25 de junho de 2007

Dia do Orgulho Hétero

Hoje eu estava assistindo TV em casa, quando comecei a ouvir uma conversa do (da) meu (minha) vizinho (vizinha) Jasmim, que estava aos berros e gargalhadas com algum (alguma) amigo (amiga) no telefone.

O assunto? A Parada Gay. Isso ainda rende assunto, mesmo duas semanas após ter acontecido?! Sinceramente, os gays estão de parabéns. Isso sim é uma comunidade de verdade. Três milhões de pessoas na Paulista, a mídia inteira mobilizada e um evento com shows e atrações. Não é a toa que cada Parada Gay repercute entre eles com a mesma intensidade que uma semifinal de Copa do Mundo ou a estréia de Rocky Balboa repercute entre nós, homens.

Ok. E quanto a nós, heterossexuais? Nada?

Convenhamos, já está mais que na hora de termos o Dia do Orgulho Hétero. Especialmente porque o objetivo da Parada Gay sempre foi o de combater a intolerância e respeitar os direitos da minoria gay. Bom, novamente, parabéns para eles, conseguiram. Conseguiram tanto que inclusive deixaram de ser minoria. Basta dar uma volta aqui em Pinheiros nas tardes de sábado (especialmente na feirinha da Benedito Calixto), para ver que nós, héteros, é que somos a minoria da vez.

Justamente por isso, é o momento de defendermos nossos direitos. É hora de levantarmos a bandeira e combater a ignorância, e o preconceito que sofremos por termos uma única (negrito mode: on, por favor) opção sexual e por gostarmos de hobbies que muitas vezes são acusados de serem toscos ou rudes demais. Chegou o momento de gritarmos ao mundo que “Eu gosto de mulé e cerveja e sou feliz assim!”

É hora de assumirmos nossa condição de
minoria e levantarmos nossa bandeira!
Mas cuidado aí atrás, sem encoxar, hein?


Sendo assim, esboço abaixo como poderia ser o Dia do Hétero aqui em São Paulo. Mas, antes, um aviso: como sou homem, formatei o evento para a população masculina do universo heterossexual, da qual pertenço com orgulho. Peço, então, às leitoras heterossexuais deste blog: deixem, nos comentários, sugestões e idéias de como o evento poderia agradar também a vocês.

Afinal, um evento só com homens não seria exatamente heterossexual, certo? Mãos à obra, enquanto deixo vocês com algumas das minhas idéias:

1.Data
Assim como a Parada Gay, será realizada num domingo, com eventuais pausas para a transmissão (em telões instalados no local do evento) da corrida (pela manhã) e do jogo do Brasileirão (à tarde). Como o evento não tem hora para acabar, é provável que a partir da 20:00, os telões passem a transmitir os programas de mesa redonda e os gols da rodada.

2.Local
Nada de Avenida Paulista. Ela é fresca demais, cheia de museus e cinemas exibindo filmes de arte. O local ideal da Parada Hétero tem que ser mais rústico, combinando com o evento. Um exemplo é a Avenida dos Bandeirantes – cujo comércio mais elegante é uma borracharia – ou a Radial Leste, onde até os raios de Sol têm medo de ir.

2.1 - Essas idéias valem para o primeiro ano. Depois que o evento crescer, a Parada será realizada na Marginal. Na Tietê, claro, porque Pinheiros é coisa de gente fresca.

3.Trajes
Homem que é homem não usa camisetas com inscrições como “Sou macho” ou “Homem de verdade”. Isso é coisa de quem precisa provar algo, e macho de verdade não precisa provar nada. O ideal é ir com a roupa que você estiver em casa, mesmo. Mas, se você quiser caprichar no visual (hum... estranho...), seguem algumas sugestões:

3.1 – Camisas de time de futebol são uma boa. Mas sempre lembrando que quanto mais antiga (como a do Palmeiras, dos anos 80, patrocinada pela Coca-Cola) ou mais “segunda divisão” possível (Portuguesa, América do RN, CRB) melhor. Lembre-se que camisas de times de outros paises não são bem vistas, já que homem de verdade não usa uma camisa que não seja do seu time.

