25 de setembro de 2011

O Ritual

– Que cheiro de charuto é esse? Você está sentindo?

– ...

– O que aconteceu? Sua boca está cheia de sangue!

– ...

– O que é essa coisa preta no chão? É uma galinha?

– ...

– Isso é uma galinha morta! O que você está fazendo no meu quarto?

– ...

– Você matou essa galin... Isso é um defumador? Onde você conseguiu um defumador?

– ...

– E essa garrafa de pinga? O que é tudo isso?

– ...

– E essas velas? O que você quer com essas velas?

– ...

– Têm velas vermelhas, velas pretas... Tem flores também! Onde você arrumou isso?

– ...

– Olha pra mim quando eu falo com você!

– ...

– Pare de acender essas velas! Presta atenção em mim!

– ...

– Olha pra mim!

– ...

– O que aconteceu com seus olhos? Seus olhos estão brancos!

– ...

– Responde! O que é tudo isso no meu quarto?

– ...

– E essa coisa amarela? É farofa?

– ...

– Limpa esse sangue da boca! Isso é farofa?

– ...

– Limpa esse sangue e some com tudo isso!

– ...

– Estou falando sério! Limpa tudo isso agora!

– ...

– Meu quarto está parecendo um terreiro! Limpa isso... Merda. Espere um pouco. Alô? Sim, sou eu. Isso, o dono do Besta-Fera. Como assim o banho dele foi cancelado? Eu marquei hoje de manhã, já estava indo levar ele aí. Como assim acabou a água? Não, aqui tem água. Nem na caixa e nem na rua? Mas não é possível, aqui tem água! Bom, tudo bem. Não, não quero marcar outra hora para ele tomar banho. Depois eu ligo. Ok. Ok. Obrigado. Tchau. Pronto. Era isso que você queria?

– ...

– Babaca. Não sei se você sabe, eu durmo aqui.

– ...

– Você tem dez minutos para sumir com tudo isso e limpar esse sangue da boca.

– ...

– Por que eu não posso ter um cachorro normal como as outras pessoas?

– ...

– E tira essas guias do pescoço e coloca sua coleira de volta!

33 comentários:

Minha fábrica de sonhos... disse...

Rob,

pelo que li aí nos teus posts, as coisas não andam bem aí dentro do teu cérebro. E dentro do meu cérebro as coisas também não andam bem.

Calma, que essa fase passa, porque todas as nossas crises passam, né? É sofrido, é triste, mas vamoquevamo.

Amigo, PELA PRIMEIRA VEZ NA MINHA VIDA, ENCONTREI ALGUÉM QUE SENTE O FRRRIO INTENSO QUE EU SINTO, MESMO QUE LÁ FORA ESTEJA 19 GRAUS. Semana passada meu colega de trabalha chegou para trabalhar ao meio-dia e desde às 9hs eu estava com o ar condicionado no maior quentão que pude, de tanto frio que eu estava sentindo. Todos ficaram assustados, mas para mim, a coisa mais normal foi colocar um casacão de lã que sempre deixo no trabalho. Resumo, colega desligou o ar quente e colocou o ar frio. Só me restou apelar para o casacão. Eu achava que era só eu que sentia isso e era só eu que TOMAVA LEXAPRO E REMÉDIO PARA DORMIR, mas aqui na blogosfera estou vendo que isso é algo nomal, né?

Amigo, isso passa!!!!!!!!!!!!!!!

Eu estou há uma semana numa crise de "baixa" terrível, lexapro tomo na hora do almoço e o restante dos remédios às 21h30min.

Desculpe-me o desabafo, mas tbém não estou bem.
Nara.

Minha fábrica de sonhos... disse...

Acabei de ler seu post do dia 13/09...

...sinceridade???

Fou falar, podes ficar bravo comigo, mas seu disgnóstico está errado! Sintomas como depressão, pânico, ficar dias sem querer ver ninguém e a RAIVA que aparece de repente e esses sintomas que surgem do nada, possuem um nome e eu fiquei sabendo que tenho essa porcaria somente depois de um ano e dois meses de laudo médico, em casa, com terapias semanais.

O nome do diagnóstico que ninguém me contou e eu descobri depois de um ano e dois meses de laudo (lendo o CID no atestado da minha médica, é TAB (Transtorno Afetivo Bipolar). Converse com o médico faça um estudo na tua família se tem alguém que já teve essa doença.

A gente tem nos genes essa doença ADORMECIDA e quando a gente passa por um trauma forte, ou trabalha demais, a doença surge. Se nós não tivéssemos passado por algum trauma, ou não tivéssemos cobrado muito de nós mesmos no trabalho, talvez não tivéssemos adquirido essa doença.

