19 de junho de 2008

Adeus

De uns tempos para cá, este blog cresceu demais. Ao menos, mais do que eu imaginava que ele cresceria um dia. Às vésperas do Champ fazer dois anos, é estranho pensar que alguns meses atrás eu conhecia praticamente todos os leitores, mesmo que apenas pelo nome, já que todos eles estavam sempre comentando por aqui. Parecia uma espécie de pátio de colégio: uma criança fazia palhaçadas e as outras crianças ao redor riam – não vou citar os nomes das crianças que riam porque eu certamente esqueceria alguns e seria injusto.

Mas, algumas semanas atrás, a escola ganhou (muitos) alunos novos, que passaram a se sentar junto com as outras.

O número de leitores do blog cresceu muito – mais do que em qualquer outra época, desde sua criação, em julho de 2006 – e rapidamente. Já havia acontecido um pequeno boom de leitores no começo do ano passado, mas isso porque eu passei um tempo freqüentando comunidades sobre blogs no Orkut. Ou seja, havia uma causa para isso. Hoje, não. Cada vez mais pessoas estão entrando aqui, e muitas delas voltam uma segunda, terceira, quarta vez.

Antes que eu continue, permitam-me dizer: vocês, novos leitores, sempre foram extremamente bem-vindos por aqui.

E, sim, vocês podem me perguntar se esse não é o sonho de qualquer blogueiro. Teoricamente, sim. Afinal, todo mundo escreve para ser lido – caso contrário, apenas salvaria o texto no computador e o esqueceria ali. E isso acontece comigo, também. Eu escrevo para vocês, não para mim.

O problema é que, de umas semanas, para cá, eu não sei quem são vocês. Antes eu sabia quem era cada um de vocês. Ao menos, a maioria, e não estou falando de família, amigos, namorada. Estou falando dos leitores assíduos, gente que eu não conheço pessoalmente. Hoje, não. Hoje tem gente demais lendo isso.

E, não, não estou reclamando. Pelo contrário, fico feliz com isso. O meu problema não é que antigamente vocês eram vinte e hoje vocês são centenas. Como eu disse, acho isso maravilhoso.

O meu problema é que eu não sei quem são as centenas. Eu comecei a pensar bastante sobre esse assunto quando um amigo meu, dias atrás, veio comentar comigo que eu havia me tornado uma “celebridade virtual”, com comunidade sobre o blog no Orkut, com “fãs e tudo mais”. Segundo ele, era questão de tempo até que alguém lhe indicasse o Champ, sem saber que ele já conhecia o blog porque é meu amigo.

E foi aí que me bateu o receio: será que as pessoas estão realmente lendo isso aqui?

Ou será que eu virei um blog da moda? Virei um “nome”, e deixei de ser “os textos”?

Será que tem gente que recebeu uma recomendação do blog, entra aqui e comenta o post dizendo que meu texto é ótimo ou genial, mesmo sem ter lido? Não sei por que alguém faria isso – afinal, ninguém é obrigado a comentar num blog – mas sei que isso acontece. Talvez apenas para pegar carona aqui e divulgar o próprio blog.

O fato é que eu gosto bastante deste blog. Sempre gostei. A Sra. Gordon* não entende (e eu compreendo ela) quando eu falo que tem dias que eu descanso do meu trabalho (para quem não sabe, sou jornalista, ou seja, trabalho escrevendo), justamente escrevendo no blog. Eu não entendia isso até pouco tempo atrás, quando percebi que, quando estou aqui, eu não estou escrevendo. Eu estou batendo papo com vocês. E com ela.

Piegas? Pode ser. Provavelmente é. Mas é por isso que eu valorizo tanto os comentários. Porque os comentários nada mais são que vocês me respondendo de volta. E justamente por isso que gosto de comentários que falem a respeito do que escrevi. Esse é o propósito do blog. E nunca escondi isso. Prefiro uma critica a algo que escrevi do que alguém que me chamou de genial sem ler meu texto, pelo motivo que for.

E eu sempre soube que o dia que percebesse que é isso que está acontecendo, eu acabaria com o blog.

E pensar tudo isso me assustou um pouco. Afinal, se estou “batendo papo”, quero saber com quem estou falando. Isso me assustou. Talvez seja exagero da minha parte. Talvez seja um pouco de insegurança – que, normalmente, é o primeiro sintoma que demonstro quando estou estressado. Por outro lado, talvez não seja exagero. Afinal, eu sabia exatamente quem estava aí do outro lado. Escrevia um texto e, ao redigir determinado trecho, pensava: o Gomex vai citar isso aqui no comentário.

Sim, eu conheço vocês.

O Dragus tem uma queda por posts que falam de quadrinhos, RPG, essas coisas; a Luna gosta dos meus textos paranóicos; a Maps adora quando eu avacalho alguém que entra aqui querendo aparecer; o Otavio Cohen adora cinema; a Perci é ansiosa e reclama toda vez que eu divido um post em capítulos; a Deisinha gosta dos blogs sobre os lunáticos que eu encontro na rua ou na vida. A Larissa não tem preferência, ela entra de vez em quando no blog e fica horas aqui, lendo todos os posts que não conhecia até o mais atual. O Teodoro...

Hum, eu ainda não sei do que o Teodoro gosta.

E é justamente aqui que eu quero chegar. Eu quero aprender sobre vocês, leitores novos, como aprendi com os antigos: conversando com vocês, aqui. E vou fazer isso. Mas, para isso, preciso experimentar algumas coisas, ver novos caminhos e estilos de textos – e, claro, montar uma armadilha para identificar os pára-quedistas, que são os leitores que não gostam de ler.

Com isso, os leitores antigos devem ter reparado que a produção de textos nas últimas semanas cresceu consideravelmente.

E não são textos ao acaso, são textos de praticamente todos os estilos que eu gosto: Basta ir olhar para conferir: há um texto sobre algo que aconteceu comigo; outro sobre algo ou alguém que prova que a humanidade não deu certo; tem um texto sobre a Besta-Fera; outro com muito mais cara de Champ Chronicles; e até mesmo um texto daqueles de metalinguagem que eu gosto de colocar aqui às vezes.

E que essa fornada de textos das últimas duas semanas fique de presente de boas vindas para os novos leitores.

A armadilha? Ah sim, depois de dias e dias postando continuamente posts com textos longos e variados – algo ideal para afugentar os pára-quedistas - era hora de ver quantos deles ainda estavam aqui.

E pára-quedistas, por definição, não se interessaram por textos longos ou elaborados. Ou seja: hora de postar um texto curto (duas linhas) e preguiçoso (ele é quase uma cópia de outro post publicado meses atrás). Um chamariz ideal para eles. É um risco que corri: se esse post explodir de comentários, mesmo depois de uma longa série de textos novos, é porque tem algo muito errado com o blog.