3.2 – Camisetas de bandas de heavy metal também são aceitas, desde que se trate de heavy metal de verdade (não, Bon Jovi não é heavy metal). Ah, e sem bandanas na cabeça, por favor. Quem usa bandana é o Beckham. E o Beckham, bem, você sabe...

3.3 – Por fim, são aceitas camisetas distribuídas em épocas de eleição, especialmente as mais antigas, que você já usa como pijama ou para encerar o carro. Então, coloque o “Maluf Governador 86” no peito e divirta-se!

4. Alimentação
Não, nada de sanduíches e batata frita. Se você gosta de sanduíche natural, então, melhor ficar em casa. As barraquinhas venderão apenas comida de boteco, como torresmo, ovo colorido e caldo de mocotó. Haverá também algumas barracas vendendo espetinhos Mimi e aqueles yakisobas podres feitos na hora.

4.1 - O popular churrasco grego (carrossel de mosca mode: on) não será comercializado porque aquilo é nojento demais até mesmo nós, homens.

5. Bebidas
Caninha e cerveja. E só. Vale lembrar que a pessoa que pedir por “uma dose de aguardente, por favor”, pode arranjar problemas (ou ser chamado de frutinha, no mínimo). Favor usar termos como “cachaça”, “branquinha” e “quebra-gelo”. As barracas de bebida também venderão cigarros, mas apenas das marcas Hollywood e Continental.

5.1. - Quem quiser água, que entre num boteco e compre. Ou pule no jardim de uma casa e beba direto da mangueira - mas já sabendo que esse negócio de "beber na mangueira" é meio estranho.

6. Banheiros
Não haverá nenhum banheiro à disposição do público. Homem que é homem faz em qualquer árvore ou muro mesmo. E, se for algo um pouco mais... íntimo, digamos, pode-se sempre usar as instalações sanitárias de qualquer boteco boca-de-porco na região – sempre dando preferência aos mais imundos, claro.

7. Para as crianças
Os pequenos heterossexuais também terão espaço reservado: uma quadra, onde poderão disputar campeonato de futebol de salão (sem juiz), ou de queimada (usando uma medicine ball). Além disso, será montada uma área em qualquer obra da região, onde eles poderão brincar de guerra usando tijolos, pedras e cacos de vidro.

8. Palestras e Atividades
Diversas palestras e workshops para engrandeceriam ainda mais o Dia da Consciência Hetero. Alguns dos assuntos que poderiam ser abordados são: “Copas do Mundo – Evolução Tática”, “Filmes do Domingo Maior – Charles Bronson ou Chuck Norris?” e “Fórmula Truck – Melhores Momentos”. Já entre os workshops, tenho certeza de que “Como limpar a gordura da coxa de frango na calça sem sua mulher perceber” e “Martelos e Marretas – Novos Usos no Dia a Dia” fariam enorme sucesso.

9. Shows
Ivete Sangalo? Júnior Lima? Porra nenhuma! O Motörhead e o AC/DC seriam as bandas convidadas para animar os participantes ao longo do dia. À noite, ressuscitaríamos o Miele e o Concurso Garota Molhada.

10. Sorteios
Como brinde é coisa de viado, o evento contaria com apenas um sorteio. Os prêmios são um Motorádio Motorola, uma caixa de ferramentas e um vale-compras do shopping Voli.

É isso. Ou, ao menos, o embrião do projeto está entregue e formatado. E agora, enquanto deixo as leitoras do blog pensando em atrações femininas para embelezarem o evento e mandarem ao blog nos comentários, deixo vocês com outros 5 Dias do Orgulho que eu gostaria de ver:

1. Dia do Orgulho Nerd - esse não incomodaria ninguém, já que provavelmente seria realizado dentro do Second Life. Mas, claro, com direito a campeonatos de cosplay e de Magic.

2. Dia do Orgulho Feio- Tem cara de monstrinho? Tem 19 anos e nunca beijou na boca? Compra Acnase no Macro? Existe mais gente como você! Vá ao Dia do Orgulho Feio mostrar que nem só de beleza vive o mundo e passe a tarde xavecando aquele canhão que parece estar te dando bola.

