entre os exilados paulistas que trabalham comigo aqui no Rio.

Esse seu texto me lembrou uma coisa que meu irmão me falou neste fim de semana. Ele foi a São Paulo e tentava comprar algo de um chinês (ou coreano, não lembro) na Sta. Efigênia, e o diálogo foi o que se segue:

- Vocês tem o adaptador X?

- Non, non, português non!

- Ok, do you have...

- Non, non, inglês non!

Quando meu irmão, resignado, já se virava para ir embora, fala o sino-coreano:

- Espela! Plimo vem, plimo vem!

Meu irmão ficou esperando por 10 minutos pelo tal primo, olhando para a cara do infeliz. Aí chegou o primo, e o meu irmão:

- Vocês tem o adaptador X?

- Non, non, português non!

- Ok, do you have...

- Non, non, inglês non!

Aí, obviamente, meu irmão saiu xingando todo mundo e pensando se, afinal, não era uma dessas pegadinhas de televisão.

Quanto às provas do fracasso da humanidade, preciso escanear o encarte de um CD que encontrei em um sebo e que é prova cabal como o ser humano é patético. Um dia desses eu mando.

Ponto alto:

"O dia em que lançaram um Super Mario Brasil, a fase na Santa Ifigênia será uma das mais difíceis, com certeza."

De resto, mais uma vez, é uma honra ser lembrado pelo Sr. Gordon.

Dama do Lago disse...

Eu adoro a bagunça da Santa Ifigênia ^_^

O mais engraçado foi quando um desses caras que ficam na calçada oferendo os vídeos games pegou meu marido pelo braço e começou : ..."wii, x-box, play3...o que o senhor deseja?"
E meu marido sem ao menos piscar :
"O que eu desejo? Uma loira, alta, gostosa..."
O infeliz ficou sem resposta e o Sr. H ganhou um pedala no meio da rua mas eu ri muito, porque a cara do sujeito foi impagável.

Gilgomex™ disse...

como eu não escrevi primeirão nesse post... e sim first, first...

não aceito nenhum dos comentários maldosos contra meu ser...

dama do lago...
"E meu marido sem ao menos piscar :
"O que eu desejo? Uma loira, alta, gostosa..."

espero mesmo, que vc seja, pelo menos loira... senão o pedala foi muito (uito) pouco... heuehehuehueheuheuheuheuhe

c~es me matam de vergonha...

e que viadagem essa de chamar de viadagem a nossa viadagem sobre as outras viadagens e...? er.. falando nisso, quando será que teremos um post sobre o encontro seCUlar, entre Rob & Tyler?????

Rob Gordon disse...

Amelie:
"Vem, vem, vem
Vem de trem
Levy Fidelix
É o homem do Aerotrem"

Varotto:
Você PRECISA ter um blog.

Gomex:
É, pelo jeito, o ambiente ficou "chupa, Gomex", mesmo.

Todos:
vigésimo-primeirooooooooooo!

Gilgomex™ disse...

mas ainda acho que o melhor é o hino do Eymael...

Ey, ey, eymael... um democrata cristão...

Otavio Cohen disse...

tb acho q o varotto precisa d um blog eheh.

super mario brasil com fase em sta. ifigênia? qm será o chefão? o tal do levy-strauss-fidelix???

otimo post!

Varotto disse...

"Varotto:
Você PRECISA ter um blog."

Agora emocionei...

...

...

É que...

...

Eu...

Tudo bem, tudo bem, já me recompus.

Acho que sou mais comentarista que bloguista. E Rob, convenhamos, seu blog desanima a gente. Você elevou demais o nível e inflacionou o mercado. :0)

Mas obrigado pelo comentário. Como diria Natália (personagem de Débora Bloch na novela Fogo no Rabo, da TV Pirata): "você é tão bom pra mim, Reginaaaldo!"

Varotto disse...

Por falar em TV Pirata, lembrei d'O Planeta Diário e tenho duas sugestões de literatura de alto nível:

1 - O Planeta Diário - Coletânea com simplesmente todas as edições do jornal (é claro que com momentos selecionados de cada uma). Simplesmente obrigatório para todos que gostem de passar mal de rir. É lógico que funciona melhor com aqueles que viveram a época (hoje com cerca 35 anos de idade) porque há referências ao panorama político, televisivo, etc. da época. Mas, no geral, pode funcionar com qualquer um. Está em promoção no Submarino por R$42,00 (preço normal: R$69,00).