Felizmente, não há nada de errado com o blog. Tive comentários de pára-quedistas? Sim. Mas o post recebeu poucos comentários – a maioria deles de leitores antigos me xingando (e com razão) pela falta de qualidade.

E, melhor ainda, o post anterior (sobre os leitores débil-mentais de mangá) continuou recebendo comentários, mesmo dois dias depois do “post vagabundo” ir ao ar. Ou seja, os leitores entravam no blog e criticavam aquele post ou simplesmente o ignoravam.

Não podia ser melhor. Com isso, tive certeza de que os Leitores (com letra maiúscula mesmo) não entram no blog e comentam aqui por hábito, mas, sim, porque querem ler. Voltando ao que eu disse lá em cima: tive a certeza, com isso, que o Champ não é um “nome”. Ele continua sendo “textos”.

E isso graças a vocês. Leitores antigos e novos que estranharam esse “post vagabundo”: peço desculpas, mas isso era algo que eu precisava fazer. Ele foi escrito há cerca de duas semanas, no mesmo dia que eu rascunhei esse texto que vocês estão lendo agora e eu estava apenas esperando o momento certo de publicá-lo (ou seja, depois da recente maratona de textos). E consegui o que queria com ele.

Ok, admito que o título deste post talvez tenha assustado alguns leitores. Mas, convenhamos, o clima do texto praticamente implorava por uma pequena sacanagem como essa. Desculpem, não consegui me segurar.

Posto tudo isso, que mais que um texto, foi um desabafo e uma declaração de amor aos leitores de verdade (e eu sei quem são vocês) a vida continua.

E, provavelmente, mais ô fase do que nunca.

Muito obrigado por sempre estarem aqui.

Rob.


* Este post é dedicado a você, que sempre esteve aqui.

80 comentários:

Paulonando disse...

Achei a explicação! Era um teste!
Uma experiência! Agora vamos voltar a ter um bom Rob Gordon! Seja benvindo ao novo Champs!

Renata disse...

rob rob
sabia que era impossível vc abandonar o estrelato! :)
faltou vc me citar no texto, dizendo que eu sou a leitora que, além dos textos, adora os comentários infames dos humanos (?) exóticos que por aqui aparecem. e ficam. oh god.

Lucas disse...

Que raiva, é com sustos desses que eu normalmente digo para as pessoas "vo te bate ¬¬".
Que abuso, quem você pensa que é para acabar com o Championship Vinyl?
Espera só o Champ fica sabendo @_@

Banana disse...

Na verdade, eu sempre estive AÍ. Aqui é consequência, por mais que eu goste, tantas vezes, por mais que eu odeie, tantas outras.
Inevitavelmente, o Champ já é filho nosso. Ainda que seja meu "enteado", eu gosto dele, e tento aprender a conviver assim.
É o preço de se namorar alguém que (embora não acredite), eu tenho tanto orgulho. Eu pago. Sempre paguei :)

Pedro disse...

P*****!!!

Faz um tempo que não apareço, nem sou muito de comentar, mas quando li o título me assustei e fui lendo como se fosse uma despedida. O desespero foi batendo, estava quase te xingando por terminar com o blog.

Mas no fim consegui entender o que ocorreu e vejo que você realmente merece o sucesso que tem.

chaverinho disse...

eu descobri o blog pela comunidade blogger no orkut.
No momento que li "(Little) Lucy in the Sky with Diamonds" me apaixonei pelo blog.. na hora assinei o feed. e hoje toda vez que abro o reader (sempre no estágio) dou uma olhadinha para ver se tem texto novo, aqui ou no Chronicles.

não comento muito, mas leio sempre.
=]

RockerZ disse...

Grande Rob!!

* Todos sentados, lendo o texto e esperando o pior.. aquela ultima frase que iria acabar de vez com um legado..
- vixe.. é agora.. ele vai falar.. estamos chegando no final.. ele vai ter que falar...

De repente ele volta... pega o microfone e fala:
- I AM THE IRON MAN!
ops..
- ESTOU DE VOLTA!!

Perci Carvalho disse...

****Cara. meu nomezinho aliiii \o/ \o/ \o/ [empolgaaaaada] com linkzinho e tudo ^____________^

****ooow. como assinhê armadilhaaa? to passada. caí que nem ratinho, olha q nem tinha queijo (eu, sendo mineira, cairia mais rápido)

****que sustooooo! Adeus!?!? quase me mata do coração!!!

****só a título de conhecimento, um belo dia, em meio a Mc Donalds numa mesinha do Xópiz, a Mua 'me conta' um post daqui, que ela ja até tinha passado pra Mari (era um q vc vê uma minina na Fnac com a camisa de alguma banda de rock, q no momento nao me lembro qual, e q ela fica td felizinha ao encontrar um cd dos beatles q era o unico q ela nao tinha, e vc diz q quer q a sua seja assim), daeee eu pedi a Mua no dia seguinte pra me passar o link e... tcharaaaaam HERE I AM!!! - e sim. no mesmo dia li toooodos os posts. daqui, do chronicles e do review.

*********aindaaa empolgadaaaa pq meu nome ta aliiiiêêê!!!


BJu

Silvinha disse...

Cara, quando eu li o tìtulo comecei a te xingar. Pensei, p*m*, virou estrelinha!

Welcome back!!!

existologopenso disse...

Putz, que susto.

Nunca mais faça isso!! hehehe!

Seu blog são textos, sim, sempre serão, e da mais alta qualidade. Merece muitos leitores, muitos amigos e um vasto blogroll.

Seja bem vindo a nova era!!!!

Um abraço!

Nanci

Helen disse...

Não sou leitora tãããão antiga, mas sou leitora. Entro no blog umas 3 vezes por dia pra ver se tem coisa nova e já passei pela saga de ler tudo desde o início, também.

Rob, na hora que li o título, juro, fiquei assustada. Hum...espere. GENTE, ESSE TÍTULO FOI ARMADILHA PARA LEITORES PREGUIÇOSOS! É isso! Eles vão ler "Adeus", pensar: "Pô..." (leitores preguiçosos não desenvolvem pensamentos), entrar nos comentários e dizer:

"Pô cara...deleta o blog não, pô. Pô, é tão loco...que isso. Flw, entra no meu blog t+!!!!!~~!/"

Enfim, estou aliviada que não tem nada disso de deletar o blog. Prometo não te chamar de encrenquinha nos próximos 3 textos (mesmo se você fizer um texto-briga)! :)

Ah, e os posts da série "Diga-me o que procuras..."? Tem um bom tempo que eles não são publicados, iam casar perfeitamente com esta nova etapa de vida do Champ!

:}

Gabriela disse...

Pelo jeito não fui só eu que fiquei assutada.

Com um título desse já comecei lendo o post num tom dramático e sentindo a dorzinha da despedida chegando.