3. Dia do Orgulho Fumante - Chegou a hora de uma das minorias mais perseguidas do planeta dar o troco! Justamente por isso, o evento será realizado no Parque Ibirapuera. E vale tudo: cigarro, cachimbo, charuto e cigarro de palha.

4. Dia do orgulho Cult - Todos vestidos com seu cachecol e sua camiseta do Che Guevara, marchando para o Espaço Unibanco, onde será realizada uma retrospectiva do Godard. Para encerrar o evento, um show do Teatro Mágico, com direito a sorteio de baseados.

5 - Dia do Orgulho Gordinho - Pode ser realizada na praça de alimentação de qualquer shopping. A Parada começaria no All Parmeggiana, passaria pelo Mc Donald's, Bon Grille, Michelluccio, Gendai, Almanara, Spoletto, e terminaria, no final da tarde, em qualquer Ofner ou Amor aos Pedaços.

49 comentários:

Joaquim Souza disse...

Apoiado Rob!

Eles são o exemplo que nós podemos fazer muito mais.

Espero que o sua publicação ecoe no mega-fone da rede mundial para a fundação do ORGULHO HETERO e lotaremos não só a Paulista, como a Gueti em Porto Alegre, a Mal Deodoro em Curitiba, a Beira Mar em Florianópolies e a Av Tom Jobim no Rio de Janeiro.

Saudações! Kamarada!

Dragus disse...

Esse negócio de unir homens em grandes quantidades para suarem em uma passeata não pega bem... =/

Fabulous King disse...

Interessante seu post..passa lá no meu blog...

http://fabulousking.blogspot.com/

ate+

Caboom disse...

haha, muito inteligente!
Estou de acordo com tudo, todos deviam ter seu dia, e não apenas santos, mulheres e homossexuais.

Wanderson "Wans" disse...

Apoiado. Chega de ser olhado pelas mulheres como simples objetos de prazer. Elas tem que nos servir uma gelada entre um tempo e outro do futebol. É o mínimo que podemos ter pelo peso que é hoje ser hétero. Vide o post do www.h4ckrik.com
Além do mais temos sentimentos. Temos o direito de chorar sim, quando o nosso time perde uma final, nossa geladeira não está dando conta de nos suprir a contento ou quando nossa sogra vem nos visitar de mala e cuia.

Repudiador disse...

Isso ai, teremos que ter um dia do orgulho hetero.
e um dia do orgulho nerd tbm!
muito bom seu post.

Deivid disse...

é eu concordo com dragaus
blog interessante kra
passa no meu by vicilinus
e e]de a honra de sua presença
t+

MaxReinert disse...

huahuahauha... realmente... e é bom fazer este dia logo, pois os verdadeiros heterossexuais estão desaparecendo do universo!

Só não concordo com o Joaquim que diz pra fazer a parada aqui em Floripa na Beira Mar.. alí vai ser a outra... alias, Parada Hétero aqui tá difícil.. acho melhor fazer em São José (cidade vizinha!!!)

[]'s

Caboom disse...

Lastfm às vezes dá esse tipo de problema mesmo. Eu, inclusive, estou passando por esse tipo de coisa, tá há dois dias sem atualizar e tudo mais, mas ele sempre atualiza um tempo depois.

Dessa vez creio eu que não vai ser diferente, haha.

Carol disse...

hahahaha
gostei!!!!!

tati disse...

não precisa andar só por pinheiros para ver a maioria: e o unibanco, e o frei caneca? aliás, tenho andado muito por ali com uma amiga, qualquer dia vão achar que eu mudei de time...hehehe

Arthurius Maximus disse...

Mas uma vez uma grande sacada. E apoio firmemente essa iniciativa. Nós os héteros, estamos nos tornando uma minoria discriminada. Agora a moda é ser "delicadinho". Vamos para as ruas e garantir nossos direitos.

o cinemonático disse...

genial!!
hahahahahaha
adorei!!
alias, seu blog todo é ótimo!!

Isadora disse...

