1 de abril de 2009

Rob Gordon X Tim - Round 4

Com o negócio da portabilidade, as empresas de celular tremeram nas bases. Agora, a moda é ligar para os clientes oferecendo aparelhos, descontos, planos especiais, massagem nos pés, em troca da fidelidade. Virou prostituição mesmo. Ligam para todo mundo, o dia todo, oferecendo praticamente o que você quiser.

A Tim, claro, não ficou atrás. Seus diretores, sabendo que, no ranking das quatro principais empresas de celulares que operam em São Paulo, a empresa deve estar em 17º lugar, deram o ultimato aos funcionários: saiam ligando para todo mundo e mantenham esse povo aqui.

Claro que os funcionários vestiram a camisa e começaram a ligar para todos. Uns dois ou três amigos meus já haviam sido “sorteados” com isso. Mas eu não recebi ligação nenhuma. Ou seja, imagino a briga que deve ter rolado no departamento de telemarketing para ver quem iria me ligar, já que eu briguei com absolutamente todos os atendentes da Tim nestes últimos anos.

Imagino uma das meninas do telemarketing entrando na sala do supervisor e falando:

– Olhe, eu peguei o cadastro que vai de Ramires a Rogério. O Rob Gordon está na minha lista, mas eu não vou ligar para ele.

– Nós vamos ligar para oferecer um aparelho novo para ele. Ele não vai brigar com você por causa disso.

– Não importa. A menina que trabalhava na baia ao lado da minha atendeu uma ligação dele no ano passado, e passou uma semana chorando, antes de pedir demissão. Eu não ganho para isso.

– Desculpe dizer, mas, sim, você ganha para isso.

– O senhor já falou com ele?

– Não.

– Já ouviu as gravações das ligações dele?

– Sim.

– Então o senhor irá concordar comigo. Eu não ganho para isso.

– Bem, admito que ele é um cliente difícil, mas...

– Difícil? O senhor realmente já ouviu as gravações? Ele não é difícil. Eu tenho clientes difíceis todos os dias. Tem uma velhinha que liga aqui e acha que sou a sobrinha dela. Fica perguntando como está minha mãe e querendo saber quando eu vou aparecer para um café. Acredite em mim: os clientes difíceis são fáceis perto do Rob Gordon. Eu não vou ligar.

– O que você quer para ligar?

– Um aumento, uma promoção ou uma folga de dois dias.

– Ok. Você terá uma folga de dois dias. Mas a ligação será feita hoje.

– Dois dias a minha escolha.

– A ligação será feita hoje?

– Sim.

– Dois dias a sua escolha.

Ou seja, ela não tinha mais como escapar – na verdade, ela fez exigências pensando justamente em não ser atendida, mas seu plano falhou. Teve que ligar para mim, o que aconteceu à tarde daquele mesmo dia.

Agora, de volta à realidade. Estava no trabalho e toca o celular.

– Alô?

– Sr. Rob Gordon?

– Sim.

– Aqui é Eufrasina, da Tim. Estamos ligando para fazer uma proposta para o senhor.

– Diga.

– Nós vamos oferecer um celular inteiramente grátis para o senhor, desde que o senhor aceite continuar cliente Tim durante os próximos 12 meses.

Eu não estava pensando em sair da Tim, mesmo, então, ok.

– Ok. Qual o celular?

– É um Samsung UltraPowerangerXP-12.

Entrei na internet e procurei pelo aparelho. Parece ser legal.

– Ok. Aceito.

– Que ótimo! Posso mandar o celular para sua casa?

– Sim.

Ela confirmou todos os meus dados e perguntou:

– Se o senhor não estiver em casa, há alguém na sua residência indicado para receber o aparelho?

– Não. Eu moro sozinho.

– Ah, então não haveria ninguém na sua casa, certo?

Eu estava tentando me comportar. Mesmo. Mas tem gente que pede.

– Sim. Se eu moro sozinho, quando eu saio de casa, a casa fica com zero pessoas.

– Ah... É que, por segurança, o aparelho precisa ser entregue para uma pessoa adulta.

– Bem, a única pessoa que fica em casa quando eu saio não é adulta. Na verdade, nem pessoa ela é. É o meu cachorro. Ele não pode receber, né?

Silêncio ensurdecedor do outro lado da linha. Resolvi encerrar logo aquilo. Continuei:

– Olhe, eu moro em prédio. Os porteiros podem receber isso por mim. Eles recebem todas as minhas encomendas.

– Senhor Gordon, quando a entrega for feita para porteiros, é preciso uma carta autorizando isso.

– Bem, você disse que precisava de um adulto. Meu prédio tem, como política, não contratar crianças para os cargos da portaria. Eles são todos adultos, acredite.

– Mas podemos entregar sem a carta apenas para familiares. Porteiros precisam da autorização por escrito.

– E se um dos porteiros fosse meu pai? Seria preciso a carta? Neste caso, ele seria mais porteiro ou mais meu pai? É só curiosidade minha.

– Realmente não sei informar, senhor.

– Bem... Você já tem no que pensar hoje. Mas, tudo bem, eu estou meio ocupado aqui, eu faço a carta.

– Que ótimo, senhor!

Pensei em responder que a Claro ou a Vivo não pedem carta nenhuma, mas deixei quieto. O celular ainda não chegou. Se ele não chegar até sexta-feira (data prometida), vou ligar na Tim e perguntar se eles vão começar a se comportar como adultos, ou se estão de criancice comigo.

24 comentários:

Matheus Silva disse...

primeiro

parabéns rob
está ficando mais comportado quando fala com os call centers!
:)

mas por mim poderia ter continuado como antes
:D

Matheus Silva disse...

uma coisa
é ápenas coincidência esse post ter sido colocado no dia 1 de abril? será que a ligação da tim não é uma farsa?