Sou leitora assídua,mas nem sempre comento.
E..PELO AMOR DE DEUS,não faça mais isso.É difícil se recuperar de um susto desses. oO

Obrigada por estar de volta!

Neo disse...

wleu cara... seus textos são fantásticos. Sou novo por aqui, mas sou frequentador diário de seu blog.Gosto de ler todos os posts, sejam grandes ou não, mas geralmente não comento, não. Mas este post aqui é diferente. Só para não ficar batido. Obrigado, e um abraço.

Dragus disse...

Interessante o teste e o susto.

Quando li e vi o tamanho já percebi que tinha algo de estranho, ainda mais porque como sou leitor antigo, já reconheço os títulos ambíguos. =p

A propósito, você também fez psicanálise? (talvez pra entender a Besta-Fera e seu fantasma de apartamento)

Li disse...

menino q susto q vc me deu agora...
hahahaa... o blog é otimo, os textos sao maravilhosos.. dei uma sumida pq to sem tempo mas sempre arranjo um jeito de dar uma passada por aqui.. vale a pena, mto.

um beijo rob

Varotto disse...

É camarada Rob, o título assustou um pouco mesmo. Gostei da sua técnica para testar os leitores. Me lembrou um pouco (muito superficialmente) quando, na época da faculdade, um amigo, quis provar que determinado professor nem se dava ao trabalho de ler os trabalhos entregues. Então, encheu o miolo de um trabalho com páginas e mais páginas de textos aleatórios tirados do jornal e apostou uma caixa de cerveja que o professor não ia notar. O final... bem... o cara teve de ser carregado bêbado para casa. Se é que vocês me entendem...

Enfim, continue o bom trabalho daí, que a a gente continua lendo daqui.

PS: com essa coisa de fim do Champ, me veio uma lembrança à cabeça: estava há um tempão para mandar umas coisas para você para tirar uma onda (se é que vale tirar onda com o prazer alheio). Lembra na época do show do Maiden, que eu disse que um amigo que trabalha na gravadora dos caras ia ficar de babá deles por todo o período em que eles estivessem aqui pela América do Sul, bem como jogar uma pelada (perdida, diga-se) contra o time do Steve Harris, além de assistir de bastidores a todos os shows? Quando ele voltou eu cheguei a fotografar todos os passes para o backstage, inclusive um de artista que o Steve Harris deu para ele. Mas fui deixando para depois e acabei não mandando. E agora acabei de estragar a supresa. Raios!!!

PS metalinguístico: acho que esse foi o maior PS que já escrevi na vida!

Thiago Neres disse...

Eu comecei a ler o texto e já ia falar que se o blog fosse você, e não os textos, o povo não tinha malhado o pau no post abaixo.

Ainda bem que você mesmo concluiu isso.

E, quanto à sacanagem do título do post... espero que o(a) Jasmin agarre você no elevador por causa disso.

¬¬'

Barretão disse...

Carência afetiva e viadagem! hhihihi

Tá parecendo aquele post que você usou para pedir comentários. Vc pediu três centenas, mas só recebeu 54. hahaha

http://champ-vinyl.blogspot.com/2008/03/dvida.html

abraços!

Arielle disse...

AAAAH /o\ Também me assustei o.o

Vim parar aqui por causa de um link em um blog que eu não lembro qual era, que, por sua vez, tava linkado no Cabaré Cubano... Fiquei curiosíssima, já que o nome remete a um dos meus livros preferidos e o layout tem um personagem de outro dos meus livros preferidos, aí eu sentei e parei pra ler. E li. Todos os arquivos.

E me identifiquei com esse sr. cretino e reclamão como todo bom virginiano. E comecei a frequentar.

Acho que só comentei em dois posts, se tanto. Eu sou uma para-quedista preguiçosa, sim - mas eu tenho preguiça é de comentar, não de ler. Sempre achei que ouvir é muito mais legal que falar =P

Enfim. Longa vida ao Champ!

...e não nos dê mais sustos assim '-'

Eduardo Araújo . disse...

Eu sempre estou aqui. Desde que eu conheci o blog eu li todos os posts seguintes, além de alguns mais antigos que li também.
Mas é raro quando eu comento e já falei algumas vezes porque, então você não deve me conhecer muito mesmo.


quase surtei com o "Adeus".


abraço

Bruna. disse...

Só pra constar, eu sou a 'Mua'.
To aqui todo dia, só não costumo comentar... :)

Perci Carvalho disse...

Sim. ela eh a Mua, que me apresentou o Champ. xD

Carlos José Reis de Almeida (Cal) disse...

Gordon, também me assustei com o título do post, pois essa semana a nossa amiga do "um cadim di tudu" deu adeus. Mas, considerando a qualidade dos seus textos, fiquei firme pensando que vc devia estar aprontando alguma, pois alguém que escreve assim não deixa de fazê-lo do dia para a noite. Quanto ao tamanho dos textos, também tenho a mesma preocupação, pois meu blog também tem textos longos, e alguns leitores não têm paciência. Mas, enfim, que bom que tudo continuará como sempre aqui no Champ-Vinyl. Parabéns, um abraço. (Cal - www.proseando-blog.blogspot.com)

Maps disse...

Cacilda, Rob, a idéia de incorporar o Arquimedes virtual com o post curto (leia-se um verdadeiro experimento científico) foi uma tática realmente eficiente - e ainda bem que deu Eureka na cabeça. Ufa!

Anyway, quero dizer que além de esperar sedenta pelos comentários ímpares que insistem em aparecer por aqui, tenho a carteirinha oficial do fã-clube da série "Diga-me o que procuras...". Até hoje form disparados os textos da web que eu mais ri - incluindo aí o famoso 'Como perder a insanidade', de autor desconhecido (por isso o plágio corre solto), mas é disparado o único concorrente da série - que dá Champ 5 x 1 Anônimo, já que só tem uma versão que presta.

Resumindo: ufa! Que bom que você continua o velho Rob de guerra.

Beijocas e cadê o Diga-me parte VI????? Isso aí tá muito demorado!!

Garbo disse...

Eu sou um daqueles leitores q escreve pouco, apenas qdo realmente me mato de rir, (ja q seu blog tem audiencia suficiente de comentarios clac! entendo seu temor por estar virando modinha na net, por este título normalmente nao corresponder a algo bom.

Penso q medidas como textos longos sao muito uteis para afugentar os fans do pop, mas acho q eles possam ter seu valor, nao com seu comentarios vazios, mas como um indicador d q o Champ é passado mail a mail. Afinal, todo bom astro tem seus malucos que os perseguem e todo bom blog tem os inuteis q postam inutilmente.

Uma saida revolucionaria seria q os Leitores criticassem os paraquedistas qdo postassem abaixo deles, assim eles poderiam ser inibidos ou podeira comecar uma guerra...

Um abraço e passa lá

Gilgomex™ disse...

