20 de outubro de 2008

Rob Gordon X Santander - Round Único

– Sr. Rob Gordon?

– Sim.

– Aqui é Rose, do banco Santander, tudo bem?

– Sim. Até agora.

– Que bom. O nome do senhor foi selecionado pela nossa central de cartões, então estou ligando para lhe oferecer o nosso novo cartão. Ele não tem taxa de anuidade e possui um programa de milhagem que pode gerar prêmios ao senhor.

– Não tenho interesse.

– Mas qual o motivo da falta de interesse do senhor?

– Minha falta de interesse não há motivo. Ela é exatamente o que se propõe: uma pura e simples falta de interesse. Ou, se você quiser algo mais minimalista, podemos tentar um “não quero”. O que você acha?

– Mas com este cartão, o senhor não pagará anuidade.

– Sim, você já me disse isso antes. Não faz muito tempo, foi mais ou menos dez segundos atrás. Logo depois disso, eu disse que não estava interessado, lembra? Então, isso ainda não mudou. Se você repetir isso oito vezes, demonstrarei falta de interesse em todas as oito.

– Mas há algum motivo específico?

– Sim. Não adianta você repetir a mesma vantagem dezenas de vezes para eu comprar o cartão. Se o seu plano é me pegar distraído em uma delas, não vai dar certo.

– Não, senhor. Gostaria de saber o motivo da falta de interesse.

– [suspiro] Rose, não há motivos, simplesmente porque não precisa de motivos. Se você me convidar para uma festa e eu responder “não posso ir”, você certamente perguntará “por que?”. E concordo que, nesse caso, deve existir um motivo, algum elemento que me impeça de ir à sua festa, como eu estar trabalhando, eu ter outro compromisso, ou o prédio em que moro ter desmoronado e eu estar ocupado resgatando minhas coisas dos escombros. Agora, Rose, se eu responder ao seu convite dizendo que “obrigado, mas não quero ir à sua festa”, o motivo de eu não querer ir é justamente esse: eu não quero ir. O “não quero” é auto-explicativo.

– Entendo...

– É um pouco complicado, mas se você pensar nisso com calma, verá que faz sentido. Aliás, é meio óbvio, depois que você entende todo o processo.

– Então não há interesse do senhor?

– Não, não há. Nem a respeito da sua festa, nem a respeito do seu cartão. E, Rose?

– Senhor?

– Vou dar um conselho. Não pergunte novamente se há algum motivo para isso.

– Não, senhor. Obrigada, senhor.

(clic)

45 comentários:

gilgomex disse...

er...
"– Vou dar um conselho. Não pergunte novamente se há algum motivo para isso.

– Não, senhor. Obrigada, senhor."

educou.

gilgomex disse...

PS: fui o primeirão e não escrevi primeirão... então... primeirão e segundão!!!

MaxReinert disse...

Simples, curto e direto!
... como a vida deve ser!!!
heheheheh

Otavio Cohen disse...

quando eu cheguei no blog não tinha nenhum comentário. Como isso bomba em tempo recorde. aff

Por alguma obrigatoriedade burocrática esquisita da UFMG, eu tenho q ter uma conta no Santander pra receber a minha Bolsa de trabalho. Nunca fui a uma agência. Agora sou completamente internet banking.

só pra nãop perder o gosto que estava na minha boca segundos atrás, fui o QUARTÃO!

Lú disse...

ah ceús!
tava esperando minha chance de compartilhar meu ódio ao santander...

mas quem sempre me liga oferecendo cartões é o itaú...e a mulher sempre me pergunta porque eu não estou interessada, uma vez que eles oferecem SEGURO DE VIDA!

qual a dificuldade desse povo entender um simples: não estou a fim, obrigada?

(quinta!)

Lú disse...

ps. otávio, vc deveria estar trabalhando agora para receber essa bolsa...
e fica por aí comentando blogs...tsk tsk!

Felipe disse...

Rob, em defesa da pobre Rose, só tenho a dizer que talvez seja necessário que ela preencha algum formulário, descrevendo o motivo pelo qual o possível cliente não aceitou o maravilhoso cartão da Santander. Ah, não posso deixar de comentar que vc é a pessoa mais divertida que eu não conheço. É sério, fico imaginando como vc consegue dizer essas coisas no simples improviso. Sou seu fã.

George Marques disse...

