19 de agosto de 2013

O Assassinato de Rob Gordon pelo Covarde Gato Mefisto



- Polícia militar, bom dia.

- Oi.

- Pois não, senhor?

- Você pode me ouvir? Eu não posso falar alto.

- Sim, senhor. Qual o problema?

- Estão tentando me matar.

- Onde o senhor está?

- Isso. Estou escondido dentro do armário. Não posso falar alto.

- Mas a casa do senhor foi invadida?

- Espere, ele está no quarto.

- O criminoso está no quarto?

- Só um minuto, não posso falar agora. Mas não desligue, por favor.

- Sim, senhor.

- Pronto. Acho que ele foi. Vocês precisam mandar ajuda.

- Eu preciso que o senhor explique o que está acontecendo.

- Merda, ele voltou! Acho que ele sabe que estou aqui! Espere, não posso falar!

- Senhor...

- Só um minuto!

- Sim, senhor.

- Oi. Acho que ele foi. Ele está me procurando. Eu preciso de ajuda. Não vai demorar até ele descobrir que estou aqui.

- O senhor conhece o criminoso?

- Como?

- Esta pessoa que está tentando matar o senhor. O senhor a conhece?

- Como assim? É claro que eu conheço! É meu gato!

- Quem?

- É o meu gato! Ele está tentando me matar!

- Senhor, este telefone não pode ser usado para brincadeiras.

- Brincadeiras? Eu estava trabalhando no computador, ele subiu no móvel e jogou um vaso em cima de mim!

- O senhor não pode...

- Um vaso de concreto! Aquele vaso deve pesar uns dez quilos! A sorte que eu vi e peguei no ar, aquilo ia explodir na minha cabeça!

- Senhor, eu acredito que...

- E outra coisa: aquele vaso nunca esteve ali no armário. Certeza que foi ele que colocou ali, já planejando me matar.

- Senhor, caso o senhor esteja certo, gostaria de lembrar que se trata apenas de um gato e...

- Não! Não é um gato! Isso é o que ele quer que vocês acreditem!

- Meu senhor...

- Por acaso um gato normal faz a casa cheirar a enxofre? Por acaso um gato normal fica desenhando pentagramas na parede?

- Senhor, eu vou desligar.

- Não. Mande uma viatura para cá. Pelo amor de Deus.

- Senhor...

- E um padre! Mande um padre!

- Senhor, eu vou encerrar a ligação.

- Merda. Ele voltou! Ele sabe que estou aqui!

- E, por favor, não ligue mais.

- Ele trouxe uma serra!

- Adeus.

- Ele está arrombando o armário!

HEEEEEERE'S JOHNY!

6 comentários:

Ana Claudia Savini disse...

True story.

Fernando Santos disse...

É só chamar o Besta-Fera que ele resolve tudo!

Varotto disse...

Come play with us, Danny...

Rafiki Papio disse...

Minha namorada arranjou um gato agora, tem uns 2 meses de vida. A maior parte do dia ele é normal e fica dormindo, mas quando o véu da noite encobre a terra dos homens, então na presença da escuridão ele se transforma. É possível ver o vermelho do fundo dos seus olhos, em suas pupilas enormes. Não há escapatória, assuma a posição fetal de proteção e reze para que amanheça logo.

Bel Lucyk disse...


tadinho do Mefisto. Um incompreendido. =)

Rê Losilla disse...

é nessas horas que vejo o quanto a Mafalda é calma, isso pq ela as vezes ataca do nada tb! ahiahiaiaiai