"Escrevia um texto e, ao redigir determinado trecho, pensava: o Gomex vai citar isso aqui no comentário."
Qual parte será que vou comentar?

Quando li o título, a primeira coisa que me veio à cabeça foi: "Ih, fudeu! A síndrome da Sra. Rob Gordon, atingiu o Sr. Rob Gordon." Sorte que eu tava enganado.

O que mais me fez rir foi o comentário do Rockerz: "De repente ele volta... pega o microfone e fala:
- I AM THE IRON MAN!"

heueuheuheuheuheuehuee

Sobre este blog e o fato de eu ser sempre pervisível, eu quero agradecer a todoas que tem me dado apoio nessa empreitada que é fazer comentários cada vez mais toscóides aqui no Champ. Sei que sou previsível, mas até aí, o Chaves se repete a milhões de anos e eu sempre acabo rindo das piadas, algumas vezes até antes da piada ser contada, pois a maioria dos episódios eu já até decorei.

Ver o "Adeus" ali no título me deixou meio chocado. Apesar de conhecer o blog, eu sei que pode chegar uma hora em que o autor por (viadagem) algum motivo desiste de escrever. Seria terrível, já que, apesar de meu blog ser um pouquinho mais velhinho, eu realmente comecei a me inspirar no jeito de escrever do Rob, quando decidi fazer um blog mais pessoal, e com textos cheios de humor. Criar personagens realmente não é comigo, tenho o Sr. Parênteses lá na Coluna, mas ele não tem o mesmo apelo que a Besta-Fera, o (a) Jasmin, ou a sindica.

Quando eu li o Champ pela primeira vez, e eu não me elmbro qual era o post, pq eu acabei lendo tudo e sei que quase faleci de rir do primeiro post que li, o que me fez ler outro e outro e outro e outro e outro e etc... Algumas vezes eu parecia um doido rindo na frente do PC. Aliás, [é interesssante essas coisas. A gente vai ler um post, e acaba lendo algo que poderia claramente estar num livro. Quem sabe um livro reunindo os melhores posts dos Champs?? O Vinyl e o Chronicles. Um livro que ía fazer muitaaaaaaaaa gente rir ao ler. Eu compraria (provavelmente esse livro eu não teria coragem de baixar da net... heueheuheuheuheuh) e daria alguns de presente. Claro que a minha cópia eu ía querer autografada e talvez, quem sabe, eu gostaria de fazer a introdução e a orelha do livro... Hheuheuehe. Hum... Seria uma orelha previsível, talvez um tapa na orelha.
Mas eu tenho certeza que seria um best-seller (e a orelha seria um bost-seller).
Mas, sobre os comentários, eu sei o que vc sente quando o número de comentários aumenta. Eu sei pq tb sou blogueiro (apesar de meu blog não receber tantos comentários assim) e pq cada comentário me inspira a criar novos posts sempre melhores (o que não é muito dificil já que a qualidade nem sempre é tão boa, então só pode melhorar mesmo).
Quero dizer que o Champ mudou minha forma de ver a vid... Ops, a internet e os blogs. Pra mim, os blogs eram um jeito de escrever um pouco sobre notícias, sobre a vida, fazer umas piadinhas, contar histórias e... Hum. Pensando bem não mudou muito a minha visão não.

Mas uma coisa eu tenho que dizer... ESTE É O MELHOR BLOG QUE EU JÁ LIA NA MINHA VIDA! E, sinceramente, apesar de eu viver procurando outros tão bons, nenhum ainda me cativou (putz, que boiolesco) como o Champ.

Varotto disse...

Acabei esquecendo, mas já que estão todos comentando sobre como chegaram ao Champ, não sei se já disse, mas minha via de acesso inicial foi a partir do "A Prateleira". Conhece? ;o)

Ando disse...

Fala Rob,
Uma outra Larissa me indicou o seu blog e desde então sempre que estou num momento tranquilo, se que é que este momento existe, eu venho aqui ver se tem novidades.

Vou ser sincero: não tive tempo hábil de ler todas os posts, mas sei que é uma questão de tempo pois sejam eles sagas em forma de trilogias ou posts para quem tem preguiça de ler o blog é como os salgadinhos elma chips (Impossível ler um só!).

Você já me fez rir e me fez chorar (Crônica de uma Morte Estúpida). Isso no meu trabalho, durante o expediente. Haja "cisco nos olhos..." e mais uma vez confesso que diante de uma escrita tão bem preparada, coerente e rebuscada eu não escrevi nenhum comentário antes pois não sabia se era importante para você que existe uma pequena audiência, ou seja, eu.

Mas li o post Adeus até o fim e me coloco à mostra para dizer que não faz nem 1 mês que acompanho seu blog mas não pretendo deixar de acompanhá-lo tão cedo.

Keep on with the great job!

Abraços,
Ando

Deisinha Rocha disse...

sim, como eu percebi acima, não foi só eu que quase morreu de susto não...

mas falando sério, meu coração acelerou, meus olhos lacrimejaram...
achei q c ia fechar o blog...

uffa! TO ATÉ MAIS ALIVIADA...

>>ps, não era pra sair maisúcula, mas é q o caps ligou e eu to com preguiça de digitar de novo...

agora posso me atualizar neste blog trankila, sabendo q ele continuará vivo...

heeeeeeeeeeeee
\o/

Varotto disse...

Humm... acho que estamos nos encaminhando para um novo recordista de posts...


PS: Principalmente se eu não parar de entrar de 30 em 30 minutos para fazer comentários babacas como esse...

Henrique Mine disse...

sabe, eu leio isso aqui desde de quando o blog ganhou o ultimo preimo, da comunidade do orkut lá e tal
o primeiro exto que eu li foi Dois Neuronios, gostei
embaixo tinha um...não me lembro se era sobre o trailer do novo Indiana Jones que voce viu e se emocionou, ou se era o O.K enfim, gostei mais ainda.
eu não tinha o que fazer, e comecei a ler os texto antigos, e li (a exemplo do vinius sei la o que) TODOS os seus posts, e então, desde o texto deois neuronios não perdi um sequer que foi publicado aqui.
comentei uma vez, nem lembro direito o que era, mas comente.
não comentei mais vezes por preguiça acho, ou então imaginei que voce ja tivesse leitores e comentarios suficientes em seu blog, que voce nem daria atenção ao meu comentario, sei lá.
Mas resolvi comentar hoje, e sabe porque? Porque fiquei com um puta peso na consciencia de ter comentado apenas uma vez aqui após ter lido este seu ultimo post, mesmo porque eu sempre tinha o que comentar em seus textos, mas não o fazia.
Mas a partir de agora sempre comentarei, e sabe porque? Porque eu quero, só por isso, e aposto que voce não vai achar ruim, alias, não se preucupe, serão cometarios sinceros OK?
E mesmo assim acho voce genial.

abraços, de seu antigo, e novo leitor

Larissa. εïз disse...