2 - Ontem tive a feliz notícia de que saiu uma nova edição do grande clássico "A Vingança do Bastardo", publicado sob a forma de capítulos no Planeta Diário (ou seja, quem comprar a coletânea do jornal, já leva todos os capítulos para casa). As aventuras de primo Levy e prima Roshana pertencem ao mundo dos grandes clássicos do humor sem limites. Eu tenho até hoje a primeira edição desta jóia em casa (já amarelada pelo tempo) e há tempos que pensava em escanear para divulgar e não deixar essa história morrer. Só R$19,90 no Submarino. Comprei até alguns para presentear alguns amigos. Indispensável!

PS: não sou vendedor do Submarino...

Deisinha Rocha disse...

"e cada um fica atento, para não perdermos a chance de ser... primeirões... heuheuehuehuee (colou?)"

é Gomex, vc sitou sim, a palavra primeirões - no plural...
mas como se referia a vc...

tds os comentários de "chupa gomex" são válidos a sua pessoa, sim!

Ah, verotto... pra não perder o pike, vc precisa ter um blog...
vai na fé, liga pro rob não...
ele nem é tão bom assim...

ok?! a qm eu qro enganar...
mas q c podia fazer um blog, podia..

Deisinha Rocha disse...

PS: isso aki virou praticamente um chat...

Chat do Champ...

o lugar de encontro dos fãs do champvynil e da filosofia de botecos, dos tops 5 e outras coisas mais q eu não lembro agora...

rsrs

Varotto disse...

Em relação ao chat do champ (doravante denominado chachá), o mais interessante é notar a evolução em termo de número de leitores nos últimos tempos. É só entrar nos links de textos mais antigos.

Por mais que o Rob diga que nem todos os textos aqui são bons, qualquer um pode ver que há uma constância em termos de qualidade, tipos de assunto e estilo de escrita. Ou seja, evolução sempre existe, mas o champ mantém mais ou menos o mesmo nível desde os promórdios.

A diferença é que antes um texto ótimo como o do "25 horas" (com link neste post) conseguia três comentários e agora não é raro que posts alcancem dezenas de comentários.

E, sem notar, vamos formando um círculo de amizades sem rosto que, na maior parte dos casos, devem continuar anônimas por muito tempo, mas que faz com que pareça que nos conhecemos há muito e que faz a tecla F5 dos nossos micros ficar gasta.

Longa vida ao chachá!

Pâmela disse...

Se o verotto não criar um blog eu JURO que faço um abaixo assinado virtual pra ele criar, os comentário dele ofuscam os outros por aqui.
HÁ-HÁ-HÁ, A-MEI o "Chupa, Gomex", não é por nada não, mas ele mereceu(acho que o meu sonho de ser a primeira a comentar por aqui foi pro ralo).
Agora quanto ao Levy Fidelix, eu não peguei o espírito da coisa, ele passou voando aqui na minha frente, mas eu não peguei. O vídeo também nem abriu aqui, ou seja: o post foi tudo muito bem, muito legal mais eu ainda não entendi direito.

:**

Tyler Bazz disse...

Levy Fidélix é demais!!!!! \o/

A Havanir eu vi no domingo..!!!!
Tipo, tinha uma mini carreata dela na Paulista.. (eram dois carros)
No da frente estava ela, dirigindo EEEEE falando no microfone!

Só uma pessoa com tantas habilidades assim pode governar São Paulo!!!

Tyler Bazz disse...

Ah, sim.

Ainda na Havanir..
Poucas coisas são melhores que o curriculo dela:
- Mãe
- Médica
- Advogada
- e Nordestina.

0_o

Gilgomex™ disse...

verdade... tinha dito mesmo... não lembrei que tinha feito mais de um comentário sobre primeirões...

chupa, gomex!

me fu...

e sim... isto virou um chat.

Rob Gordon disse...

Varoto,

Você PRECISA ter um blog.

P.S. - trigésimo terceiroooooooooo!!!

Rob Gordon disse...

Ops, corrigindo:

"Varotto". Com dois "t". Sorry.

P.S.- trigésimo quartooooooo!!!!

Tyler Bazz disse...