Acho q a gente deve sempre agir assim com atendentes xD
Principalmente quando estão oferecendo algo que não estamos interessados

Me lembrei da historia de um professor meu:

"Atendente: Posso falar com o dono da linha?
Professor: Claro. Está falando com ele.
Atendente: Qual o seu nome?
Professor: Dono da linha. "

Se está ligando se de ao trabalho pelo menos de saber o nome.

Muito bom

Otavio Cohen disse...

adoro encontrar conhecidos por aqui. pois é, Lu. vc também deveria estar trabalhando. sua bolsa é igual à minha.

Pâmela disse...

Rob Gordon 1 x 0 Santader

P.S. 1:Começeeei a clicar os links do post anterior, mas desistí antes de terminar o primeiro parágrafo.

P.S. 2: Que bom que o Champ voltou ao seu funcionamento normal. Agora só falta atualizar o Chronicles.

Barbarella disse...

Vamos colocar tudo num saco:

- Santander;
- Revistas da Abril;
- Net;
- todas as lojas do shopping que ligam sempre que chega a coleção nova;
- assinatura do jornal;
-Legião da Boa vontade;
- Casa da mãe santa;
etc, etc, etc,.....

Mas sabe o que fazer para espantar fácil essa garela de cartões e afins? Simples, diga que o nome está no pau (SERASA, SPC)e que na verdade vc esta precisando ajuda e se eles poderiam arrumar um emprego ou se for para caridade, pergunta se eles poderiam lhe ajudar com um saco de arroz, anywhay, enche o saquinho deles, antes deles encherem o seu....

:. Par de Pernas .: disse...

Interessante.

:)

Paulo disse...

Super legal a estrutura do blog :D
passe la no meu.

Leandro disse...

Uma vez eu perguntei ao vendedor como eles tinham o meu nro de telefone... depois de uma gagejada ele disse que eu havia sido recomendado pelos "donos de lojas" na minha cidade. Sei.

Acho que devemos começar a fazer perguntas menos tradicionais e pega-los desprevinidos, na pior das hipoteses teremos assunto pra colocar no bog ;-)

Tyler Bazz disse...

Você anda muito do bravinho ultimamente.. ahahahahahaha

O ANTAGONISTA disse...

Cara, você consegue ser mais chato do que eu com esse tipo de ligação... hahaha...

Mas, só aqui para nós, conta: Qual foi mesmo o motivo da falta de interesse? rs.

Valeu.

Marcio Sarge disse...

Rob? Você odeia todas as pessoas do outro lado de uma linha telefônica ou é só diversão mesmo? Ou seria só com os caras dos telemarketings, apesar que esses eu também não gosto.

Até

KarinaK disse...

UOOWWWW....
ei, mto show suas respostas...
e bem cômico o texto...

Uma vez uma representante da Tim liga para meu celular (q eh Vivo) e joga o mô migué pra ver se eu naum queria trocar de operadora e talz... falando de todas as vantagens e blá, blá, blá...
Ai respondi q NÃO... minha família era da msm operadora e q não iríamos trocar!
Isso foi numa sexta à noite.
No dia seguinte (sábado), meu celular (q fica ao meu lado qd durmo), toca tamanha 7 da "madruga"... atendo o cel. pensando ser algo, de repente, importante (no mínimo tinha q ser para estarem me ligando num sábado tão cedo!)
- AlÔ
- Bom dia, aqui é fulana, da operadora Tim, gostaria de falar sobre todas as nossas ofertas para...
- PUTA QUE PARIU!!! Eu estava dormindo. Ontem já me ligaram perguntando se eu queria trocar p/ Tim e eu respondi que NÃO. NÃO ME ENCHE MAIS O SACO!!!
Desligo o telefone e volto a dormir!
Pode parecer muita grosseria, mas sinceramente BEM q mereceu...
E, PONTO POSITIVO, nunca mais nenhum representante da operadora Tim me ligou. HEHEHEHE >=D

eu disse...

É Rob Gordon, você tá fazendo escola... Escrevi um post sobre um episódio parecido, que me aconteceu há uns dias atrás e que eu só lembrei de você.

http://ela-e-eu.blogspot.com/2008_09_01_archive.html#5378936218325078206

eu disse...

Ah, e se você pensa que esse foi um round único... Eles não desistem tão fácil assim...
We'll be back...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Júlio disse...