Aneim, Rob, quer matar seus Leitores (sim, com L maiúsculo) de susto?
Com certeza os pára-quedistas olharam o tamanho do texto antes.
rsrs.
Não é costume meu comentar seus post's. Por tímidez (sim, até na net eu sou tímida), ou às vezes até por preguiça mesmo.
Mas, agora você me convenceu.
Ganhou um comentário meu!
E vai passar a ganhar vários vindos de minha parte...
Quero que você me conheça assim como vai conhecer os seus novos Leitores.
Mas claro, o meu caso é diferente pois acompanho o Champ a um certo tempo. Li todos os seus post's e reli os que mereciam. Portanto, não sou uma "pára-quedista".
;}

Neh esse não disse...

Cara!Você é uma figura.

Conheci o Champs sem querer, e simplesmente viciei nos texto e na forma de escrevê-los, assim os do Coluna.Li todo o blog e quando cheguei ao fim dos arquivos me senti como quem acaba de ler um bom livro e fica esperando uma continuação.Tentei me espelhar e criar um blog legal mas nem cheguei perto.
Que o champs vire um grande ponto de encontro entre as mentes brilhantes da net.E que você Rob tenha memória de elefante para lembrar de Todos!

Abraços.

Barretão disse...

O maldito blogger saiu do ar quando enviei o comentário, então lá vou eu escrever de novo.

Riggs, não sei qual linha de código especial você colocou, qual jogo de palavras subliminar você usa em cada texto ou se você simplesmente anda pagando para algumas amarrações do "leitor" nas encruzilhadas da vida, mas você conseguiu. Conseguiu algo que vai além do mero ato de blogar com o que vc faz aqui.
O Champ está virando fruto de devoção já. O texto do Gilgomex é praticamente uma ode à adoração e à salvação promovida pelo seu site. Só falta o Thiago construir uma igreja agora! :)

É impressionante como isso daqui virou um rolo compressor de comentários, visitas e de qualidade. Afinal, numa boiolosfera em que o grande barato é chupinhar vídeo de youtube e copiar o que um outro copiou primeiro, você consegue se destacar. E tenho orgulho de ser seu amigo.

Acho que esse lance de decolar e, pelo nível de devoção, vai te levar a fazer mais sucesso que o próprio Alta Fidelidade e o Rob Gordon original. :)

Eu quero ser obreiro dessa congregação! haha

Do amigo,
Fábio

Otavio Cohen disse...

todas as teorias que se desenvolveram na minha cabeça durante os parágrafos já foram citadas aqui por outros leitores. então vou comentar a parte em que meu nome foi citado. AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE..


em vez d agradecer babando ainda mais o seu ovo, vo agradecer comentando mais agora. ás vezes dá aquela preguiça e a gente nem tem mt o que dizer né. mas depois dessa, vo até te xingar se o post tiver sido ruim a ponto de eu não ter o que falar sobre ele ehehe...

parabens, rob.

ps: verificação de palavras: tchucc

Luiza disse...

meu deus...eu estava entrando em desespero ate a hora que vc citou o nome do otavio (que por um acaso, foi quem me indicou o blog e com quem eu comento todos os posts)...

Foi mal eu ser uma Leitora que não comenta... mas eu leio todos, entro diariamente e morro de raiva quando não tem post novo!
acho que é isso...

até!

MaxReinert disse...

Desculpa aí.. mas eu venho aqui só pra ler os comentários... é a parte mais divertida do blog......



huahauahuahuahauhau

Gábisz disse...

Que susto meu! O.O
Sou uma leitora semi-nova, encontrei o blog no dia 6 de maio,cujo o post era A Pequena Loja dos Horrores(sim,eu me prestei a procurar,adoro datas *.*)atraves de um meme, que não lembro se foi no SOS Hollywood ou no El Cid,junto com outros blogs,mas o seu foi sem duvida o que mais me chamou a atenção. Lembro que como era a ultima parte da saga,eu resolvi ler os posts mais antigos primeiros e me matei rindo,fucei o arquivo quase todo em um dia só,e a saga da Pequena Loja dos Horrores só fui ler um tempao depois. Porém so comentei uma vez,porque eu demoro muuuuuito pra começar a me manifestar em um blog(o SOS Hollywood é um que ja acompanho a um tempo,mas so comentei umas 2 vezes),mas dessa vez me senti a vontade para falar(até demais)e acho que daqui pra frente vou procurar comentar mais também,ja percebi que você valoriza muito isso...
ps: quando li o titulo,bateu um medo tao grande,que durante o texto fiquei na esperança de que aparecesse um novo link subliminar pra um novo blog,mas logo percebi que o blog não ia acabar,não PODE acabar,ja sofri muito com o fim d'A Arca,aquele site marcou minha vida...
ps2: acho que só eu ri e não achei tao horripilantemente ruim o post pra quem não gosta de ler...
ps3: apesar de ter,talvez,encontrado o champ no SOS Hollywood,fiquei besta quando vi o Barretão por aqui,que coisa...

Thais Padovani disse...

Hey Mr. Gordon...

Não precisa agradecer. Vc merece!
Como meu amigo Otavio Cohen diz... não fico um dia sem entrar no Champ ^_^
era engraçado... no começo qnd não te conhecia pelo orkut imaginava suas historias mas com o John Cusak interpretando... :)

Mas vem caaa... eu tbm gosto dos lunaticos que vc encontra na rua. Vc não tem encontrado mais deles?
(( queremos lunáticos!queremos lunáticos! \o/ ))

rs

Vida longa ao Champ!E que venha sempre bons posts.

Nash disse...

Nossa, pela primeira vez em muito tempo eu não via uma saraivada de comentários tão cheios de vida.

Quando li o texto já pensei: "Lá vem bomba, ele vai acabar com o blog!"

Mas para felicidade de todos foi um desabafo/homenagem aos leitores reais do blog.

Rob, você exerce uma influência nos seus leitores que nem imagina. Eu mesmo já senti vontade de escrever no mesmo estilo que o seu, com a mesma política e até estou criando um blog inspirado terrivelmente aqui. Creio que MUITA gente pensa assim também, depois de ler alguns posts daqui.

Fico realmente feliz por você prosseguir com essa maravilha que chamam de blog. Meus SINCEROS parabens.

A melhor parte dos comentários pra mim foi de longe o:
De repente ele volta... pega o microfone e fala:
- I AM THE IRON MAN!


Mas ainda tenho uma reclamação... Eu quero feeds completos.
T___T

Luna disse...

