21 de outubro de 2011

Cantigas de Ninar


Eu sempre fui apaixonado por música.

Ok, sempre é exagero. Digamos que sou apaixonado por música desde os 14 anos, mas, quando você tem 36 anos e faz algo desde os 14, a impressão que você tem é a de que fez isso a vida inteira – se você não tem 36 anos, confie em mim, é assim que acontece.

E, dentro da minha paixão musical, outras paixões nasceram – e não me refiro a estilos musicais preferidos, mas, sim, a um pequeno ritual que descobri quando ganhei meu primeiro aparelho de som portátil: dormir ouvindo música.

(leia mais aqui)

4 comentários:

Varotto disse...

Como não feicebukier, não tenho como ler este texto completo agora.

Mas como você é o único ser humano do mundo que consegue dormir ouvindo o Master of Puppets, imagino o teor do texto...

Larissa Bohnenberger disse...

Eu sempre tive a mania de dormir ouvindo música, também! Mas como já faz alguns anos que não tenho aparelho de som, ouço música no computador ou no iPod, acabei tendo que mudar de hábito pré-sono. Mas que é muito prazeroso pegar no sono ouvindo uma música boa, ah isso é!

Bjs!

Rob Gordon disse...

Varotto:

Master of Puppets é apenas um exemplo - mas confesso que quando ouvia este CD, normalmente dormia antes de The Thing That Should Not Be acabar. Sempre.

Abração

Rob

Rob Gordon disse...

Larissa Bohnenberger:

Fiquei algumas épocas sem dormir ouvindo música - hoje mesmo é uma delas - mas às vezes mato a saudade disso e adoro!

Beijos!

Rob