21 de novembro de 2011

Rrrrrrrrrroly Wars

- Rrrrrrrrrrob?

- Oi, mãe. Tudo bom?

- Tudo e você?

- Tudo.

- Gostaram do show?

- Muito, adoramos os dois shows!

- Eu vi um na TV e fiquei procurando você e a Ana no meio das pessoas!

- Mas qual show você viu?

- O do Megadeth!

- Mãe, como você conhece Megadeth?

- Ah, Rrrrrrrrrrob, eles falaram o nome na TV!

- Tem razão.

- Eu gostei, sabia?

- Oi?

- É, aquele rrrrrrrrrruivão cabeludo. Achei legal, viu?

- Oi?

- Ele tem cara de bravo, né?

- Oi?

- Gostei da música deles! Achei muito legal!

- ...

- Rrrrrrrrrrob? Você está aí?

- Sim.

- Você ficou mudo.

- Eu não sei se vou aí abraçar você e falar que você é a mãe dos sonhos, ou se conto isso para minha psicóloga.

- Rrrrrrrrrrob! Deixe de bobagem!

- Acho que vou fazer os dois.

(Para entender a quantidade de "R"s deste post, leia este texto aqui)

26 comentários:

cmmarcondes disse...

Cara, sua mãe merece um prêmio!!!
Abraços!!

Elise disse...

Que orgulho ter uma mãe dessas! =D

Rob Gordon disse...

Cmmmarcondes:

Não é a melhor mãe do mundo?

Abraços!

Rob

Rob Gordon disse...

Elise:

Qualquer dia, coloco aqui o diálogo que tive com a minha avó sobre AC/DC!

Beijos

Rob

@Guifabro disse...

Cara, tua mãe é show e pelo jeito ela gostou do ruivão eihm hehe. Minha mãe é fã do Sting, ela diz que fugiria com ele se ele à convidasse.

Mais um excelente texto;
Abraço.

Rob Gordon disse...

@Guifabro:

Se meu pai souber disso, a cara de bravo do Mustaine não vai adiantar nada.

Aposto contigo que meu pai iria se tornar o Headcrusher, cantarolar a Simphony of Destruction e praticar a Archicture of Agression. Para o Mustaine, começaria a Countdown to Extinction e, no final de tudo, meu pai gritaria que tem Skin o' My Teeth pela casa.

Já o Mustaine... Bem... Rust in Peace.

Rob

Fernanda Fefis disse...

Respondendo a sua dúvida. Claro que vc deve ir correndo abraçar a sua mãe! E depois ir falar com sua psicológa! hahahaha...

Lilian disse...

HAHAHAHAHA Cara, só sendo na sua família mesmo. Pior que eu fico meio que lendo em voz alta (alta, não, só o suficiente pra eu ouvir) pra ter a noção de como é que a sua mãe deve falar com esse tanto de RRRRRR. Mimijei.

(Não tou acreditando. Ela memorizou o nome da banda, disse que gostou e já gamou no vocalista!)

Varotto disse...

Ainda bem que ela deixou para falar isso agora.

Se ela falasse quando você tivesse quinze anos, era bem possível que você não escutasse Megadeth nunca mais.

Imagina só um adolescente gostar de uma música que a mãe também gosta?!

Mary Farah disse...

Isso é que é mãe. Eu queria ter uma mãe assim...

gilgomex disse...

E pensar que minha mae gosta de Jerri Adriani e acha Legiao muita barulheira.

Hally disse...

Ah velho, tua família é nota 1000!!

E tua mãe hein, headbanger total! Hahahaha!!

Leo B. disse...

Tua mãe é genail!
Isso me lembra quando comprei o No Quarter, do Jimmy Page e Robert Plant e mandei entregar no trabalho da minha mãe porque não estaria em casa para receber.

Quando ela foi me entregar disse algo como "ahn, eu abri porque sabia que era um CD e passei o dia escutando. Sabe que eu gostei? Me empresta para copiar?"

Imagino que minha satisfação tenha sido semelhante a tua. (:

Abração, Rob!

disse...

Minha mãe me surpreendeu desse jeito tem uns meses... ela tava se livrando de uns cacarecos de casa, e resolveu que se ela não usa mais Vinil, ela vai passar pra frente. Me deu todos eles embrulhadinhos pra eu fazer o que eu quisesse, até vender, se fosse o caso. E não é que no meio tinha um mini-vinil (desses q só tem uma musica de um lado e outra do outro lado) do Alice Cooper... E AUTOGRAFADO?! E Rollings Stones, ABBA, Queen, tinha tanta coisa lá que foi *quase* inacreditável.

Claudia Iarossi disse...

É só eu ler esse monte de "rrrrrrrrrrrrr" e já começo a rir...rs

Kel Sodré disse...

huashuashuashuashuashuashuashuashuas

"aquele rrrrrruivão. Ele tem cara de bravo, né?"

Sua mãe é uma FOFA!!! Puro <3!!! E, acada vez que eu leio posts sobre ela, imagino um sotacão paulistano! hahaha

Rob Gordon disse...

Fernanda Fefis:

A psicológa está de férias (merecidas, por sinal). Assim, enquanto ela não volta, eu abraço a minha mãe dezenas de vezes!

Beijos!

Rob

Rob Gordon disse...

Lilian:

O que mais chamou minha atenção foi justamente ela ter aprendido o nome da banda (e ter pronunciado de forma correta). Fiquei meio chocado!

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Varotto:

Bem colocado. Ouvindo isso com 15 anos, eu teria começado a ouvir João Gilberto no máximo em casa.

Abraços!

Rob

Rob Gordon disse...

Mary Farah:

Ela não tem preço. E não é por causa do Megadeth, confie em mim!

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Gomex:

Mas isso é meio comum a todas as mães, vejo muitas mães de amigos assim. O interessante é que a minha não se liga em música, mas, pelo jeito, quando o faz, faz pelo caminho certo.

Abraços!

Rob

Rob Gordon disse...

Hally:

Nota 1000 é pouco, acredite.

Beijão!

Rob

Rob Gordon disse...

Leo B:

Cara, conta para mim que você aproveitou o embalo e mostrou tudo de Led para ela!

Abraços

Rob

Rob Gordon disse...

Fê:

Um compacto do Alice Cooper autografado? Não sei a idade da sua mãe, mas minha suspeita é que ela tenha conseguido isso quando ele veio para cá nos anos 70, não? Quais as músicas?

E se minha mãe me dá um disco autografado do Alice Cooper, eu inverto a ordem e coloco ela no meu testamento!

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Claudia Iarossi:

Até eu dou risada disso, sozinho, quando imito ou escrevo o jeito que ela fala!

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

kel:

Ela é foda demais! O legal é que eu sou suspeito, por ser filho, mas todo mundo que conheço acha isso dela também!

E o sotaque dela é a coisa mais paulistano italianado do mundo - e há quem diga que o meu vai pelo mesmo caminho! :)

Beijos

Rob