Uhm...e a briga com a TVA?
Ela não teve fim ainda?
Se teve ainda não postou!
Fiquei curioso!

Natan Mestrinelli disse...

Eu, que sempre me esqueço do pagamento das contas e os atraso. Eu que não tenho nome no Serasa mas não sou lá um exemplo de bom consumidor. Eu que sou uma prova humana da desorganização, recebi ligações do Santender durante duas semanas, todos os dias, as vezes 2 vezes no mesmo dia para oferta de cartões. E o pior, disseram que fui escolhido para ser um dos privilegiados. Essa classificação foi baseada em que? (mamãe mandou eu escolher esse Natan) Bem, como eu não tenho lá a mesma criatividade do Ricardo, elaborei uma cena meio Homem-Cueca/Jacksson Five e consegui me livrar por enquanto.

Juliano Detoni disse...

Já tive o prazer de solucionar um caso desses para minha amiga que tinha sido "previlegiada" com a insistênca, tbem foi round único.

O melhor é qdo isso acontece em um dia em que vc está inspirado, e com o sarcasmo no nivel 10. Prazer garantido com certeza.


Passando para mais uma vez dizer que a visita aqui é certeza de boa leitura.

Maldita Palavra esta encostada, mas retornará a ativa. Em breve.

GRANDE [].

Barbarella disse...

Voltei pq percebi que as pessoas voltam aqui, de vez em quando, para comentar algum comentário, mas como eu não tenho nenhum comentário para outro comentário, apenas volto por voltar e pq é sempre bom interagir com os comentários e pq eu não tenho nada para fazer há não ser fazer um comentário bobo e fútil sobre outros comentários. E pq não sei comentar mesmo.

Sem comentários.

Larissa Bohnenberger disse...

Ahahahahahahahahahahah!
Por mais que eu saiba o quanto vc não gosta de atendentes de telemarketing, ainda te acho muito educado... tá, educado não, viajei, mas muito paciente para com elas. Acho que é só pra poder ter o que contar no blog, depois. Rssss! Comigo a coisa é mais ou menos assim:

-Senhora Larissa, a senhora foi selecionada para...

- Não estou interessada, obrigada!

- Mas eu ainda nem...

- Mas eu não estou interessada, obrigada. Tchau! Tu, tu, tu, tu...

Tolerância menos cinco!!!
Bjs!

Dama do Lago disse...

Se eu fosse aceitar todos os cartões com anuidade gratuita que já me ofereceram, teria ido à falência faz tempo.

Aliás, tenho 2. Um deles só uso para o mercado uma vez a cada 45 dias e o outro, quando viajo. Fora isso, só compro se tiver dinheiro à vista.

mateusbonez disse...

Legal demais, rs.
MTOO bom seo blog :D
abraço
http://tiomah.blogspot.com/

Brunín...® disse...

eu tbm tenho muita vontade de mandar os atendentes todos para o quinto dos infernos!

Mas a melhor de todas é a atendente eletrônica... ah, essa é mara!

E então está firmada a troca de links... vô te linkar lá tbm!

Tiago disse...

Eu sei que chega a ser um insulto esta minha pergunta (sei porque já a fizeram pra mim), mas é que o texto é genial demais: foi você que escreveu?

rosangela disse...

Eu simplismente amei o dialogo .. rsrsrsrs

Me ensinou como tratar de forma educada as pessoas do telemarketing, que liga e liga e pergunta pq?.. qual o motivo?
mas Sr..

Parabéns .. adorei mesmo! rsrsrsrsr

Malu disse...

Que lindo!
A vantagem de ser surda é que não sou obrigada a atender o telefone nesses casos. Então sigo a minha vida tranquila enquanto vocês pobres mortais....

Rhamsés Stefanon disse...

Igualmente inetressante esse espaco...e obrigado pelas dicas la na comu( Eu tenho um blog< que nota vc daria para o blog acima)
Estarei sempre de passaem...
abracos

Gabi disse...

Choro de rir toda vez que passo aqui,tanto pelo texto quanto pelos comentários.

Gomex,você venceu novamente. ¬¬

=*

Luis Filipe disse...

hahahah
muito engraçado...
mais ou menos o que eu tive que passar para cancelar a linha telefonica da brasil telecom,4 horas no telefone e nada....

Barbarella disse...