Eu estava pensando numa maneira bem lenta e dolorosa, impiedosa e cruel baseada em todos os filmes de "terror" dos últimos anos, pra RETRIBUIR a sua car inhosa ligação, 5 horas antes d'eu acordar, pra tão indispensável informação... mas, droga, eu te odeio ! Valeu a pena...

Comentários a respeito:
Eu só acho que a Paulista é romÂntica demais pra hipopótamos cor-de-rosa com pena interromperem quaisquer momento bicha entre um casal heterosexual, se é que me entende.
Mas tenho medo da participação das mulheres nessa do 'orgulho hétero'. Porque, convenhamos, mais os nossos amigos purpurinados estão cada vez mais perto das atitudes femininas. E vive-versa.

(Mas eu não reclamaria nada nada de ter exemplares SUPER MACHOS desfilando onde quer que fosse, like Hugh Jackmans, Christians Bale e quiçá George Clooneys desfilando em seus uniformes [super machos] de super-heróis. Vocês, homens héteros, pdoeriam discutir o quanto quisessem sobre "porra, e aquele episódio em que o Aranha encontra o Hulk" que, juro, nós iriamos adorar, como boas menininhas hétero :) )

Ah, sim... o patrono da parada é Jack Bauer, right ?

(inspirada, depois de ter dormido apenas 4 horas. HUNF!)

Adrian Masella disse...

Rapaz!!!
Eu passei dias pensando em como organizar uma "Parada do Orgulho Hetero" e não cheguei numa programação tão boa quanto a sua!!!
Só uma sugestão, como atração poderia ter a famosa "Briga de Bar" com todos os integrantes bêbados feito gambás, cadeiras e garrafas sendo arremeçadas como se fossem bolinhas de papel!!!

Thais disse...

Olha Rob, além de Jack Bauer, não podemos esquecer a presença de Chuck Norris. Ele iria dar um round kick naqueles héteros que se empolgariam com tantos homens juntos e mudassem de idéia, querendo participar, à partir de então, da parada Gay.
E não esqueça de dizer, que será possível a presença de mulheres, sim, mulheres que vão poder desfrutar a beleza de ver homens héteros, por mais toscos que sejam, mas saber que ainda existem, saber que é possível beijá-los, e além de tudo, arranjar um companheiro.
Se precisar de ajuda pra organizar, é só me chamar, tá?
Beijos
Thais

Luna disse...

Nós, mulheres hétero, levaremos faixas (Abram a lata de azeitona sem reclamar) e reclamaremos nossos direitos mais básicos (Posse do controle remoto no horário de Oprah).

Fe disse...

Nego, você tá atrasado. Já tentaram fazer a tal passeata e aderiram a ela a exorbitante quantia de 50 pessoas (saiu na Folha, tô inventando não!)
Espero que sua produção seja melhor desenvolvida do que a deles, para que bata o recorde.

E você esqueceu de dizer que durante o percurso, nós mulheres estaremos em varandas estrategicamente colocadas, oferecendo torresminhos e beijos com marca de batom na gola da camisa.

Bjos!

Bruxx disse...

Rick, você se supera a cada dia.
Impressionante!!!
Detalhe: O cigarro Continental não existe mais... podemnos substituílo pelo Derby.
Então, já posso produzir os panfletos?
Tá complicado mesmo, competir com a turma da Parada Gay.
Parece crime organizado... mil vezes mais organizado que a polícia.
À propósito... quando teremos o dia da Consciência Branca?

PS.: Não sou racista e, perguntar não ofende.

Beijokinhas

Alyda disse...

hahahahaha
Ótima idéia.
Eu, sinceramente, só vou nessa parada pela cerveja. Mas isso não deixa de ser um motivo nobre, não é mesmo?
Mas falando nisso: mulher pode ir?
Essa sua parada está muito com cara de "macho que é macho". Afinal de contas, nós mulheres também somos hetero (pelo menos eu sou) e também tomamos cerveja (como boa mineira tomo até a caninha) e também queremos participar. Como o lugar é onde até os raios de sol tem medo, vocês bem que podem nos proteger, não é mesmo?

Beijos e parabéns pelo post.

Rob Gordon disse...

Sugestões da mulherada... pouquíssimas. :-(

Tangerine disse...

