1 de fevereiro de 2012

Billion Dollar Babies Pills

- O senhor vai querer algo mais?

- Não.

- Serão somente estas duas caixas de Lexapro?

- Isso.

- Qual a forma de pagamento?

- Débito. Eu vou querer nota paulista.

- Qual o CPF do senhor?

- 123.456.789-00.

- Pronto. Fica um total de 366 reais.

- ...

- ...

- ...

- Senhor?

- Pois não?

- O total sai 366 reais.

- Eu ouvi isso. Eu não respondi por que estou em choque.

- Como assim?

- Eu estou comprando duas caixas de remédio. Não tem porque você me cobrar isso.

- É o preço da tabela.

- Você tem certeza que olhou a tabela certa? Porque, por este valor, eu posso virar acionista da farmácia.

- Senhor, cada caixa custa 183 reais.

- Mas não faz sentido. Isso é um antidepressivo, não a escritura de uma mina abandonada ou de um poço de petróleo.

- Senhor...

- São comprimidos! E nem são tão grandes assim! Qualquer aspirina é o dobro do tamanho de cada um desses aí!

- Sinto muito, senhor, é o que eles custam.

- Então, mas agora nós temos um problema. Eu preciso tomar o remédio por causa da depressão, mas pagar pelo remédio me deixa deprimido.

- Senhor...

- Sim, eu estou bem deprimido. Mas por favor, não me culpe. Aposto que você também se sentiria assim se precisasse deixar 400 reais numa farmácia.

- Esta fila não anda?

- Só um minuto, minha senhora. Eu estou deprimido e falando com a menina do caixa, tentando explicar para ela que o preço do remédio para a depressão me deixa mais deprimido ainda. Deixe eu terminar aqui com a menina do caixa. Pronto, desculpe, estava falando com esta senhora aqui atrás. Mas você realmente vai querer me cobrar 400 reais nisso aqui? Você tem ideia do impacto que meu lado emocional vai ter com isso?

- Mas é que o preço do remédio...

- Olhe, começou. Estou tremendo. E agora eu preciso de um remédio para me acalmar, por que isso é uma crise de ansiedade, mas não tenho mais dinheiro para comprar agora. Você acabou com as minhas economias. Eu realmente estou me sentido péssimo.

- Olhe, senhor...

- Será que eu posso me sentar um pouco no chão, ali naquele canto, e chorar alguns minutos?

- Como assim?

- Sim, eu só quero ficar quieto um pouco. Chorar alguns minutos e não ver propósito em nada. Eu prometo que fico no canto, não vou atrapalhar a passagem.

- Senhor...

- Bom, deixa para lá. Eu vou embora. 400 reais. Eu quero morrer.

- Mas...

- Aliás, não quero, porque depois que eu deixei esse dinheiro aqui, nem um enterro decente eu conseguiria pagar.

- Mas o senhor vai levar o remédio?

- É claro que sim, vocês já carimbaram a receita. Se eu não levar agora, nunca mais consigo comprar. E agora eu preciso desse remédio mais do que nunca, por causa de vocês.

- Bem, senhor, fica um total de...

- Eu sei, não precisa dizer de novo, por favor. Débito.

- Pronto.

- Posso pedir um favor?

- Pois não?

- A próxima vez que eu vier aqui comprar esse Lexapro, você pode me dizer que tudo sai 50 reais? Você pode me cobrar o preço inteiro, mas me diga que tudo ficou em 50 reais?

- Hum... Tudo bem...

- Não esquece. Por favor?

- Sim, senhor.

- O senhor ainda vai demorar aqui?

- Já vai, já estou pagando!

- É que o senhor está parado no caixa há mais de cinco minutos!

- Pelo dinheiro que estou deixando aqui, minha senhora, eu tenho o direito de passar o mês inteiro aqui, conversando com a menina do caixa, se eu quiser. Pronto. Desculpe. Onde estávamos?

- Seu pacote, senhor.

- Certo. Eu vou para casa. Vou guardar esses remédios no cofre e amanhã vou tentar colocá-los no seguro. Obrigado.

- Por nada, senhor.

- Por nada, não. Por uma fortuna. Mas deixa para lá. Até logo.


Depressão: se ainda não posso vencê-la, nada me impede que eu comece a encará-la com outros olhos, tornando as coisas mais leves. Aliás, pelo que estou gastando com remédios todos os meses, é o mínimo - afinal, se estamos lidando com uma doença que não me respeita, eu também não preciso respeitá-la.

32 comentários:

Elise disse...

Gastar quase um salário mínimo só com remédio deve deixar qualquer um deprimido... mas a tag que você marcou, "Ô Fase", faz todo o sentido. É só uma fase, que vai passar como todas as outras. =)

Renata de Toledo disse...

ROB! Troca esse comprimido por vinho ou por cerveja! Que é isso, a porcaria da doença tem outra área de atuação agora, o seu bolso?! Método da cura pelo riso: achei um blog que tem cara de ser algo que você vai adorar: http://manualpraticodebonsmodosemlivrarias.blogspot.com

beijos!

Winnie Affonso disse...

A melhor forma de lidar com os "problemas", é rindo deles.
E quando eles fizerem parte do passado, ria mais ainda! :)

Michele disse...

é pra rir mesmo com esses preços abusivos. e são abusivos pq a pessoa precisa disso...

mas ó... vai passar, ok? e daqui a um tempo esse dinheiro será muito melhor empregado em livros =)

Karina disse...

Ainda bem que eu consegui me adaptar com a minha fluoxetina, que custa R$50,00 por dois meses, manipulada.

Varotto disse...

Acho que você devia procurar o fabricante e pedir para ele patrocinar o seu blog.