Eu estava de laudo e resolvi ir para a FLIP em Parati/RJ com uma amiga que também é médica , por isso minha médica me autorizou viajar, mas nessa época eu não sabia que doença eu tinha, eu achava que era stress... pode?

Analise o que te falei e cuide-se.
Nara.

Lilian disse...

Tou passando aqui agora e com calma, pq minha semana tb não foi fácil.

Posso dar uma gargalhada bem gostosa?

HAHAHAHAHAHAHAH

Cara, só o Besta-fera mesmo. O pior é que tenho uma peste assim agora na minha casa, o Cabeção de Bater Bife. Sério. É minha nova cachorra e ela faz da minha vida um (delicioso) inferno. Qualquer hora tem despacho em casa tb. Adorei.

Elise disse...

Tou desconfiada que a Pitchu faz a mesma coisa, porque eu quase nunca consigo marcar hora no pet shop e acabo dando banho nela aqui em casa mesmo - e acabo tomando um banho também, porque ela se mexe demais e ainda dá AQUELA sacudida no pelo quando acaba. Só não sei onde ela esconde os acessórios pro ritual, mas vou começar a checar a quantidade de velas quando tento ligar pra marcar banho pra ela... =P

@Neneia disse...

Fico imaginando a cena e rindo sozinha... ainda bem que aqui em casa o povo já acostumou.
Abs e boa semana

Kel Sodré disse...

Uhm-uhm misinfio! Volta pro mar, oferenda!

Olha, gracinha a iniciativa do Besta-Fera. Apesar de os métodos não terem sido os melhores, tenho certeza de que o propósito era nobre.

E "tira essas guias do pescoço e coloca sua coleira de volta!" me fez rir alto e acordar meu pai, que está dormindo sentado porque eu estou ocupando o sofá-cama onde ele vai dormir lendo o Champ. Ops!

Fernanda Fefis disse...

Rob.. ri muito com o texto.. hahahahha.. aliás, a galera por aqui deve tá me achando uma doida rindo assim.. hahaha.. da próxima vez, não deixa o besta fera saber que vc marcou hora no pet.. pega ele de surpresa.. hahaha.. funciona assim com os meus.. =DRob.. ri muito com o texto.. hahahahha.. aliás, a galera por aqui deve tá me achando uma doida rindo assim.. hahaha.. da próxima vez, não deixa o besta fera saber que vc marcou hora no pet.. pega ele de surpresa.. hahaha.. funciona assim com os meus.. =D
Fernanda Roberti

Pedro Lucas Rocha Cabral de Vasconcellos disse...

Besta fera trazendo bichos mortos pra casa, lol, classic =D

Helga disse...

Ainda bem que pelo menos funcionou, né Bestinha?
O que a gente não faz pra escapar do banho, viu? Imagina o trabalhão que ele teve pra montar a cena direitinho pros santos.
Beijão Rob, beijão E abração, Besta Fera!

Rob Gordon disse...

Minha fábrica de sonhos:

Antes de mais nada, muito obrigado pelos comentários, de verdade. Vou tentar responder os dois aqui, de forma sucinta.

Primeiro, o frio. Sempre fui friorento, mas creio que estas crises de frio, de bater os dentes quando está fazendo 19 graus, são pontuais, e ligadas ao que estou passando. Mas tenho sentido frio a ponto de sair com jaqueta e casaco num dia em que, normalmente, estaria apenas de camisa.

Já quanto aos remédios... Não sei se isso é normal na blogosfera. O que eu aprendi é que isso é mais normal do que eu esperava, o que - e agora você desculpe meu egoísmo - me deixou um pouco mais aliviado, pois, nestas horas, você se trai acreditando que essas coisas acontecem somente com você, que é mais uma armadilha do cérebro para derrubar seu ânimo (isso aconteceu comigo nas prkmeiras crises).

Já quanto aos sintomas. Vou analisar com cuidado, sim, mas não concordo que eu tenha TAB. Pelo que pesquisei, esta doença se manifesta desde a infância, e eu nunca havia experimentado crises assim. Mas, mais importante, eu não tenho os momentos de euforia desenfreada. Os sintomas de depressão batem com o que eu sinto, mas nos dias em que estou bem, eu apenas "estou bem", e não euforicamente descontrolado. Além disso, não sei de alguém da minha família que tenha passado por isso... Mesmo assim, vou conversar com algumas pessoas.

Muito obrigado pela ajuda e pelos dois comentários.

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Lilian

A grande graça deles é isso que você disse: transformar a vida "num (delicioso) inferno".

Saudações ao cabeça. :)

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Elise:

Pode checar o número de velas sim, aposto que você vai se surpreender. Eu não sei onde o Besta-fera guarda as coisas pros rituais dele, mas tenho certeza de que ele compra tudo com o meu cartão.