Sabe que tipo de escritor você é? Você é um escritor Aquamen. Talvez não Aquamen, porque eu sou a única freak que tem o Aquamen como herói absoluto de infância, mas é tipo aquele super-herói que se mete nas maiores merdas e você nem se impressiona mais, porque tem certeza que ele vai sair dessa fácil. Mas aí ele inventa um jeito tão bonito e tão inesperado de se safar, que você sempre se lembra por que se apaixonou por ele em primeiro lugar ;))

E registrando: SIM, eu amo os seus textos paranóicos! Quanto mais "Ô Fase" melhor. Quando você começa a achar que o caixa do banco pertence a uma rede internacional de contrabando de jaquetas de couro tamanho GG eu já sei que vou ficar com câimbra de rir. Meu pai com certeza teria mais respeito por mim se você fechasse o blog. Ou pelo menos ia me achar mais normal se eu parasse de ter ataques de riso na frente do computador toda semana.

Larissa Bohnenberger disse...

Rssss! "Será que eu virei um blog da moda? Virei um “nome”, e deixei de ser “os textos”?" Mas é uma criança insegura, mesmo! Passou? Tá tudo bem agora? Acho bom!

Eu realmente não tenho preferências! Quer dizer, é claro que gosto de alguns textos mais do que de outros, mas não faço escolhas entre os gêneros. E quanto às minhas leituras em sentadas de horas, eu já tentei - em situações onde os textos não lidos passavam três páginas de postagens - ler apenas dois ou três, mas não consigo. Por isso é que quando não tô com muito tempo, nem entro. Só venho aqui quanto posso ficar sentada na frente do computador quanto tempo eu quiser. Minha mãe não gosta muito quando isso acontece de madrugada - eu sou bastante conhecida por não ser nada discreta nas minhas gargalhadas.

Enfim, espero que a crise tenha passado!

Beijos.

P.S. Este é o único blog que eu conheço onde quase toda página de comentários vira uma sala de bate-papo.

Barretão disse...

Oi Gabisz! A que devo a honra? :)
Sempre estou por aqui, aliás, é o único blog que freqüento realmente, pela amizade com o Riggs e por saber que ele escrevendo é a mesma coisa que falando. Embora ele ainda não tenha conseguido "achar sósias de famosos no almoço". hehe.

Sobre o assunto, eu acho curioso que tem gente que vem se "desculpar" por comentar pouco; gente que vem elogiar; gente que vem criar igreja.. né Gilgomex? hehe; e até gente que vem pra bater papo. Tem de tudo aqui e acho que é essa dinâmica que mantem o Champ embalado. Do jeito que eu conheço o pigmeu, se isso nao existisse, ele nao se inspiraria tanto assim. hehe

Aliás.. não tinha alguém cobrando a presença da Besta Fera no blog? Eu acho que ela comeu o teclado e eles estão num cessar fogo forçado até que o Rob descubra como domar a criatura.

teodorO disse...

mal cheguei e já ia acabar?!! como assim??! não mesmo! nem que tivessemos que subsidiar os posts, rsrs .. (q exagero) posso até ser novo aqui mais me sinto como se estivesse em uma roda de amigos(ou um boteco qq)parece até q já li tudo .. quer dizer uns 37% (ô fase, a humanidade não deu certo me abduziu)o mais foda é que essas situações que vc passo me remete a coisas q tb já passei, umas paradas engraçadas (extremamente engraçadas) e outras mais engraçadas ainda... cara na moral!! parabéns!!!

Lara disse...

Confesso que por um momento pensei que iria perder um dos poucos blogs que me dão prazer em ler: que eu acesso para ler, e não porque a pessoa deixou um comentário no meu blog (que eu sempre respondo) ou porque é minha amiga.
Você é um estranho pra mim. Você não está nem aí pra minha vida, mas, acredite: eu me preocupo muito com o seu blog. Egoísmos da raça humana, entende?

Abraço.

Marcio Sarge disse...

Cara esse post me deixou de cabeça virada até momentos antes do seu desfecho... ufa!!!!

Mas entendi bem seu objetivo, eu por exemplo fiquei tão puto com aqueles textos curtos que meu protesto foi ignorar, não mereciam nem um comentário maldoso, fico aliviado que eles não tenham sido fruto da queda de qualidade rsrs.

Vida longa ao Champ.

Gilgomex™ disse...

Vermelho quando a gente está com vergonha, branco de medo, verde de fome... Qual é a cor da inveja??? Estou com essa cor agora...
47 comentários só até agora!!!
Fruta lerda!!!

Eu posso deixar um post no meu blog o mes inteiro que não chega a tanto...
Rob, vc é o novo BloGod!!!!

Em todo caso, pessoal, tem link no post, pelo meu perfil dá pra entrar, mas aproveitando o gancho (de direita da Sra. Rob Gordon), entrem no meu blog:

www.colunadolorida.blogspot.com

Dama do Lago disse...

Tinha que ser piada senão não era o Rob ^_^

Agora fiquei encucada, você realmente SABE quem sou eu?

Esse meu login do blogger é do tempo do fogão à lenha e o blog nem existe mais... mas acho que você sabe quem sou eu, afinal, não existem muitas leitoras idosas com filhas gêmeas que são mais altas do que você (elas são mais altas do que eu também, não reclama ^_^).

Adoro o blog, sem puxação de saco nem demagogia. Eu leio e sinto como se estivéssemos conversando pessoalmente(sim, colegas comentaristas, eu conheço o Rob em carne, osso e altura). O blog é a sua cara, tem o seu jeito de "falar" e eu sempre adorei o seu sarcasmo extremamente sacana ;)

E aos leitores que não conhecem o Rob pessoalmente : vocês não têm idéia do que estão perdendo :DDD

Beijo para você, para a senhora Gordon e um excelente e inspirado fim de semana

Sil

PS - Coment que mais parece post hahahaha! Você causa esse efeito nos leitores :D

Denis Torres disse...

Cara, isso aqui para vc deve ser uma puta terapia, e de graça! Mudado de assunto, o novo Indiana Jones é muito bom, mas percebo em vários blogs que todos aqueles que são fãs da série não aceitam uma pequena observação sobre alguns exageros que existem no filme. É como quando estamos apaixonados e mesmo que a pessoa do outro lado seja uma besta ou esteja tirando vantagem de você, isso nunca fica claro e causa inimizade com os melhores amigos que querem abrir o seu olho. Uma curiosidade, quantas vezes vc já assistiu o quarto filme? Abs.

Deisinha Rocha disse...

num falar nd disso naum, mas pensando bem...

\o/
ki privilégio meu nomezinho ali...
rsrsrs


qm sabe assim aumenta meu ibope, afinal de contas, 50 comenta´rios...
prs qm pode...

né...


e sim, pra vc eu rasgo meu lencinho de seda...

Felipe Lima disse...