Aí eles podiam colocar um anúncio dizendo algo como:
"se nem esses textos deram jeito em sua depressão,
você ainda tem uma solução:
tome um Lexapro, e fique bão"

Desculpe, mas tive de lançar um "bão" para continuar a rima.

Lu Lima* disse...

Rob:

Um sonho:

-Quando eu crescer, quero escrever que nem você!

Sem mais,

Lu.

renata de toledo disse...

Ai, Varotto, chorei de rir aqui.... apóio totalmente suas palavras: se o Rob não der jeito, só resta o Lexapro mesmo.... ou cachaça. (Muita.)

Camila disse...

Fiquei imaginando a cara da atendente. =D

Mas é isso mesmo, Rob. Vamos rir porque é o melhor a fazer. ;)

Bjo

@frank_london disse...

Fico feliz em ver que você já consegue fazer piada com isso.
Parabéns pelo percurso já percorrido Rob. E continue firme!

Thiago Neres disse...

Você vai se sair bem nessa luta, tenho certeza.

Mas, se os remédios não derem certo, poderia trocar o branco do background do blog pelo rosa claro :)

Letícia disse...

Rob,

Você já se cadastrou no programa de benefícios do fabricante? Eu tomo Cymbalta e passei um tempão gastando 220 reais em cada caixa. Daí me cadastrei no programa e agora pago 113.

Quando vc liga pra se cadastrar no programa da Lilly, eles fazem umas perguntas socioeconomicas pra saber qual desconto vão de dar. Se vc tem terceiro grau completo, carro, quantas televisões... É claro que quanto pior, melhor.

Acho que do Lexapro é esse aqui:
http://programalundbeck.com.br/default.asp

Ah, o êxodus é mais barato, tb.

Beijo

Gilgomex™ disse...

Agora me lembrei pq tive que me curar da depressao sem remedio. Se fosse pra pagar 400 pilas num remedio (2 no caso), eu realmente naum teria me curado. E desculpe por chutar cachorro morto, mas tem ouvido falar em Michel Te Leau? sorryboutthat

Larissa Bohnenberger disse...

Heheheheheheheheheh! É, precisar de medicamento é foda! Agora, eu chorei de rir da comparação entre o tamanho do comprimido com o de uma aspirina... rsrsrsrrsrss!

Bjs!

Larissa Bohnenberger disse...

P.S. O Varotto me mata!!! Huhuahuahuhauha!

Rob Gordon disse...

Elise:

Vai ser só uma fase, sim. E, por mais que seja "ô Fase", essa fase vai acabar. :)

Beijão!

Rob

Rob Gordon disse...

Renata:

Eu já conhecia esse endereço, é demais! Quanto a trocar por vinho ou cerveja... a tentação é grande :)

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

Winnie:

Falou pouco, mas falou (muito) bem!

Obrigado pelo comentário!

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Michele:

Mal posso esperar para gastar 400 paus em livros de uma vez só. Prometo que eu escrevo sobre isso, quando acontecer!

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

Karina:

Sorte a sua, viu? Porque deixar 400 paus na farmácia é bem traumático.

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

Varotto:

Em primeiro lugar, vou tentar brincar com a sua rima. Olha:

"Não deu uma risada por aqui
E precisa da paciência de Jó?
A solução é começar a sorrir
E, pra isso, basta um Lexapro"

Ou, usando somente o "ó", do Lexapró:

"Sua cabeça está um grande nó,
Precisa de calma e paciência de Jó?
A solução que sobra é uma só:
Toda manhã, uma cápsula de Lexapro"

Isto posto, meu impulso, ao ler seu comentário, foi dizer que você precisa de ajuda. Mas acho que isso agora seria hipocrisia da minha parte.

Abraços!

Rob

Rob Gordon disse...

Lu Lima:

Obrigado. MUITO obrigado mesmo!

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

Renata de Toledo:

Você é a segunda pessoa no mesmo post a me indicar bebida. Comporte-se. :)

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Camila:

É o melhor remédio, né? :)

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

@frank_london:

Valeu, cara! Valeu de verdade!

Abraços!

Rob

Rob Gordon disse...

Thiago Neres:

Muito obrigado pela torcida, cara! E seja bem vindo de volta!

Abraços!

Rob

Rob Gordon disse...

Leticia:

Assim que postei este texto, vieram me falar sobre isso no Twitter. Vou fazer isso sim (ainda hoje vou olhar o link que você passou!)

Muito obrigado!

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

Gomex:

400 paus é incentivo de sobra para se curar, né? :/

Abraços!

Rob

Rob Gordon disse...

Larissa:

MAs é verdade, ele tem 1/3 do tamanho de uma aspirina. E o Varotto, como sempre, dando um show à parte aqui.

Beijos!

Rob

Fagner Franco disse...

ô rapaz, faz tempo que não passo aqui. saudade disso aqui. mas mais feliz de voltar aqui, fico de encontrar vc encarando essa dessa maneira. bom demais. bom pra gente, bom pra vc. bom pra quem um dia procurar um bom jeito d sair dessa. acho que é bem esse o caminho. bom demais voltar por aqui.
abraço, meu velho.

Varotto disse...

Eu sou normal!!!

Kel Sodré disse...

Sabe que eu acho que o preço também deve ser terapêutico? Porque, meu caro, tendo que pagar 400 conto no remédio que você toma TODO DIA, você vai QUERER se curar rápido!! rs E acrescento uma sugestão à lista do que você poderá fazer quando tiver esse "aumento de salário" de R$400: uma poupança para uma viagem FODA com a Ana. :) Em um ano, coseguirá juntar R$2.800!

E é ótimo ver você fazer piada com isso! Ótimo sinal! :)