Resposta ao Tiago,

Pensei que não fosse perguntar. Ufa. Então vamos aos fatos. Na verdade o Rob não escrveu esse texto, na verdade foi a santander. Isso mesmo, foram eles. Mas tem uma explicação, muita calma nessa hora.

Dizem por ai qua a Santander vai de mal a pior! Então como um grito de socorro para ganhar mais clientes, ele fez uma oferta irrecusavél para o Rob Gordon(se vc assistiu "Poderoso Chefão I", saberá em que paramêtros é essa oferta)pelo simples motivo que o blog dele é, digamos, o supra-sumo no mundo blogueiro (opinião minha e de mais uma centena de pessoas que eu sei).

Se você reparar bem nas entrelinhas, na verdade este texto é um elogio à Santader. Eu não sei se você sabe Tiago, mas o amor e o ódio caminham juntam, a linha que os separa é de fato tênue. Já ouviu falar em mensagem subliminar, certo? Então, por trás de tudo isso, o Rob Gordon nos leva diretamente a uma vontade incontrolável de correr ao Santander, mas antes (é claro) ele manda (repara se a sua tela não fica piscando) primeiro corrermos ao supermercado e comprar uma dezena de coca cola.

Entendeu?

Só não espalha tá...

E aposto que vc esta neste exato momento com um copo de coca na mão procurando no google um santander mais próximo da sua casa.

Desculpa Rob, mas eu não me aguentei...

Barbarella disse...

*está

Fábio Buchecha disse...

Darei um CTRL + C nesse texto e enviarei para a assessoria de imprensa de todas as empresas terceirizadas de telemarketing DO PAÍS. Fato.

OFF Topic:

Acabo de ler "o pior texto do mundo".

Sim seu pilantra. Você sabe do que eu estou falando.

Entendeu? Seu PILANTRA!

Eu estava certo de que ia encontrar um texto ruim para finalmente escrever uma encíclica apontando todos os 2.845.564 erros contextuais e ortográficos, mas você me enganou Rob Gordon.

Pâmela disse...

Não atualiza mais, não, senho Rob? Como você pode deixar os vários leitores desse blog entrando diariamente no Champ atrás de uma atualização e encontrar sempre o mesmo texto? Um absurdo isso! Com quem eu reclamo?

Leon disse...

"
er...
"– Vou dar um conselho. Não pergunte novamente se há algum motivo para isso.

– Não, senhor. Obrigada, senhor."

educou.
"

[2]

Lee disse...

Hahahah! Parabéns. Adorei.

Kel Sodre disse...

Uai, Otávio e Lu, agora a bolsa é no Santandroga, é? Na minha época era no BB... Ou será que os chefes dos estagiários não recebem no mesmo banco que todo mundo? São VIPs até nisso???
Meudeus, virou chefe, phodeu!
rsrsrsrs

Kel Sodre disse...

Ah, bom. Faltou o comentário do post, né...
Então. Comentar o quê, se os textos chiliquentos do Rob sempre são sensacionais?? Só sinto um certo pesar de não possuir os vídeos dessas cenas, com a tela dividida, mostrando de um lado o Rob, com toda a sua chiliquice merecida, e do outro lado, o atendente de telemarketing, com todas as suas expressões de "por que eu aceitei esse emprego?".

Fica a sugestão, Rob: pode providenciar os vídeos (colocando voz de pato-rouco e esfumaçado pra manter sua identidade secreta) e postar no Champ.

E já pode postar texto novo também. Acho que todo mundo que tinha que ler, já leu (e, se não leu, moçada, vocês lêem depois, porque a gente quer texto novo, ok?)

V.H. de A. Barbosa disse...

No post anterior você reclama que caiu algumas posições no ranking do blogblogs. Poxa, que choradeira. Sou o 20.120ª (nem sei como se pronuncia isso).

E sabe o que é pior? É saber-se bom autor, mas, por não participar da rodinha de masturbação coletiva da panela de blogueiros, não dá para ser ao menos reconhecido.

É, meu caro, são situações esdrúxulas.

De qualquer maneira, parabéns pelo blog.

Lucas disse...

Até que você tem paciência, essa semana me ligaram da IG e antes de saber o que era falei que não tinha interesse nem tempo pra conversa fiada, a atendente só se desculpou e desligou. xD
Flws!

John Calzonne disse...

EXCELENTE, Rob Gordon. Como sempre.