Rob,

Vc quase me enganou, pelo tom do post até achei que vc estava falando sério, mas logo quando li o título , lembrei do primeiro post que li aqui no champ, que ironicamente se chamava "Último post". E foi o seu "Último post' que acabou me instigando e desde então nunca mais deixei de ler os seus textos. Acho que sou sim um dos que sempre estiveram aqui, mesmo quase sem comentar , nunca perdi nenhum dos seus textos, que sempre se mostram inovadores, nunca caindo na mesmice que vemos por aí. Parabéns pelo bate-papo que vc leva com seus leitores, como vc mesmo disse e nunca o deixe de fazê-lo. Ah, e pára de dar susto na gente colocando esses títulos impactantes.

Tyler Bazz disse...

Continuo com aquela teoria do msn sobre você querer dominar o mundo. Você tem o talento, a maldade, e o melhor: não precisa de exército!

Como assim? Sem exército????

R: Banana.

Paam disse...

Gosto muito de passar por aqui na minha hora do almoço, pra dar umas boas risadas, mesmo não vindo aqui com frequencia...

tambem sou blogueira, maaaaaas nao posto com tanta frequancia quanto você.
e acho que voce nao deve se preocupar em ser um blog da moda ou não..
eu, pelo menos, que recomendo seu blog pra todo mundo que conheço, faço isso porque acho a linguagem que vc usa genial, justamente por tratar de coisas do cotidiano... coisas que ocorrem a todo instante e vc simplesmente passa pro PC.. e a Pam aqui, raxaaa o tempo todo.
de uma coisinha rotineira vc transforma tudo em uma grande historia.


e mesmo vc sendo baixinho, vc é um grande escritor, Rob.
Parabéns!

*não escrevo lá aquelas coisas. mas valeu.. ta acabando meu almoço!


HOAHoah

Abraaaços
xD~

Dalleck disse...

Genial o post! Brincadeira =D Não faz muito tempo que eu acompanho o blog, mas eu ia ficar assustado se acabasse aqui, ia parecer que eu que sou o pé frio, hehe. Realmente, eu também prefiro um comentário de crítica do que um "comentário-whatever"... A sua armadilha foi boa, um dia eu entrei e tinha uns 6 posts novos, até estranhei. Mas ainda bem que esse Adeus é um "até o próximo post"!

RockerZ disse...

essa hora.. o Rob deve ta dando risada de nós =/

Varotto disse...

...e, se é que posso dizer que conheço ele depois de tanta observação virtual, preparando um novo post baseado na nossa reação ao post do adeus.

Rafael disse...

Droga, estou com síndrome do Underground. O Championship agora vai para um grande portal, vai mudar um pouco o seu estilo de escrita. O novo blog será mais pop, com uma pegada mais leve.

O estilo mudará, os textos serão mais fáceis de se compreender, para a massa poder acompanhar, por fim, a título de contrato, Rob terá que postar 3, 4, 5 vezes por semana. A maldição do segundo post o atingirá e finalmente acabará.

Claro, tudo isso não passou de uma visão pessimista.

O blog continua excelente e cara, mais leitores significa que isso aqui tem qualidade, quem não somos só nós que pensamos isso. São poucas pessoas que escrevem com esse talento! Queria ser uma delas!

Abraço e boa sorte Rob!

RockerZ disse...

verdade..
e provavelmente vai se chamar
HA!! Pegadinha do Malandro!!

Rafael disse...

* E não somos só nós que pensamos isso. São poucas pessoas que escrevem com esse talento! Queria ser uma delas!

corrigindo ;)

Perci Carvalho disse...

haiuheiauae... virou bate papo isso aqui?!

Roooooob. atualiza a lista dos posts mais vendidooos.

Deisinha Rocha disse...

rob, querido, usei um texto teu lá no meu blog...

Pâmela disse...

Rob, vc tinha mesmo uma obrigação de se desculpar no final do post. Eu achei achei mesmo que vc iria parar de escrever no Champ!
O que seria horrível, pelo menos pra mim, eu entro no champ todo dia só pra ler os seus post, sem contar às tardes em que eu tenho que estudar pra provas do dia seguinte (que nem hoje), eu ligo o computador pra dar "uma olhadinha no orkut" e fico hoooooooras aqui. Porque o os seus textos levam a gente à outros e outros e outros. Não me espanta aquele cara que leu o seu blog inteiro, não é muito difícil ser atraído para mais textos quando estamos falando de Championship Vinyl.
E desculpa eu ter parado de comentar os seus posts, é que vc parou de responder!
Eu entrava nos comentários de cada post à procura de Rob Gordon e não achava, então eu fiquei meio chateada com isso.
Mas obrigada por continuar com o Champ e se preocupar com os leitores, é por isso que o seu blog é um sucesso.

knove disse...

Meu pai...
Maldito um post tão grande que acaba não dizendo nada sobre merda nenhuma...chegou a uma parte que eu realmente tava torcendo pro blog ter acabado...(Momento Piada)
Cara agora eu to em duvida eu leio esse blog desde que vi a saga das carolinas(eu não lembro o nome mas eram doces.)...mas eu nunca comentei...eu sou um paraquedista ou devo ser enquadrado numa novo grupo de leitores que não gostam de conversar com o autor?oO

Stephanie disse...

eu, que comecei a comentar recentemente, fiquei com medo de ser mal interpretada como uma nova-leitora-desconhecida-mal-intencionada!

ainda bem que nãoé o fim =)

Daniela disse...

"Este post é dedicado a você, que sempre esteve aqui."

Obrigada pelos poucos meses de leitura, adoro ler, sou fanática por livros, amo crônicas, mas sem talento para escrever. Desculpe a falta de comentários, nunca acho que vou escrever nada que se compare ao seus textos.

A ilustre desconhecida aqui adora o Chronicles, Besta-fera (o único cão que já me mordeu foi um westie, devem ser parentes próximos), "Ô Fase" e realmente acredito que essas coisas que descreve acontecem com você.

Obrigada pelos textos! (Quem diria, consegui comentar!)

Ricardo disse...

Fala Sr.Gordon. Eu juro que não comento aqui por pura preguiça, mas clico todo dia ali nos meus favoritos pra ver se tu atualizaste o blog. Sou um leitor frequente, mas que ao mesmo tempo, é invisível. Como se eu não estivesse por aqui.

Acho sensacional a tua criatividade e a maneira como tu aborda assuntos tão diferentes uns dos outros. Eu tinha blog até um tempo atrás, mas não encontrava animo o suficiente pra postar os meus textos, que ficam guardados na memória aqui do meu computador.

Continue assim, e saiba que o teu leitor invisível sempre estará aqui pra prestigiar os teus textos. E claro, sempre saber quando um outro blog qualquer, copia todo o teu trabalho.

Um grande abraço!
Ricardo! Porto Alegre - RS

thiago disse...

Você e seus posts do tamanho do mundo... Hoje li a metade. Amanhã eu volto e leio o resto. ;)

Arthurius Maximus disse...

Só uma dica: Se você desistir é um homem morto...











Abre teu olho japonês!

Perdido disse...