Alguém posta um comentário pra eu ser o 36º? É que 36 era meu numero da chamada na sétima série, e na sétima série aconteceram umas coisas legais que me trazem lembranças legais, e eu queria lembrar disso aqui.

Tyler Bazz disse...

Ah! E não é que eu mesmo me ajudei???

36ºººººººººººººº!!!

(não sei escrever ordinais mesmo.)

Kel Sodre disse...

Hahahahahahahahhaahahahahaah

Não me sinto mais culpada por já ter usado os comentários pra conversar com as pessoas.

Chat-Vinyl mode: ON

Acho que foi a primeira vez em que ri mais dos comentários do que com o post. O que não é, de forma nenhuma, um ponto negativo. Não é que o post tenha sido meia-boca, mas os comentários é que estão muuuuito bons! Até o Rob está participando deles! Óprocêver!

Keep on, povo!

Pâmela disse...

Oloooko, daqui a pouco esse post entra pro ranking dos mais vendidos!

Pâmela disse...

HUauhauhaua

O Rob até tirou aquelas letrinhas chatas, eeita, qual é a sensação de ter um chat num post?

Gilgomex™ disse...

heheuheuheuheuee... oi pam.. td bem?
tc de onde?

Tyler Bazz disse...

Ele tirou as letras de confirmação...
Ele tá participando do chat...
Ele tá gostando demais disso...

ELE TÁ TRAMANDO ALGO!


*medo*

Thiago Neres disse...

Quando eu tiver um filho, eu vou falar pra ele:

"Não deixe nenhum restinho da sopa no prato, senão a Havanir vai pegar você de noite".

Ela dá medo =O

Varotto disse...

"36ºººººººººººººº!!!"

Isso me lembrou que um dia desses meu irmão (o mesmo do plimo) entrou para dar aula de Literatura depois de uma aula de matemática e um aluno, quando viu um seis fatorial (6!) no quadro, perguntou como se pronuciava aquilo. Onde é que isso vai parar...

PS: SEIS!!!!!!!,opa! Quero dizer, quadragésimo-terceiro!!!!!

Pâmela disse...

oi gomex, eu tc de minas e vc?
HAUHUAHUAHUA

isso aqui tá muito engraçado

Rejane Oliveira disse...

Rejane entra na sala

Rejane Oliveira disse...

alguém ai afim de tc?

Gilgomex™ disse...

gilgomex diz (reservadamente para) Pam: eu tc d sc... :)

(PS: para todos... acho que o tyler tem razão... ele está tramando algo...)

Gilgomex™ disse...

gilgomex fala (reservadamente para) Rejane: tc de onde? estou afim de novas amizades, tem msn?

Rejane Oliveira disse...

Rejane fala reservadamente para Gomex:

Oi Gomex tc da minha casa e vc?
eu não tenho msn, só uso este blog mesmo... aliás este chat aqui é maneiro.... e vc tem quantos anUs?

Gilgomex™ disse...

gilgomex fala (reservadamente para) Rejane: e vc é casada? solteira? a procura? voc~e é engraçada kposaskpoaskpoaskpoas... anus... demorei pra entender (mentira), eu só tneho um... vc está aberta a novas experiências?
(putz.. isso vai dar morte...)

Rob Gordon disse...

quinquagésimo primeirooooooooooo!

Varotto disse...

CAMPANHA 100 COMENTÁRIOS (ou sem comentários?)

Eu podia tá roubando, eu podia tá matando, eu podia tá desviando verbas federais da educação, mas só estou aqui encarecidamente pedindo uns comentários pro post do Aerotrem.

Sua contrubuição não custa nada e ainda pode ser descontada do Imposto de Renda.

Se atingirmos o comentário número100, ele, Levy, o homem, o mito, em pessoa comparecerá ao chachá em pessoa, acompanhado de todos seus eleitores. Depois todos encherão um fusca e sairão em carreata pelas ruas da gloriosa capital paulista.

Quem dá mais, quema dá mais?!
(opa, peraí...)

Varotto disse...

Isso que dá não revisar o comentário antes de publicar. Saiu cheio de erros...

Mas a campanha continua valendo.

Varotto disse...

E já que a campanha continua:

Quinquagésimo-quarto!

gabriela disse...

E já que a campanha continua:

Quinquagésimo-quinto!

Rejane Oliveira disse...