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Neneia:

A grande graça deste texto é imginá-lo. Confesso que dei uma risada gostosa (e bastante necessária) em um momento que fiz isso enquanto escrevia. Que bom que gostou!

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Kel:

Nota de bastidores: a piadinha da guia e as coleiras estava no começo do texto, mas só depois que eu cheguei perto do final, vi que isso tinha cara de "frase final". Que bom que gostou! E desculpas ao seu pai, mas eu juro que, no que dependesse de mim, este post não teria existido e o cachorro estaria limpo.

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Fernanda Fefis:

Que bom que gostou do texto! Mas, olhe, quanto ao seu conselho... Eu tento marcar a hora no pet shop escondido, sem ele perceber, mas ele sempre sabe - o mesmo acontece quando eu marco a veterinária, que atende aqui em casa. A única explicação que encontro para isso é meu telefone estar grampeado!

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Pedro:

Pelo que apurei, ele não trouxe nenhum animal morto para cá, parece que ele matou a galinha dentro do quarto, no meio do ritual.

Abraços!

Rob

Rob Gordon disse...

Helga:

Como ele não é mais branco - como deveria ser - e continua absurdamente cinza, funcionou sim. Mas esta semana eu pego ele de jeito, nem que seja à força!

Beijos e obrigado pelo comentário

Rob

Dragus disse...

Qual o Exú invocado pela Besta Fera? Preciso dele pra sexta.

Natalia Máximo disse...

ME-DO!
Sério, como eles sabem? Minhas cachorras sempre sabem a diferença de quando elas saem de casa. Quando é pra passear, elas ficam loucas. Se é pra tomar banho, elas se escondem, começam a chorar... Não leve pro lado pessoal, mas não quero que elas fiquem amigas do Besta-Fera. A essa altura do campeonato, elas não precisam aprender mais isso pra não ir pro pet-shop :|

Mas o texto tá ótimo. Aos pouquinhos, você vai voltar ao normal, ficar ainda melhor. Um passo de cada vez (:

Hally disse...

Quer dizer que o Besta-Fera é chegado numa macumba pra não tomar banho é?

Hahahahahahaha que viagem Rob Gordon!

Rob Gordon disse...

Dragus:

Pelo que apurei, chama Tranca-Banho.

Abraços

Rob

Rob Gordon disse...

Natália:

Não sei como eles sabem, mas eles sabem. Eles sempre sabem. E eu juro que queria ter essa percepção (ou sexto sentido, não sei) que eles têm. Ia ser tudo muito mais fácil.

Obrigado pelos elogios ao texto!

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Hally

Na verdade, macumba foi o jeito que ele encontrou desta vez. Se for preciso apelar pra budismo, santos milagreiros ou islamismo, ele não pensará duas vezes. A grande questão é se livrar do banho, não importa como.

Beijos!

Rob

IsabelVeronica disse...

Cara, mas o Besta-Fera é louco de pedra. Até macumba ele faz pra não tomar banho? Rsrsrsr

Eu ri muito, viu. O problema foi tentar dar uma explicação convincente para os colegas de trabalho que me viram rindo sozinha.

Beijão!

Marina disse...

Hhauahuahuauhuah! Gente, sei nem o que comentar. A risada basta?

Camila disse...

Gente, esse cachorro é algo extraordinário. Já pensou em aplicar nele um teste de QI canino, Rob? Tenho certeza que você vai se surpreender.

Nelson disse...

Hahaha. Me deu saudades de ter cachorro agora, pena que aqui em casa não dá.

E eu tenho a opinião que a gente produz um hormônio (chamado banhotonina) quando vamos dar banho neles... é por isso que eles não são enganados, haha.

grande abraço, Rob.

Rob Gordon disse...

Isabel Verônica:

Louco de pedra? Talvez. Mas, pelo resultado conquistado, mais esperto que o dono. Bem mais.

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Marina:

Basta. Se foi sincera, basta de verdade. :)

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Camila:

Nem pensar. Tenho pavor do que esse resultado mostraria.

Beijos

Rob

Rob Gordon disse...

Nelson

Banhotonina foi demais! Ele tem veterinarianina, vacinonina, e tosanina produzidos em escala industrial!

Abração

Rob

Gabriela Ventura disse...

De link em link em link, acabei parando aqui. E vou te contar, rapaz, esse texto me fez acordar de vez nessa quarta.

Uma única nota: e depois dizem que os gatos é que são cheios de artimanhas.

Um abraço.

Rob Gordon disse...

Gabriele

Eu sei que costuma dizer que os gatos têm mais artimanhas que os cães. Pelo que entendi, você é nova aqui, então, ainda não sabe que o Besta-Fera está longe de ser um cachorro normal.

Fico feliz pela visita e pelo comentário, espero ver você mais vezes aqui!

Beijos

Rob