"Pô cara...deleta o blog não, pô. Pô, é tão loco...que isso. Flw, entra no meu blog t+!!!!!~~!/"
---

Não lembro como encontrei esse blog, mas li um post sobre problemas com cartao de credito e celulares que eu achei muito bom, mesmo que tivesse um pouco de ficcao (ou nao), era engraçado (principalmente o top5 no final). Coloquei o blog no favoritos. Mas depois disso acabou (só vi posts detonando comentarios bobos, posts loooooongos e sem sentido e posts "curtos" para testar os leitores).
Acho que o blog sofre do mal de ficar famoso e de não ter mais paciencia com quem tenta escrever, (já que esse é um blog sobre textos) e não sabe (q nem eu tio =P).
Meio que uma comunidade fechada de amiguinhos (nunca vi nenhum deles discordar de você, em um pouquinho) onde pra entrar tem que ser "igual"

bom, adeus!

Fernando disse...

Caraca Velhinho esse Titulo foi realmente assustador, Pensei comigo " nao acredito o Rob vai acabar com o Champ" ainda bem que foi so uma brincadeirinha ne hehehehehe.

Rejane Oliveira disse...

Ah vai embora não ó Rob...hehe

Li o texto todinho ó...

vc é genial... e blábláblá

Ass: Para-quedista lunática..

Bom Rob, é sempre bom ler o seus textos, eu gostaria de ter pelo menos um terço da sua criatividade mocinho... ando atrás dela ultimamente e nada... nem scrap e nem e-mail a danada me manda. Estou na fase "deiriums sem tremmes sem nada" de blogueira.

bjos

Pauleira disse...

Cara ja faz um tempão que eu leio seu blog, ums 6 a 7 meses eu acho so que não comento (preguiça ^^), mas seu blog ta de parabéns vei continue assim.

Fábio Buchecha disse...

Rob, acredite ou não, leio o Champ todos os dias. Muitas vezes não comento, é verdade, mas estou sempre aqui. Aliás, várias vezes seu blog foi citado no meu =P

Se tem mais alguma à dizer, que seja "Parabéns!"

___________________________________
TemPraQuemQuer

vissaway disse...

Antes de tudo, esse post ou deve te ter feito muito feliz, ou com arrependimento. O numero de comentários e o tamanho deles são impressionantes. Não tenho um blog então não imagino o sentimento que é ver isso. haha

Esse é o tipo de post que vai fazer com que todo mundo que não comenta, comente. Armadilha óbvia (que eu cai), que é ler tudo isso e querer dizer "oi, estou aqui lendo também".

Lembro que quando comecei a ler o blog, foi na época do post sobre a tim (o qual fiquei sabendo por uma comunidade de orkut). Como gostei do que tinha lido, queria mais, mas não iria ficar esperando pra ver se ia aparecer outro do mesmo estilo, ou com as mesmas coisas. Fui então ver as postagens antigas, e li várias, o bastante pra indicar o blog para um amigo meu, que acompanha também, comenta só de vez em quando e ri comigo sobre as coisas que você escreve.

Bom, foi um tipo de comentário puxa-saco, de alguém que fica perdido por uns tempos e depois vem aqui em um dia e tem uma overdose de champs, lendo vários e vários posts seguidos.

Minha meta agora é bolar um comentário que me faça aparecer em algum post. Não, não por achar que vou virar celebridade, e nem quero um post para um comentário meu. Talvez uma simples citação, escondida, já esteja de bom tamanho, só pra saber que você sabe que eu sou um dos alunos, que fica na roda de amigos, não fala, não é conhecido, mas ri tanto quanto os outros.

RoDrIgO disse...

olha , e de se admirar...

^^

talvez eu naum seja o leitor q poste comentarios em todos os seus textos... mas a cerca de um ano eu passo por aqui, toda a semana (naum foi o caso desses últimos 10 dias, vida corrida e talz...) mais sempre que estou com um pouco mais de tempo, leio todos os outros textos q deixei de ler.
sempre me divirto xD
as vezes passo dias rindo sozinho de algum texto seu ... ( lord of the rice), (ataque dos clones ), muito outros

é isso aew... eu posso dizer q sou um leito fiel deste blog.(apesar de naum comentar )
uasuhsauh

abraçao

Kel Sodré disse...

Rob Gordon,
favor entrar no link abeixo:

http://armariodecoisinhas.blogspot.com/2008_01_01_archive.html

É esse (conteúdo do link acima) meu comentário para esse post.

Pedro Lucas Rocha Cabral de Vasconcellos disse...

Engraçado, me senti compelido a comentar nesse post, de quase 2 anos atrás..

Não sei. Não sei o que comentar, só queria deixar um registro, uma marca. Eu li esse post, e por mais que isso seja ibope para você, fez bem a mim.

Lua Durand disse...

Rob, os Champs, nunca saem de moda, para mim. Cada vez mais a qualidade só faz aumentar! E isso é massa!

Eu tava ontem, [15/05/2010], relendo alguns muitos, dos 100 textos do chronicles, e me dei conta que conheço quase todos, mas que não comentei na maioria do que li, é que as vezes fico tão sem palavras para comentar, ou outras vezes, gosto de ir lá, e ficar nos bastidores, para que ninguem me veja. enfim.

tava lendo uns posts antigos aqui, e me deparei com esse, que foi em 2008.

Se naquela época já haviam para-quedistas, imagino eu, quantos não há hoje, por aqui?

Mas pelo que vejo/acompanho, muitos se tornaram leitores mesmo, e estão aqui, faça chuva ou sol, acompanhando e fazendo crescer cada vez mais, essa familia virtual, que os champs formaram.

sim, familia, porque aqui, como outros leitores, me sinto em casa.
é quase como chegar da faculdade, entrar em casa, e jogar conversa fora, sobre o dia, sobre as coisas do dia, da semana.
ou ir almoçar/sair com os amigos, e ficar conversando, e nem ver o tempo passar.
enfim

é bom, estar aqui.
e acompanhar as histórias e estórias, por você vividas, e aqui escritas e compartilhadas!

=)

Fabi disse...

'tô chegando pra ficar e quero nem saber: os leitores antigos que se apertem no sofá, que eu ainda trouxe pipoca.

Beijo!

Thiago de paula disse...

Olá Rob,

Bem, eu sou um viajante do futuro.

Mais especificamente de 2017. Conheci seu blog através do Podcast Gente Que Escreve, e lia as vezes as crônicas recentes. Há algum tempo atrás resolvi retornar, ler tudo desde o início. O champ tem vida demais para ser conhecida apenas pelos posts "recentes".
Faz quase um mês que estou lendo, um pouco a cada dia, e me encanto mais com esse universo que você criou, a proximidade que você tem com seus leitores.
Não querendo chover no molhado, mas já o fazendo, você merece todo esse reconhecimento cara. Pequeno em tamanho e grande em relevância.

Abraço :)