Rejane fala reservadamente com gomex:

(respiração profunda)Sim, não, não, sim, depende, sim, não, talvez... ah sim errrrrr...
o que dizíamos mesmo?
poxa gomex suas perguntas são muito complexas para mim, muita imformação(perguntas tb) assim atrapalham minhas ligações neurais.

Mas sim dizia vc que vc tem 1 anus, sei entendo!

Mas me fala ai de vc? como andas(digo não com as pernas)a vida?

Rejane Oliveira disse...

Rejane sai da sala

Varotto disse...

Acho que fiquei com a síndrome de Gomex.

Minha tecla F5 já demonstra sinais de cansaço...

Adônis disse...

:D

Ahh, mas Levy Fidelix, além de ter um nome provavelmente formado por alguma mistura de palavras hungaras e escandinavas intercaladas com umas letras aleatórias, é um homem com visão de futuro.

Taí a solução pra segurança, educação, saneamento básico, saúde e infra-estrutura de São Paulo: Aerotrem!!!

(Rob, fica nos devendo escanear o autográfo do Levy e mostrar pra nós... hsuahsuahushausa)

Deisinha Rocha disse...

Deisinha entra na sala!




60°!!!!

cs acredita q eskeci como se escreve números ordinais...

Deisinha Rocha disse...

Deisinha diz: alguém tá afim de tc cmigo?

Deisinha Rocha disse...

rsrsrs, adorei isso aki...

Varotto disse...

Vocês estão falando do pbre do Levy, mas olha o santinho de candidata a Deputada FEDERAL que achei por aqui. Mais uma da série "Quanto mais eu rezo, mais assombração me aparece...".

Lurdí Jipão - 2124 - PCB/PCR

Vote certo

Sou rapariga, tenho 40 anos de cabaré, mas sou uma mulher honesta. A minha moral está acima desses políticos, sanguessugas e mensalões.

Sou candidata dos estudantes, mototaxistas, choffer de praça e motoristas de ônibus.

PRINCIPAIS CABARÉS QUE LURDI FREQÜENTOU:

Arpege - Rita Loura - Francisquinho Viado - Zefa paula - O Cantinho da Lalá - Ciça Miguel - Chica de Birro - Anita Cacuá - Tibinha - Pureza - Inês - Maria Chico Chaga - Julha Pandeirista - Zefão - Zé de Candango - Maria da Lapa - Izabel Rodinha - Mimita Rebolado - Etc

Mas infelizmente, ao contrário do Rob, eu nunca tive a oportunidade de encontrá-la pessoalmente para pegar um autógrafo.

Deisinha Rocha disse...

Varotto, tô começando a pensar aki com os meus neurônios...

por mais q seja engraçado essas abominações candidatas ao governo de suas cidades, começo a ter pena! Sim, é cada uma que parece...

[suspiro]

mas q seria cômico encontrar umas peças raras dessas, ah isso seria!

Thiago Apenas disse...

"O dia em que lançaram um Super Mário Brasil, a fase na Santa Ifigênia será uma das mais difíceis, com certeza."
hauhahuauhuauhhuauhahhuahuua
Parei de ler nessa parte.

Dalleck disse...

Só faltou os caras gritando: "Mp3, jogus, pogramas, filmes, só 10 reau, jóvi!"

A coisa mais bizarra que eu já vi na Santa Efigênia foi um cara tendo ataque epilético em frente a escada do metrô...

Leon disse...

Esse Levy Fidelix chega a ser sexy de gordo... Peloamordedeusenossasenhoradopassaquatroséqueissoexiste, esse Levy é mto tosco.

Bia Nascimento disse...

Vou fazer inveja: Eu tenho um POSTER gigante com uma foto "linda de morrer" da Havanir devidamente autografado. Estava em uma feira Hippie da Vila Madalena e já tinha bebido algumas quando de longe avistei a figura chegando e fazendo a maior festa. Como eu tava bêba, corri na hora e pedi um autografo da figura.Lógico que ela achou o máximo!! Uma pena não ter tido a belíssima oportunidade de tirar uma foto com a musa do Prona. Isso foi há uns 6 anos atrás... (Ai, meus 18 anos e minhas felicidades...rs)
Assim como você, fiquei apenas com a prova de que a humanidade não deu certo, pq não perdi meu precioso tempo votando nela.