2 de março de 2011

Viciado Assalta Doceria em Pinheiros

Da redação


Na manhã desta quarta-feira, duas funcionárias de uma loja da doceria Kopenhagen, localizada na zona oeste da capital paulista, passaram por momentos de terror após o local ser invadido por um viciado em drogas que, sofrendo graves crises de abstinência, tentou assaltar o estabelecimento.

“Eu suspeitei na hora que ele entrou na loja”, informou a gerente Edneide dos Santos. De acordo com ela, o suspeito, calvo, barbado e com cerca de 1.60m, entrou correndo na loja, com metade da camisa para fora da calça e sapatos ainda desamarrados. “Pelo estado em que estava, deve dormir na rua. Menino feio do cão”, acrescentou Edneide.

Segundo ela, o indivíduo mostrou-se agressivo e ansioso. A tese de envolvimento com drogas é reforçada pelo fato de que suas mãos tremiam, como conta a barista Lucimar Nunes. “Ele estava suando e bastante nervoso. Foi até o balcão e gritou que se a gente não desse um café para ele, todo mundo ia morrer lá dentro”, explicou Lucimar, acrescentando que o delinquente era tão pequeno que mal conseguia alcançar o balcão. "Deve ser dimenor", opinou.

Com o objetivo de acalmá-lo, a moça serviu um café. “Perguntei se ele queria uma água com gás para acompanhar, que é o procedimento aqui da loja, mas ele disse que não, que queria mesmo era mais café. E começou a gritar ‘Mais café! Mais café!’ com os olhos arregalados. Parecia possuído, credo, morri de medo”, contou a funcionária da doceria, aos prantos.

A situação se resolveu apenas com a chegada da polícia, acionada por camelôs da região que suspeitaram dos gritos. Numa negociação que durou alguns minutos, o caso foi resolvido. “Ele concordou em se entregar e em não machucar ninguém caso esperássemos até ele terminar de comer aquele palitinho de chocolate que vem com o café”, explicou o Sargento Dantas, encarregado da prisão.

Levado ao 14º Distrito Policial, no próprio bairro de Pinheiros, o criminoso agora aguarda julgamento. “Ele descobriu esta manhã que estava sem café em casa e cometeu esta loucura. É compreensível”, explicou o advogado Júlio de Almeyda Pontes, que, encarregado de defender o rapaz, planeja alegar insanidade temporária. "Ele não é má pessoa e não deve ser considerado um criminoso, mas sim receber um pouco de ajuda e compreensão da sociedade", afirmou à reportagem.


"Tem café lá no DP, né?"

12 comentários:

Natalia Máximo disse...

Não tá fácil ter vícios nessa sociedade, amigos.

Jandir Jr. disse...

Não existe mais compreensão nessa sociedade para com os assaltantes. E se for em uma doceria, vixi...

Pedro Lucas Rocha Cabral de Vasconcellos disse...

Melhor foto sua que eu já vi!!

Emilia disse...

ahahahahaha, a foto no final foi a cereja do bolo.

Leandro disse...

"Menino feio do cão” - hahahahahahahahaha.

Muito bom, parabéns pela criatividade !!

Dona D disse...

É sério???

Muito bom!!! Adorei!!!

kkkk

Ill Circus disse...

Sempre inspirado! hahaha
Café não me importa, o importante é chocolate.

Kell Alves disse...

Sempre achei q o autor desse blog fosse um gênio, e é, só q do crime. Uma pena! Isso me faz perder um pouco mais de fé nas pessoas...

Lua Durand disse...

Rob! Sempre soube que isso um dia ia acabar acontecendo, hehe, o que o Besta-Fera não deve estar pensando? Ele vai ter que ir pagar a fiança e tudo o mais!!
:)

-

Rob! Por um momento achei que o seu livro Anônimos e Urbanos ia passar o carnaval no Galo da Madrugada, e só ia chegar as minhas mãos na quinta depois do carnaval. (A agência central dos correios de Recife é na Av. Guararapes, local por onde passa o bloco, maior bloco de rua, etc etc..) Eu ja tinha perdido as esperanças que o livro chegasse hoje, e qual não foi a minha surpresa ao ouvir baterem (quase quebrarem) no portão! Era o carinha da entrega do E-Sedex! Enfim! O livro está a salvo nas minhas mãos, e eu super feliz, pois dentre outras coisas do carnaval, terei uma boa leitura!

:):)

Anônimo disse...

Olá Rob! Tudo certo?
Cara, você tinha escrito um texto que se chamava +/- assim "Cronica de uma morte estupida." Eu gostaria muito de ler novamente e procurei no teu blog mas não achei. Na minha humilde opinião é um dos teus textos mais emocionantes.

Se puder me mostrar o caminho onde posso encontrar eu ia curtir muito. Volto aqui em breve pra poder saber da tua resposta.

Grande abraço!
Thiago (ajairon.blogspot.com)

Rob Gordon disse...

Thiago,

O texto está aqui:

http://champ-vinyl.blogspot.com/2008/05/crnica-de-uma-morte-estpida.html

Obrigado pelos elogios ao texto, gosto muito dele também!

Abraços!

Anônimo disse...

Rob! Muito obrigado por me mostrar o link.

Abração, pra você e para o Besta-Fera! kkkkkk

Thiago (ajairon.blogspot.com)