21 de fevereiro de 2007

Communication Breakdown

(ou "Como Enlouquecer um Operador de Telemarketing")




– Alô?

– Boa tarde. Sr. Gordon?

– Sim.

– Tudo bem?

– Hum... Tudo. E você?

– Aqui é da empresa Sbrebbles de cartão de crédito. O motivo do meu contato é para dizer que estamos oferecendo, especialmente para o senhor, um cartão com inúmeras vantagens.

– É...?

– Sim, senhor. Com Inúmeras vantagens.

– Olha, eu não uso cartão de crédito. (mentira mode: on)

– Hum... Posso perguntar o motivo do senhor não usar cartão de crédito?

– Pode.

– ...

– ...

– Senhor Gordon?

– Sim?

– Achei que a linha tivesse caído.

– Eu disse que você podia perguntar o motivo. Você que não perguntou.

– Ah, entendi. Senhor Gordon, qual o motivo de o senhor não usar cartão de crédito?

– Nenhum. Eu apenas não uso. Acho que não gosto.

– Então, senhor, a empresa Sbrebbles está oferecendo um cartão com muitas vantagens para o senhor.

– Sim, você disse isso. Mas desde aquela vez, eu continuo não usando cartão.

– Como assim, senhor?

– A última vez que conversamos sobre isso, eu lhe disse que não usava cartão de crédito. Lembra? Faz uns 20 segundos. Então, eu continuo não usando. Eu não mudei isso na minha vida, de lá para cá. Aliás, eu não mudei muitas coisas na minha vida nesse tempo todo. Sabe como é, final de feriado...

– Senhor?

– Nada, esquece, esquece. O ponto a ser abordado aqui, é que eu não uso cartão. Vamos focar nisso.

– Mas veja as vantagens que o senhor pode ter. Anuidade gratuita, poder parcelar pagamentos, escolher o dia do pagamento...

– Mas tem uma desvantagem aí.

– Qual, senhor?

– Pagamento. Acho que é por isso que não eu uso cartão. Porque tem pagar. Mas, olha só! Será que eu posso ter o cartão sem pagar? Aí eu vou querer!

– Não senhor. Veja, temos as faturas mensais que...

– Ah, então não quero. É sem graça demais.

– Mas, senhor, hoje, cartão de crédito é a forma mais segura de pagamento.

– Eu não estou preocupado com a parte da segurança. Estou preocupado com a parte do pagamento. Se você me der o cartão e eu não precisar pagar, aí, sim, eu vou achar seguro. Porque, não importa o que eu comprar, eu sempre vou ter dinheiro para não pagar no final do mês. Ou no começo, já que você disse que eu posso escolher a data do pagamento. Ou do não-pagamento, no caso.

– Mas, senhor, isso não é possível.

– Eu sei. Por isso que eu não uso cartão de crédito. Aliás... Porra... Você me fez um favorzão. Todo mundo me perguntava porque eu não uso, e eu nunca soube responder. Sabe, eu ficava até meio sem graça, as pessoas perguntavam e eu não sabia dar um motivo. Mas, graças a você, agora eu sei! É por causa do pagamento.

– Senhor...

– Poxa, valeu mesmo. Gostei disso. Olhe, eu sei que essa frase é sua, mas vou tomar a liberdade de dizer isso para você, coisa que ninguém nunca deve ter feito. Eu agradeço sua ligação e desejo que você tenha uma boa tarde!

– Senhor Gordon?

(clic)

(minha meta agora é receber uma ligação de alguma operadora de celular e tentar convencê-lo – por telefone – de que não posso usar telefone porque sou surdo-mudo)

5 coisas que deveriam me oferecer por telemarketing (SEMPRE com entrega imediata)

1. Churrasco ("Sr Gordon, aqui é da churrascaria X. Uma peça de cupim está saindo agora, o senhor tem interesse?")
2. DVDs ("Sr. Gordon, a terceira temporada de Jornada nas Estrelas - A Nova Geração acabou de chegar aqui. Posso mandar entregar?)
3. Quadrinhos (Olá. Aqui é da banca Y. O senhor teria interesse em receber o novo Homem-Aranha que recebemos hoje?)
4. CDs (Estou ligando para oferecer o novo single do Iron Maiden. Há interesse?")
5. Cigarro (Boa tarde. Estamos com uma promoção exclusiva, pelo dia de hoje. O senhor pode comprar três pacotes de Marlboro em até 2x no cartão!")

11 comentários:

Ana Claudia disse...

A anta que te ligou deve "estar tentando, estar entendendo " o que aconteceu na última ligação.
Tomara ela divulgue que existem loucos como vc e esse povo ligue menos!Por puro medo...

Johnny disse...

Veja o meu recorde...
-Alô!
-Boa tarde, meu nome é XXX, trabalho na Telefônica, e...
-Desculpe interromper, mas eu odeio a Telefônica...
-Boa tarde senhor!
-Boa tarde!
hahahaha...

Julio Camara disse...

Do que adiantaria a promoção dos cigarros se vc não poderia parcelar em 2 vezes se não usa cartão?

renata disse...

eu tb tenho um exemplo: meu pai, que é anti-cartão de crédito MESMO (só usa o da minha mãe hehe), diz o seguinte quando ligam pra ele oferecendo cartão e as tradicionais vantagens:
- é bom mesmo esse cartão?
- sim, senhor!
- mas é muito bom? mesmo? de verdade?
- claro senhor!
- então fique com ele pra você e faça bom proveito.

Rob Gordon disse...

Júlio...

– Olha, eu não uso cartão de crédito. (mentira mode: on)

FF disse...

HAHAHAHAHAHAHAHA.
Desculpe, me empolguei.

Isadora disse...

tem alguma coisa mais pentelha do que operador de TM?

sim. VOCÊ falando com um operador de TM !

insuportavelmente delicioso ! o post, que fique bem claro...

Bruno disse...

Sério que você falou assim com o cara?

Virou meu herói!

Johnny Kagyn disse...

Muito bom! Humor fino (e grosso)...
Senhor Gordon, gostaria de "estar oferecendo" uma fantasia de carnaval (usada mas em perfeito estado) do seu primo, o Flash...

knove disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
knove disse...

5. Cigarro (Boa tarde. Estamos com uma promoção exclusiva, pelo dia de hoje. O senhor pode comprar três pacotes de Marlboro em até 2x no cartão!")

Até ofereceriamos. mas o senhor não tem cartão.