28 de janeiro de 2011

Antenor e Mirtes e o Maníaco Sexual

– Mirtes! Mirtes! Venha ver!

– Antenor, eu estou ocupada! O que foi?

– Aqui na janela! Venha ver!

– O que foi?

– Você se lembra quando falei sobre aquele carequinha do prédio da frente? Que ele estava fazendo imundícies com a garrafa de Coca-Cola? Lembra? Faz uns dois dias?

– Sim.

– Olhe ele lá, na sala. Ele está fazendo de novo.

– É ele em pé, ali?

– Sim.

– Mas o que é aquilo no meio das pernas dele?

– Então, Mirtes, é a garrafa de Coca. Fique olhando.

– Mas o que ele está fazendo? Ele está curvado, mexendo na garrafa?

– É alguma bizarrice. Não sei, ele parece estar acariciando a garrafa.

– Mas porque ele fica com a garrafa no meio das pernas?

– Ah, Mirtes... Sabe-se lá como um cara desses se excita. Olhe! Tem algo acontecendo! Ele parece estar fazendo força, não parece?

– O que é aquilo branco na mão dele, Antenor? Um gesso?

– Gesso, Mirtes? Deve ser uma luva. Aposto que ele se sente sensual assim, deve ser alguma fantasia.

– Cruz credo.

– Tipo a Gilda, lembra? A Rita Hayworth? Ele deve achar que é a Gilda.

– A Gilda?

– Isso. E a garrafa de Coca é o Glenn Ford.

– Ai, Antenor, feche essa cortina! Estou ficando assustada!

– Você ouviu isso?

– Ele gritou?

– Sim, sim! Foi quase um urro! Um berro de prazer, com certeza.

– Não é melhor chamar a polícia?

– Polícia, Mirtes? Tínhamos que chamar o hospício, isso sim! Ele é demente!

– Credo, Antenor... Ainda bem que nossos filhos não são assim.

– Olhe! Agora ele está enchendo um copo com a Coca Cola. Vai saber o que isso significa para ele.

– Coitado daquele cachorrinho que mora com ele.

– Nem fale... O bichinho não tem culpa de nada.

– Antenor, ele veio para a varanda! E ainda está com aquela luva indecente e com o copo de Coca! Feche essa cortina!

– Já fechei, já fechei.

– Será que ele viu a gente?

– Duvido, Mirtes. Você viu o urro que ele deu? Ainda deve estar fora de si. Deve estar até zonzo.

– Esquece esse rapaz, Antenor. Eu tenho medo dele.


17 comentários:

Rob Gordon disse...

Agradecimentos ao Tyler Bazz por escrever no gesso.

Tyler Bazz disse...

Olha, eu gosto de Coca, mas isso que você faz é perversão.

Dragus disse...

Doente.

Os dois.

Fábio Megale disse...

Hahuahuahuahauauauhaua...

Porra, Rob! (E porra, Tyler!)

Dessa vez a coisa aqui no expediente foi brava. Tive até que divulgar outra vez o Champs pros coleguinhas, pra eles entenderem o pq de eu começar a rir alto do nada.

Pedro Lucas Rocha Cabral de Vasconcellos disse...

Alguém já reparou que o Rob engessado está escrevendo mais no blog do que antes?

Lilian disse...

Rob, bem que vc e o Tyler podiam criar um blog, um Tumblr, sei lá - colocando várias frases sem noção nesse gesso, hein? Vindo da mente demente, er, genial de vocês dois, as risadas seriam garantidas.

Isabel Barros disse...

Cara, depois do dia de cão que tive no trabalho, só você para me matar de rir.

Ah! E vou concordar com o Pedro Lucas: Você está escrevendo mais no blog agora que está com a mão engessada.

Que o gesso continue.Muahahahahahaha

Otavio Oliveira disse...

quanta perversão.

Melinda Bauer disse...

Não tiro a razão do Antenor...este é um gesso um tanto fálico! Que medo!
:)-<

Mari Hauer disse...

Nada como ter que cultivar a paciência e ter que acariciar uma garrafa de coca depois de um surto e um murro na geladeira! HAHAHA... Aposto que da próxima vez vc chuta ao invés de dar um murro em qualquer coisa!

Bom, pelo menos o cérebro continua doente! O seu e o do Tyler, que assina suas insanidades! haha...

Adorei o texto! E essa Mirtes com o Antenor poderiam estar fazendo coisa muito melhor do que ficar imaginando perversões com vc e a garrafa de coca, nean?

Um beijo, Rob!

Camila disse...

Ri alto! Só você, Rob!

Tyler Bazz disse...

Deram ideia de um tumblr com frases no gesso.

Do jeito que esse mundo tá perdido, capaz de surgir qualquer dia o twitter @gessodadepressao.

Aí eu levanto e vou embora.

Letícia disse...

Gilda... sem mais

melo disse...

Você já pensou em comprar coca em lata enquanto está com esse gesso?

Larissa Bohnenberger disse...

Hahahahahahahahahahahahah! Imagino a cena. Mas te faço a mesma pegunta do Melo aí de cima: Se abrir uma garrafa é tão sacrificante, por que não usar latinha, por enquanto? É o único conselho que posso te dar! Jamais sugeriria que vc parasse de beber coca-cola.

Bjs!

Kell Alves disse...

Até na tragédia ele vê graça. Quem merece o Rob?

Kell Alves disse...

Nós merecemos!