Muito bom o post, mas tipo se o dia do orgulho hetero for assim duvido q tenha mulheres no meio O.O, axo q tá mais pra dia do orgulho maxo :p

Chantinon disse...

Ser descrimido é foda mesmo!
Mas eu tô fora de movimento Hetero... vai dar muito gay enrustido nisso :)

Pa[†φ] BEiJo disse...

haha, sera q vai dar certo???

Dr. Spock disse...

O que vemos hoje no mundo é um caos total... As previsões são acatatróficas... Sociólogos e os pseudo-intelectuais dizem que no máximo daqui a 150 anos, a maior parte da humanidade (segundo as estimativas, cerca de 56,24%) será de homossexuais. O que fazer para deter esse crescimento desefreado de dos gays? A idéia da parada é ótima, mas só acho que vc tinha que mudar o nome para "dia do orgulho macho", pois também existem as lésbicas e sapatas, vc se esqueceu? Porra, só de pensar que um bisneto pode não vir a gostar da fruta me dá calafrios...
abs

young vapire luke lestat news disse...

D+ o post de hoje kara .

Muito bom,
sugestão para o evento.
shou com a Banda Matanza, Musica p/ macho e Luta de gostosa no gel...

rsss...

abs: L. Sakssida

Tia Paula disse...

Oi, achei seu blog no Orkut e gostaria de complementar o raciocínio do companheiro com uma luta de lésbicas simpatizantes com o movimento heterossexual no gel.
Adorei o post, adorei a sacada.
Quando li o título quase pensei estar diante de um texto preconceituoso, mas me enganei e admito ter adorado a ironia e todos os recursos usados para que nós pudéssemos nos divertir.
Parabéns!

Fábio C. Martins disse...

Onde eu assino?
Pois estou me sentindo na minoria.

Fatos:

Se 3,5 milhões de pessoas foram à Paulista na Parada, então, sendo 12 milhões de habitantes que dispõe SP, logo, 1/4 da população paulista é Homo ou simpatizante.

Porra, se irmos mais além, se tu possui 4 irmãos em casa, logo 1 é homossexual ou simpatizante!

Ah, chega dessas loucuras, vamos à Parada Heterosexual!

Abraços

twentysomething disse...

Jah teve a primeira parada do orgulho hetero

o quorum foi baixissimo, e apesar do tom de brincadeira, conseguiram soar ofensivos...

Aogra pensa, por mais q seja em tom de brincadeira, alguem apoiaria a parada da consciência branca?!

Há coisas q não há como a contraprestação, a reciprocidade soar de bom gosto...

Jeff McFly disse...

Well...

eu acho qeu (acho não, tenho certeza) que esse dia hetero é desnecessário.

Afinal, todo dia é dia hétero! E quem duvidar, comemore o dia gay!

Né não?

Hasta!

Wagner disse...

Show!!! Vc também escreveu sobre um possivel Dia do Orgulho Hetero! E ficou excelente!

Ah, dá uma passada no meu blog. Eu te convidei para uma MEME e também estou fazendo um desafio. Seria legal se você participasse.

Abraços

ALEX COSTA disse...

D+!

Temos que ter logo nosso dia, e tem que cair sempre numa segunda feira prá nós heteros não trabalharmos.

abração

Pa[†φ] BEiJo disse...

haha vlw pelo comentario rsrs^^

Rafael Barbosa disse...

HAHAHAHA excelente, pode contar comigo ;)!

uhahuahuahuauh

Sette, G disse...

Adorei a idéia, mas faltou um item nas comidas do evento: sanduba de pernil E/OU calabresa em porta de estádio.

DELÍCIA!!! Poucas coisas são melhores em ser homem do que triturar como um viking um sanduba tão maravilhosamente adiposo, tomando uma Coca, olhando pra bunda da filha do dono da barraca e comentando o jogo, com 3 xingamentos por segundo. Eu volto do estádio leve, consigo até discutir meia horinha de relação com a chefia.

Vamos agitar isso logo antes que nossa opção mude para "não gay"

GSR

Eriketa Erikinha disse...

Gargalhadas Homéricas pra tu!
Que post foi este!
Achei tu no kukut!