Barlavento disse...

Estou aqui, torcendo para que o celular não chegue. Não que eu torça pelo seu mal, mas sabe como é, adoro suas "conversinhas" com call center!

Layla Barlavento disse...

Sabe, esse round até que foi comportado. Desejei que ela tivesse pensado em ampliar a folga de 2 dias para 1 semana e tentar te oferecer um zilhão de serviços inúteis das operadoras.
Na verdade, gosto quando você está mais você.

Rob Gordon disse...

Matheus:

Pura Coincidência. A hora que eu percebi isso, o post já havia sido publicado.

Abraços

Rob

MoizaCARTUNS disse...

hehehehehe... cara, que massa! Eu não consigo ser chato com "call centers", mas imagino frases destruidoras pra falar, a cada merda que eles/elas soltam. Na hora de falar, porém, penso melhor e deixo quieto :-P

Abraços

Mafia171 disse...

massa o texto.

30 e poucos anos. disse...

Aguarde sentado que o cel vai chegar viu !!!!

Lara disse...

A Claro ainda não me ligou para me oferecer um power-celular. Estou pensando em ligar pra lá e dizer que vou mudar para a TIM!

Agra, só uma curiosidade: isso foi ontem, dia 1° de Abri? Se sim, talvez este celular nunca chegue...


Parabéns pelo blog!

Flavita disse...

Eu só espero que vc não se cadastre para deixar de receber ligações de telemarketing. Quando vi a lei pensei...porra acabou a série Rob Gordon versus...

Bridget Jones disse...

Vamos lá:

– Bem, a única pessoa que fica em casa quando eu saio não é adulta. Na verdade, nem pessoa ela é. É o meu cachorro. Ele não pode receber, né?

(Ten-so!)

– E se um dos porteiros fosse meu pai? Seria preciso a carta? Neste caso, ele seria mais porteiro ou mais meu pai? É só curiosidade minha.

(Tenso II!)

Enfim, acho que eu terei o que pensar esta tarde. No que consiste a fase "adulta" dos cães e este lance aí do porteiro-pai/pai-porteiro.

Rob Gordon sempre comove e instrui.

Ailton Sobrinho disse...

Cara, parabéns pelas postagens! É um tipo de humor que muito me agrada... De certa forma, a portabilidade trouxe benefícios para os clientes... Pelo menos agora, não sei se é verdade já que estou fora do Brasil, as operadoras estão tratando os clientes sem distinção, seja pré ou pós... Com isso, o consumidor tende muito a ganhar... Agora, paciência com os caras do telemarketing... lol Em muitas situações, você pode conseguir benefícios sendo cordial com quem está do outro lado da linha...

Varotto disse...

"E se o cachorro fosse meu pai, e ele ainda fizesse um bico tomando conta da portaria em meio expediente, mas na hora da entrega não estivesse na portaria?"

Da próxima vez, manda essa. O cérebro dela vai explodir (não computa! não computa!).

Thiago Apenas disse...

A Tim de dando um celular na faixa só para você ficar mais 12 meses com eles?

Sei não, acho bom você ficar de olhos bem abertos...

Varotto disse...

A Tim está completamente f&#$%@&odida. Foi a empresa de telefonia celular, no Brasil, que amargou a maior perda de clientes dos últimos tempos.

A Telecom Italia está tão na merda que teve de manter as margens de lucro no país, enquanto todas as outras empresas resolveram reduzir as suas, com o objetivo de ganhar mais clientes.

É bem capaz de o Rob nem precisar manter essa fidelidade pelos 12 meses. De repente ela cai antes.

Kel Sodre disse...

Post de 1º de abril...

Eu ainda acho que a grande mentira foi o Rob ter se comportado... acho que ele está escondendo o jogo...

Gilgomex™ disse...

não consegui ler mais nada depois disso:
"UltraPowerangerXP-12."
fiquei rindo, mas agora acho que já estou bem e posso continuar lendo o... kkk.. post in... kkkk teiro... ekkkkkkkkk....

heuheuehuehuehueuehueheuheuheuehuehueheuheuehuehuehuheuheuheueheuheuheuehueheuheuehueheuheuheuheuehuehueheuheuheuheuheuheuehuehuehuee...arf arf...hueheuheuheuheuheuheuehueheuheuheuehuehueheuheuheeuheuheuehueheuheuehueheuheuehuehueheuheuehueheuheuheu

Hally disse...

Prigunto: Não falaram em nenhum custo extra, ou falaram...?

Pode ser uma bela peça pregada em ti, caro Rob.

No mais, o diálogo da pobre coitada com o supervisor é ótimo!!! Não conseguiu se livrar da árdua missão de ligar pra ti!!!

Eu me divirto!!!

Anônimo disse...

Pergunta ao blogueiro, vc vai se cadastrar na lei do "nao perturbe" ou isso iria podar sua fonte de inspiração?

Rob Gordon disse...

Anônimo:

Sabe que eu ainda estou na dúvida? :-)

rbns disse...

Pronto... tão querendo sacanear esse blog: http://www.procon.sp.gov.br/BloqueioTelef/

Tyler Bazz disse...

To precisando de vc pra resolver meus problemas com a Telefonica.

Cobra por hora??

Stanley disse...

Espero q eles nao entreguem o telefone,e q vc brigue com eles =]

Incrivel como 'e legal ver o circo pegar fogo.

Anônimo disse...

se eu ligar e flr q tenho contato com o rob, a tim me oferecrah um celular por puro medo d q ele tome minhas dores por 'n' problemas?

lol


dari