Bjocas e parabens!

Anônimo disse...

E eu pensei que o America - RN estivesse na serie A...
Mas enfim, boa a ideia!

Henriquezoviske disse...

"AC/DC " para os heteros?
Acho que não é uma boa.

Não sei se sabe, mas Ac/DC é uma antiga gíria em inglês, que se repere a bissexuais.
;)

Aprendi isso na aula de física. É, física, mesmo.

;)

Abraço.

Henriquezoviske disse...

que se refere*

Comentarista Abalizado disse...

http://frasesdeimpacto.blogspot.com/2007/07/eles-me-perseguem.html

Não sou muito de divulgar meus próprios posts, mas tem tudo a ver com o tema e com a imagem...
Os hétero precisam se organizar urgentemente... se unir não, pois, macho muito unido é coisa de boiola... hahahah

Tyler Bazz disse...

GENIAL!!!!

Anônimo disse...

MUITO BOM O DISCURSO EMBORA EU SEM ORGULHO ANDE MUITO BEM
ORGULHO?
TENHO PARA NÃO CHATEAR PESSOAS AMIGAS
ORA POIS O ORGULHO É A NOSSA DEFESA MAXIMA
E EU ANDO DESPREOCUPADO POR SER APENAS UM DOCE

Criptor disse...

O post é antigo, mas o tema é válido.
Sempre válido!
Concordo com o que disse em parte, e sei que é pra ser levado como piada, mas obviamente, a piada já está na criaçao da data para heteros, assim como é uma piada uma data de comemoraçao gay. Já até inventaram um guaraná para gays (como se o paladar do ser humano tivesse algo a ver com sua opção sexual). Mas, apesar de ser levado para o lado bem humorado da questão, dizer que metrossexuais são homossexuais é o mesmo que chamar a Edinanci de sapatão só porque ela parece um homem. Sacanagem da grossa! Mas enfim, não vou ficar provando nada, porque homem que é homem não precisa dessas baboseiras. Ao contrário dos machos... pois como dizem os cabras da minha terra "Macho é macho, até debaixo de outro macho." ou ainda, "Todo viado é macho, pois pra aguentar ferro tem que ser muito macho!"
Aliás, antes que venham atirar pedras na via crucis, nada tenho contra os homos, mas sim contra a data infeliz que fizeram para se promoverem.

Agora, juntar um bando de homens, sem ter mulher na jogada, não é meio gay não?

Rejane OLiveira disse...

Acho que os atores internacionais já citados são muito bonitinhos, mas talvez um tanto quanto fresquinhos para uma evento como tal, eles poderiam não aguentar o tranco. Então pensei que poderíamos dar mais valor para nossos populares machos sem ir muito longe, como o Maguila.
Na comissão de frente.

Renata disse...

Rod,
Amei o post! Na verdade, acho que não existe nada mais "homem" que o consurso da garota da camiseta molhada". A-D-I-R-E-I!!!!
Acho a idéia ótima, até pq, como vc bem disse, agora os heteros, do gênero masculinos, é que são minoria, e pras nós, heteros do gênero feminino, tá ficando cada vez mais difícil.
Conte com meu apoio e presença!
Rê!

Nadia disse...

Não...eu não terminei de ler a opinião das mulheres acima mas, na minha opinião, Jack B... é o caralho. Tô adorando o seu plano de orgulho hetero, faria só duas alterações... durante o show da gata molhada que acontecerá em um lado de onde quer que seja, tem que ter o show do gato molhado (direitos iguais) e eu quero poder escolher o banheiro de boteco menos sujo. Rola?

o/

Nadia disse...

ps: acho que o dia do orgulho nerd já existe... e apoio todos os outros, principalmente o dos fumantes... eu sei como a gente é minoria.

¬¬

Eddie Maverick disse...

Encontro de Rot Hod, cover de ACDC, churrasco de gato e cerva

demorow, pode marcar que eu vou!

gildo caetano disse...

é claro que quase toda mídia apoia o orgulho gay, será que vão apoiar o orgulho hetero?eu vou de camisa xadrez,aliás eu vou com qualquer uma.